2008-03-11

6º Seminário Interuniversitario Estudios Canadienses em America Latina

O Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Ipac), autarquia da Secretaria de Cultura do Estado (Secult), participará, na quinta-feira (13), às 17h, no Instituto de Letras da Universidade Federal da Bahia, no Campus de Ondina, de mesa redonda sobre Patrimônio Cultural, no 6º Seminário Interuniversitario Estudios Canadienses em America Latina (Seminecal).

O evento, que acontecerá até sexta-feira, é uma iniciativa do Ministério das Relações Exteriores e Comércio Internacional do Canadá, em parceria com a Universidad de la Habana Cátedra de Estudios Canadienses-Cuba e a Universidad Autónoma Metropolitana do México – Iztapalapa.

Dentre os objetivos do encontro, que reúne estudantes, professores, pesquisadores e profissionais de segmentos diversos, estão analisar as perspectivas de colaboração entre Canadá e América Latina e estimular as redes de relacionamento entre países das duas regiões continentais.

O primeiro Seminecal aconteceu em 2003, na Cidade do México. O segundo, em Assunção, capital do Paraguai (2004), e o terceiro, na Universidad de la Habana, Cuba (2005). O diretor geral do Ipac, arquiteto Frederico Mendonça, será moderador na mesa e explica que o evento possibilita diálogo com especialistas de vários países e trocas importantes sobre várias áreas.

Ele afirma que no segmento de patrimônio cultural, o governo estadual tem avançado, desde o ano passado (2007), em várias vertentes. “Além das grandes obras de restauração do Monumenta, em Salvador, Lençóis e Cachoeira, com investimentos de mais de R$ 30 milhões até o término do programa, e do Prodetur 2, que recupera grandes monumentos do Centro Histórico de Salvador, com cerca de R$ 13 milhões, a Secult, por meio do instituto, iniciou tombamentos inéditos, em 40 anos, de imóveis modernistas e art-déco, e desenvolve amplas pesquisas para registros de bens imateriais e intangíveis, como festas, manifestações populares e típicas da Bahia”.

Juntamente com Iphan, Ufba e outras secretarias estaduais, a Secul inicia, neste primeiro semestre, a criação de um Mapeamento e Plano de Manejo para Sítios Arqueológicos da Bahia. No final de abril será realizado, na cidade de Lençóis (Chapada Diamantina), o primeiro Fórum Estadual sobre Patrimônio Material da Bahia. O encontro é considerado um intercâmbio de experiências que auxilia na formação de novos projetos de pesquisa entre universidades e centros de estudos sobre os dois continentes.

cas/is

Nenhum comentário:

Arquivo


Teste sua Memória