2008-04-17

Bolsa de turismo receptivo da Bahia supera todas as metas

Todas as expectativas foram superadas na 17ª edição da BNTM (Brazil National Tourism Mart), maior bolsa de turismo receptivo do Brasil, realizada no último final de semana, em Salvador. Os bons resultados deve-se, principalmente, ao aumento da geração de negócios para a Bahia, algo em torno de 45 milhões de dólares e a presença de 422 buyers (operadores internacionais).

“A conquista de dois novos vôos internacionais (Lisboa/Salvador e Milão/ Porto Seguro/Salvador) mostra a importância de trazer estes operadores de fora para conhecer o destino e vivenciar a Bahia. Nós esperávamos 400 buyers e nos surpreendemos com 422”, comemorou a presidente da Bahiatursa, Emília Silva, ao se referir os resultados positivos para o setor turístico. No ano passado, a BNTM trouxe 270 buyers. Este ano, o incremento foi de quase 50%.

A Fundação CTI-NE, organizadora do evento, divulgou o balanço que confirmou as previsões da Bahiatursa e Secretaria de Turismo da Bahia: a geração de negócios em cerca de 182 milhões de dólares, uma superação de 35% em relação ao ano passado.

Mas, para que o evento acontecesse com sucesso, o governo da Bahia investiu cerca de R$1,3 milhão, aplicados em fretamento de vôos e compra de bilhetes aéreos para a Chapada Diamantina e Porto Seguro, transporte, hospedagem, climatização do 3º piso do Centro de Convenções e empresas produtoras de evento. Todas as contratações foram feitas por meio de licitações.

“Esta foi a melhor BNTM, desde 1991, e a que, sem dúvida, trará o melhor resultado para o Estado”, declarou Lúcia Bichara, presidente da operadora BIS. O vice-presidente da TAP, Luiz da Gama Mor, também não poupou elogios, parabenizando a Bahia pela BNTM “mais organizada”.

Durante a realização do evento, no Centro de Convenções, os segmentos turísticos do estado estavam representados pelos seus respectivos estandes, a exemplo do golfe, do turismo religioso (por meio do Memorial Irmã Dulce), do turismo étnico (Irmandade da Boa Morte), dos blocos afro, do sol, da praia, do turismo náutico, do enoturismo, do ecoturismo, do turismo rural, além dos produtos como o Carnaval e o São João.

Para mostrar o que a Bahia tem foram oferecidas, aos operadores e jornalistas, quatro opções de tour - Chapada Diamantina, Costa dos Coqueiros, Baía de Todos os Santos e Costa do Descobrimento. Um grupo de 60 pessoas optou pelo tour da Chapada, onde puderam conhecer a Casa do Garimpeiro, a Gruta Lapa Doce, Mucugezinho, o Serrano e o Morro do Pai Inácio.

A operadora austríaca, Alexandra Rechberger, da Poncho Tours, que esteve pela primeira vez no Brasil, ficou encantada pelas belezas naturais da Chapada Diamantina. “Adorei a Bahia. A partir de agora toda minha emoção será passada nas vendas, vou poder transpor isso aos meus clientes, com muito mais segurança”, garantiu.

O operador americano, Kevin Matier, da Travel Impressions, disse ter gostado muito e que essa foi uma grande oportunidade para a Bahia mostrar sua oferta turística. Toda a infra-estrutura foi muito bem articulada pelos hotéis Portal de Lençóis, Hotel de Lençóis e Canto das Águas.

A programação da BNTM trouxe também os secretários e dirigentes estaduais de turismo do Brasil para participar da 42º Reunião do Fórum Nacional, onde foram discutidos investimentos para a construção de uma via de contorno na Baía de Todos os Santos. “A idéia é recuperar as rodovias que já existem e fazer uma ponte ligando Salvador a Barra do Paraguaçu. O objetivo é integrar o Recôncavo, inclusive modernizando a linha ferroviária”, explicou secretário estadual de Turismo, Domingos Leonelli.

Nenhum comentário:

Arquivo


Ocorreu um erro neste gadget