2007-10-26

Empreendedores de Irecê - Edvaldo Lima de Oliveira - IREDIL (IV)

Continuação do III (conclusão)

Sua importância na sociedade ireceense

Desde quando chegou a Irecê, começou a ver o número de amigos crescendo a cada ano, tanto por ser ele um homem de fino trato e de facilidade com a comunicação, quanto por sua honradez no comércio e em tudo. Assim, além da confiança de seus colegas de comércio, Edvaldo também conservava um bom relacionamento com dirigentes do CDL’s - Câmara de Diretores Lojistas, Federações e Confederação, outras entidades locais e alguns políticos.

Em 22 de maio de 1992, foi eleito Presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), de Irecê, mas seu reconhecimento por parte da comunidade ireceense não ficou só nisso. Assim, no ano de 1993, foi eleito o Lojista do Ano pelo crescimento de suas empresas, a política trabalhista adotada e os relevantes serviços prestados a comunidade.

Em 1994, foi eleito, mais uma vez, Presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Irecê. Naquele ano os agricultores reivindicavam o prazo de prorrogação do plantio do feijão de 15 de dezembro para 31 de dezembro. Em seu discurso de posse, Edvaldo manifestou seu sentimento de que os agricultores precisavam se organizar para serem fortes e atuantes, e o mesmo devia fazer a CDL. Além disso, os governantes precisavam planejar uma política agrícola para nossa região.

Além de presidente da CDL, mais de uma vez, também conseguiu ser Diretor Distrital na primeira gestão do Presidente Deusdete Souza Ribeiro Júnior (1994-1996) que estava à frente da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas.

No mês de junho de 1994, aconteceu, em Irecê, o 1º Seminário Regional do Movimento Lojista, reunindo um público recorde de 400 pessoas, de toda a microrregião, promovido pela Federação da Câmara dos Dirigentes Lojistas (FCDL). Em seu discurso, Edvaldo Lima, que sempre esteve preocupado com a falta de empregos no país, disse:

“Graças a esse trabalho, tem aumentado o número de filiados na nossa entidade. É preciso que os empresários do varejo se conscientizem da sua importante contribuição para a economia e oferta de emprego no país”.

1º Seminário Regional do Movimento Logista,
reuniu um público recorde de 400 pessoas da
microrregião de Irecê

Edvaldo Lima é aberto a parcerias com mecânicos da
região e promove cursos e palestras

Em um outro discurso seu, no dia 15 de outubro de 1995, contando com a presença de entidades como SINCOM, ACI, SECIR, voltou a falar sobre emprego:

“Sabendo da importância dos nossos seguimentos no momento em que o povo da nossa nação aclama por melhores dias, por um país mais sério e um novo Brasil, com uma economia estável onde todos possam trabalhar dignamente. E para que isto ocorra, precisamos nos fazer ouvir através das nossas entidades organizadas para reivindicar e lutar por uma Reforma Tributária, Reforma Fiscal e Administrativa. Só assim daremos um fim às distorções alocativas, sobretudo pela elevada carga tributária, sobre o fator de produção trabalho (salário)”.

Conhecedor dos problemas regionais de Irecê, Edvaldo nunca se deixou desanimar e sempre procurou mostrar aos empresários e à comunidade ireceense a face do esforço bem sucedido e da confiança renovada em cada estação chuvosa.

Em 1996, foi reeleito presidente da CDL, permanecendo na instituição até 1998, merecendo a confiança de todos pela seriedade e dedicação do seu trabalho à frente da instituição.

Os resultados profícuos em favor dos associados, a defesa constante do direito do lojista, a participação ativa em ações voltadas para o progresso de Irecê e Região, permitiram a CDL – Irecê destacar-se no cenário estadual e no panorama nacional.

A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) já estava com 140 associados e contava com serviços importantes como SPC, Ligue Cheque, Plano de Saúde (CDL_Sul América), Curso de aprimoramento para o lojista via Sebrae entre outros serviços, quando Edvaldo concluiu seu mandato.

Edvaldo sempre participa de iniciativas que promovem o progresso desta região e demonstra sua disposição em servir a comunidade, constituindo-se em um tijolo na construção do bem estar e da prosperidade de nossa região, da Bahia e do Brasil.

Além de ter participado tantas vezes da diretoria da CDL, foi o articulador e fundador do Sindicato Patronal (SINCOM), sendo seu presidente. Atualmente é também o presidente da APRIR - Associação dos Pecuaristas da Região de Irecê, uma entidade que está levando o nome de Irecê para diversas localidades do país.

O que pensa sobre vários assuntos

“Eu acho que a gente tem que ser persistente naquela filosofia do trabalho, da honradez, da transparência, da dignidade e do respeito, conservando o lema da sinceridade. Se a pessoa é coerente e respeitadora, é realmente um cidadão de verdade”.

“Eu acho que nós, como seres humanos, temos que lutar por nossa posição social: a posição de respeito. Eu acho que cada um, e não só Edvaldo, tem o direito de buscar seu espaço, de lutar, crescer e construir, desde que tenha determinação, tenha boa vontade”.

“A vida é uma dádiva que Deus nos dá”.

“Acredito piamente em Deus. Acho que Deus é o construtor do Universo”.

“A violência vem em conseqüência da falta de controle da natalidade, da falta de uma educação mais determinada neste país. Não adianta a classe pobre que não tem nenhuma condição de educar seus filhos continuar tendo cinco, dez filhos, botando crianças neste mundo sem nenhum controle, sem nenhuma educação, sem nenhuma saúde”.

“Eu gostaria que os políticos tivessem um pouco mais de respeito a si próprio, que preocupassem mais com o país, com a classe trabalhadora e cuidassem da classe pobre e da juventude. Grande parte deles defendem grupos e isso é perigoso, porque não estão botando o país em primeiro lugar. Tem que ter uma política séria em termo de educação e de controle da natalidade”.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨
(Fonte: livros do escritor Jackson Rubem: Irecê: História Casos e Lendas; Irecê, Um Pedaço Histórico da Bahia; Irecê, A Saga dos Imigrantes) e Brasileiros Pré-Cabralianos (Brazilians Before Cabral), publicado em Inglês e Português.

Nenhum comentário:

Arquivo


Ocorreu um erro neste gadget