2008-03-04

Subsidiária de biocombustível da Petrobras nasce com US$ 1,5 bilhão

Rio de Janeiro - A Petrobras pretende investir no setor de biocombustíveis US$ 1,5 bilhão nos próximos cinco anos. Esse dinheiro será investido na nova subsidiária da empresa na área. A informação é do diretor financeiro da Petrobras, Almir Barbassa.

A criação de uma empresa subsidiária para gerir a área de biocombustíveis foi anunciada ontem (3), após reunião do Conselho de Administração da Petrobras. A nova empresa ficará, por exemplo, com as refinarias da Bahia, no sul de Minas e no Ceará.

Hoje (4), Barbassa explicou que apesar de a subsidiária contar com US$ 1,5 bilhão, “um bocado de dinheiro dentro da área de bioenergia”, o valor representa pouco em relação à empresa e, por isso, a separação.

“Do ponto de vista da Petrobras, representa 1%. Então, para não se perder dentro da Petrobras é muito melhor a gente localizá-la em uma empresa”, disse. “A empresa [subsidiária] vai ser importante no segmento e dentro da Petrobras perde um pouco.”

Barbassa ressaltou que a subsidiária nasce com “toda potencialidade para produzir biocombustíveis” e terá a vantagem de concentrar todas as atividades do setor, já que a Petrobras atua em uma área diferente.

“Vamos tratar com agricultores, tanto produtores de álcool quanto de oleaginosas. Vamos ter uma estratégia diferente. Toda uma especialização que requer uma centralização de esforços”.

Barbassa disse também que a Petrobras ainda não definiu como será a direção da nova empresa, que deve sair do papel em três meses. Ele adiantou, apenas, que a subsidiária não terá sócios na área. “Só a Petrobras”, destacou.

O diretor explicou também que apesar da separação, a Petrobras comercializará os produtos da subsidiária e fará o transporte dos produtos.

Isabela Vieira
Repórter da Agência Brasil

Nenhum comentário:

Arquivo


Ocorreu um erro neste gadget