2008-04-25

Instituições científicas e tecnológicas da Bahia vão receber R$ 2 milhões, segundo Edital

Reitores, pró-reitores, representantes de empresas juniores e gestores de núcleos de inovação tecnológica (NITs) e de incubadoras de empresas no estado estiveram na Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb), na tarde de ontem (24), para conhecer o Edital de Apoio a Sistemas Locais de Inovação.

Lançado pela primeira vez na Bahia este ano, o edital dispõe de R$ 2 milhões para investir na implantação e consolidação de instituições científicas e tecnológicas (ICTs) que atuem em favor da construção de políticas de inovação, gestão da inovação, fomento à aproximação com o setor produtivo e disseminação da cultura empreendedora e de propriedade intelectual no estado.

Os projetos submetidos para o edital tanto podem ser individuais quanto multiinstitucionais, ou seja, podem envolver mais de uma ICT, que, juntas, pretendam estruturar um sistema de inovação capaz de atender às demandas das instituições envolvidas. As propostas para o edital podem ser submetidas pelos coordenadores das ICTs sediadas na Bahia até 19 de maio.

Um diferencial desse edital está na otimização de recursos e esforços. “Ele prevê que diferentes propostas apresentadas por ICTs distintas compartilhem atividades, caso possam atender aos projetos de todas”, explicou o diretor de Inovação da Fapesb, Elias Ramos de Souza.

Investimento em inovação

Além do Edital de Apoio a Sistemas Locais de Inovação, a Fapesb, órgão da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), dispõe de outros dois editais com recursos não-reembolsáveis de fomento à inovação tecnológica, que, juntos, somam R$ 20 milhões em recursos. Entre eles, está o Programa de Apoio a Pesquisa em Empresas (Pappe Subvenção), que conta com R$ 16,5 milhões.

O objetivo dessa iniciativa é apoiar projetos que apresentem inovações tecnológicas em produtos, processos ou serviços oferecidos por empresas, incubadoras ou consórcios empresariais instalados no estado. O Pappe é um programa da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), que na Bahia é coordenado pela Fapesb.

Completando os R$ 20 milhões, o Edital Pesquisadores nas Empresas, também lançado pela primeira vez no estado este ano, dispõe de R$ 1,5 milhão. Desenvolvido em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), o edital tem como objetivo financiar bolsas para pesquisadores que atuarão em micro, pequenas e médias empresas baianas.

Informações detalhadas sobre os requisitos para obtenção do apoio, as condições de elegibilidade e os prazos para submissão das propostas para esses editais estão disponíveis no site www.fapesb.ba.gov.br.

xas/om

Nenhum comentário:

Arquivo


Ocorreu um erro neste gadget