2008-04-28

A Bahia envia nove atletas para competir em torneio paraolímpico

Nove para-atletas baianos das modalidades de natação e atletismo vão disputar, de quarta-feira (30) a domingo (4 de maio), no Ginásio de Esportes do Ibirapuera, em São Paulo, o IV Torneio Sérgio Del Grande, uma das maiores competições oficiais paraolímpica do Brasil. O evento homenageia Sérgio Seraphim Del Grande, pioneiro no Brasil no esporte para pessoas com deficiência.

Mônica Velloso, Verônica Almeida, Amarílis, Tanael Barreto, Zé Carlos, Eraldo, Marcos Rastelli e Genivaldo (natação) e Lázaro Alho (atletismo) participarão da cerimônia de abertura, na quarta-feira, às 20h.

Para Verônica e Ronaldo, a competição é valiosa, uma vez que ambos disputam vagas para as Paraolimpíadas de Pequim. Os resultados servem como índice para o Campeonato Brasileiro, que terá a sua primeira etapa em junho, na cidade de Uberlândia, no triângulo mineiro, e define ranking para os jogos olímpicos, na China.

No final da primeira quinzena deste mês, em Natal, no Rio Grande do Norte, Mônica, Verônica e Ronaldo conquistaram quatro troféus e bateram novos recordes brasileiros. Mônica ganhou nos 100 metros peito e nos 200 medley. Verônica faturou os 50 metros borboleta e Ronaldo saiu vitorioso nos 100 metros costas.

Promovido pelo Clube dos Paraplégicos de São Paulo (CPSP), o evento faz parte das comemorações do Jubileu de Ouro do clube fundado, em 28 de julho de 1958, por Sérgio e que serviu de modelo e referência para outros clubes inaugurados neste período.

Na edição passada do III Torneio, realizada em 2005, quase 500 atletas dos mais variados pontos do Brasil, disputaram 11 modalidades. Este ano, oito modalidades serão oferecidas e a estimativa é de que participem cerca de 600 atletas com deficiências física, mental e visual.

Segundo os organizadores, uma das finalidades do torneio é proporcionar aos atletas deficientes do país, mais uma competição de alto nível. Isso para que possam aferir suas marcas, em provas como natação, atletismo ou disputarem modalidades que tenham condições de ser utilizadas para ranking nacional, já que algumas realizam poucas competições durante o ano.

As modalidades paraolímpicas serão voleibol sentado, bocha, tênis de mesa, halterofilismo, natação, atletismo, esgrima e polybat. As competições de natação e atletismo acontecerão nas instalações do Complexo Desportivo Constancio Vaz Guimarães e terão arbitragens oficiais.

De acordo com a deficiência, os atletas poderão disputar todas as modalidades (física) ou natação e atletismo (visual e mental). Na maioria das modalidades, as arbitragens e locais de competição serão oficiais, como exige o Comitê Paraolímpico Brasileiro (CPB), o que valida recordes ou poderão ser utilizados para ranking.

Homenageado

Na década de 50, Sérgio Del Grande foi uma das pessoas que mais lutou pelos direitos das pessoas com deficiência. Muitos dos benefícios que hoje possuem foram conquistados - ou iniciada a luta - com ele, a exemplo da isenção na compra de veículos zero quilômetro e suas taxas, vagas para estacionamento em locais públicos, rebaixamento de guias, vagas nos ônibus e até a carta de motorista para deficientes físicos.

Equipamentos como adaptação para veículos, cadeira de rodas dobrável e muletas canadenses, que chegaram ao Brasil por seu intermédio, serviram de modelo para fabricação nacional.

tas/is

Nenhum comentário:

Arquivo


Teste sua Memória