2008-03-13

Deputados discutem proposta de renegociação da dívida de produtores rurais

Brasília - Deputados da Comissão de Agricultura da Câmara vão apresentar, no próximo dia 18, alternativas à proposta do governo para renegociação da dívida agrícola. A informação é do presidente da comissão, deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS).


Segundo ele, o governo “não avançou neste um ano de negociações” e, por isso, técnicos da comissão e das entidades representativas do setor – Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Confederação Nacional dos Trabalhadores em Agricultura (Contag) e Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB) – vão se reunir para apontar alternativas.

Depois que o governo apresentar sua proposta de renegociação das dívidas de grandes e pequenos produtores, as duas comissões do setor, da Câmara e do Senado, vão se reunir para discutir as medidas. O secretário-adjunto de Política Econômica do Ministério da Fazenda, Gilson Bittencourt, anunciou hoje (13) que as medidas serão detalhadas no dia 25.

“Nessa audiência conjunta, nós vamos organizar uma vigília com os produtores, aguardando a proposta do governo”, afirmou Lorenzoni.

O deputado disse que as propostas serão encaminhadas “para, dentro daquilo que for possível, o governo incorporar na proposta do dia 25. A comissão e o setor tomaram a decisão de ter uma pró-atividade neste momento, no sentido de buscar o mais rapidamente possível aliviar o produtor rural brasileiro desse grande fardo que ele carrega”.

Embora tenha apontado que as negociações não avançaram no último ano, Lorenzoni se mostrou otimista em relação ao cumprimento do novo prazo. “Eu acredito que no dia 25, os ministros vão cumprir com a palavra empenhada”, disse.

Lorenzoni preferiu não adiantar o conteúdo das alternativas que estão sendo elaboradas, mas afirmou que “este é um trabalho técnico, mas que tem um forte componente político. Então ele precisa, primeiramente, estar ajustado com as entidades representativas, estar ajustado com a representação parlamentar do setor, para que nós possamos dar divulgação”.

Morillo Carvalho*
Repórter da Agência Brasil

Nenhum comentário:

Arquivo


Teste sua Memória