2007-11-08

Por que os Dourado têm a fama de comedores de cuscuz (II)

Continuação de I
Uma outra versão diz o seguinte de "Porque os Dourado têm a fama de comedores de cuscuz":

Houve um período de grande seca na região. Além da falta de alimentos havia também a falta de dinheiro. Então os dourados adotaram um sistema de troca de mercadorias.

Havia os que tinha muito feijão, mas não tinha farinha, nem gordura. E havia os que tinham estas coisas mas não tinha feijão.

De todas as mercadorias a que mais adquiriu valor de troca foi o milho, por causa da variedade de alimentos que podem ser feitos com ele. Os dourados, deram preferência a este tipo de mercadoria, pois com ele faziam seu delicioso cuscuz, comendo-o duas vezes no dia, pela manhã e pela noite.

Embora não tenha registrado a patente de inventor do cuscuz, o senhor Teotônio Marques Dourado Filho é tido por todos como o descobridor deste alimento. Daí ter adquirido um apelido que ele inicialmente gostava, mas depois passou a odiar de todo coração, sobretudo quando se tornou um homem famoso, sendo muitas vezes chamado, diante das autoridades, de Tiosinho Cuscuz. Ai que raiva!

(Fonte: livros do escritor Jackson Rubem: Irecê: História Casos e Lendas; Irecê, Um Pedaço Histórico da Bahia; Irecê, A Saga dos Imigrantes) e Brasileiros Pré-Cabralianos (Brazilians Before Cabral), publicado em Inglês e Português.

Nenhum comentário:

Arquivo


Ocorreu um erro neste gadget