2007-11-15

Coordenadas do GPS cobrirão quase 100% do território baiano

Seis novas bases receptoras do Sistema de Posicionamento Global (GPS) proporcionarão coordenadas geodésicas de modo contínuo e com cobertura em quase 100% da Bahia. As bases, que são de uso público, proporcionarão uma maior precisão aos serviços que se utilizam do GPS.

Os dados são coletados a cada cinco segundos e são atualizados no intervalo de uma hora no site http://ribac.incra.gov.br/. Duas bases receptoras já foram implantadas. Uma foi instalada na sede da Superintendência Regional do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), em Salvador. A segunda está no município de Bom Jesus da Lapa, região Oeste.

Outras duas bases receptoras estão sendo instaladas em Vitória da Conquista, região Sudoeste, e em Teixeira de Freitas, no Extremo Sul baiano. Os municípios de Irecê e Barreiras (região Oeste) terão mais duas bases receptoras. Os trabalhos devem ser finalizados até o fim do ano. A intenção é fortalecer a infra-estrutura geodésica brasileira por meio de uma parceria firmada entre o Incra e o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Qualidade dos dados


De acordo com o engenheiro cartográfico do Incra/Ba, Miguel Pedro da Silva Neto, um dos benefícios da Rede Incra de Bases Comunitárias (Ribac) é ser ativa e fornecer dados continuamente, vinte quatro horas por dia. “A Ribac melhorará a qualidade dos trabalhos realizados pelo Incra, fornecendo mais precisão de dados e facilitando as atividades no campo”.

O Incra adquiriu 80 receptores para todo o país, sendo que seis deles foram destinados para o estado. Para viabilizar a instalação da (Ribac), o Incra, na Bahia, tem firmado termos de cooperação técnica. As primeiras foram com a Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb) e com a Universidade do Estado da Bahia (Uneb). As universidades estão viabilizando estrutura física e apoio técnico para a instalação das estações receptoras.

Vantagens

As bases receptoras (Ribac) proporcionarão uma melhor distribuição e exatidão dos dados disponibilizados via GPS no estado. Para o Incra, será importante nos serviços de georreferenciamento, pois os dados obtidos terão uma maior acuidade para a realização da topografia de imóveis rurais e para a constituição do Cadastro Nacional de Imóveis Rurais (CNIR).

O raio de abrangência de cada equipamento é de 300 quilômetros. Como serão de uso público, além do Incra e do IBGE, quaisquer entidades públicas ou privadas terão acesso às coordenadas globais. “O GPS é utilizado para diversas atividades, entre elas para outorga de poços d´água, levantamentos dos serviços de meio ambiente, aerolevantamento, em obras de engenharia e infra-estrutura”, ressalta Miguel.


Cíntia Melo
Assessora de Comunicação
Incra/Ba
Tel.: 71 3206 – 6407 / 8814-5657
cintia.melo@sdr.incra.gov.br

Nenhum comentário:

Arquivo


Ocorreu um erro neste gadget