2007-11-05

Resíduos sólidos de 5 municípios do território de Irecê terão destino certo

A microrregião de Irecê está cheia de lixões que se espalham nas beiras das estradas, atraindo urubus, causando um terrível mau cheiro e contaminando os lençóis freáticos. Além disso, crianças são afetadas, pois costumam ir a estes locais em busca de algum brinquedo ou algo que achem interessante.

A falta de um destino certo para os resíduos sólidos a todos os viventes do lugar e bem como turistas e moradores de cidades vizinhas. A solução rústica encontrada pelos prefeitos era a de queimar os resíduos, mas não resolvia o problema, pois o o odor que exala também coloca em risco a saúde das pessoas. E isso sempre preocupou o presidente da União das Prefeituras do Platô de Irecê (UNIPI), Hermenilson Carvalho, atual prefeito de Lapão.

Uma importante reunião em Salvador, na semana passada, patrocinada pelo Governo da Bahia e Ministério da Agricultura, resultou em notícia alvissareira para Irecê e 4 outros municípios de seu território: a formação de um consórcio para dar um destino certo aos resíduos sólidos.

O protocolo para o primeiro consórcio público para o destino dos resíduos sólidos envolve os municípios de Lapão, João Dourado, Presidente Dutra, Jussara e Irecê.

Com recursos oriundos do Governo Federal e geridos pela Codevasf, em Irecê, entidade sob o comando do Dr. Luiz Alberto, os municípios criarão um aterro sanitário, dando assim um destino certo para os resíduos. O meio ambiente agradece.

Nenhum comentário:

Arquivo


Ocorreu um erro neste gadget