2007-11-12

José Alves de Andrade - O homem que usou um punhal para casar com uma Dourada(II)


Continuação da parte I

Um dia José Alves de Andrade decidiu de uma vez por todas dar um basta naquela situação. Armou-se com um punhal e foi procurar a família de Ana Joaquina. Eles teriam que permitir seu casamento com Ana, ou por bem ou por mal.

Um fato histórico aconteceu. Por meio do poder de um punhal, carregado com a força do amor, um homem pobre obteve da poderosa família Dourado permissão para um casamento, que marcou a história de Irecê.

O amor triunfou. O casamento durou anos. Só a morte separou José Alves de Andrade de sua amada Ana Joaquina.

José Alves de Andrade estava bem velhinho , quando morreu. Ana Joaquina caiu em profunda depressão. Chorava continuamente a morte do amado. Já não tinha prazer em viver. Teve derrame e morreu pouco tempo depois.

Fonte: livros do escritor Jackson Rubem: Irecê: História Casos e Lendas; Irecê, Um Pedaço Histórico da Bahia; Irecê, A Saga dos Imigrantes; O Aniversário de Irecê; Brasileiros Pré-Cabralianos (Brazilians Before Cabral), publicado em Inglês e Português.

Nenhum comentário:

Arquivo


Ocorreu um erro neste gadget