2008-04-23

Irecê ocupa o terceiro lugar em casos de dengue da Bahia

Para combater a dengue, hoje um dos mais graves problemas de saúde pública do país, a Bahia lançou nesta sexta-feira (18), no Centro de Convenções, o Comitê Estadual de Combate à Dengue. Ele será responsável pela organização de uma grande mobilização popular de combate à doença em todo o estado.

O evento contou com a participação do governador Jaques Wagner, de diversas autoridades, artistas e profissionais da área de saúde da Bahia e parceiros da campanha. A iniciativa será realizada pela Secretaria da Saúde (Sesab), demais secretarias estaduais, organizações não-governamentais (ONGs) e sociedade civil organizada.

Com o slogan Todos Contra a Dengue, a campanha tem como principal objetivo conscientizar os baianos sobre a importância da mobilização popular. “O governador da Bahia é o primeiro do Nordeste a tomar a iniciativa de reunir todos os prefeitos e a sociedade para mostrar que a dengue é um problema de todos”, explicou o secretário nacional de Vigilância em Saúde, Gérson Penna. Segundo ele, esse trabalho compartilhado é a única solução para evitar uma epidemia.

De acordo com a Sesab, o Brasil vive uma epidemia de dengue há mais de uma década. Na Bahia, por exemplo, os casos começaram a ser registrados em 1994. Nos três primeiros meses deste ano, foram notificados 12.607 casos da doença no estado e, desses, 54 são de dengue hemorrágica, com duas mortes.

Os municípios com os maiores números de casos são Presidente Dutra (2.440), Juazeiro (1.500), Irecê (1.009), Mulungu do Morro (760), Uibaí (734) e Ibipeba (632).

“Um estudo do Ministério da Saúde concluiu que a população brasileira sabe o que é a dengue, mas ainda não se engajou na campanha. O nosso propósito é colocar todos contra a dengue”, disse o secretário da Saúde, Jorge Solla.

Algumas das principais ações vão ser realizadas nas escolas, com a participação dos alunos em atividades como faxinaços e demonstrações de medidas de combate à proliferação do Aedes aegypti. “A primeira ação é uma passeata, no próximo dia 30, em todo o estado, com cartazes, faixas para mobilizar a população”, afirmou o secretário estadual da Educação, Adeum Sauer.

Ele declarou que a passeata é o ponto de partida para a campanha na rede estadual de ensino. “Será feito também um faxinaço, no dia 16 de maio, além da distribuição de material educativo e inclusão de conteúdo pedagógico sobre a dengue em diversas oficinas a serem realizadas nas redes estadual e municipal de ensino”, observou.

Participação de artistas

Para Wagner, a ação de cada cidadão é o passo mais importante no combate à doença. “O grande equipamento é a consciência de cada um, livrando-se dos focos do mosquito na sua rua, no seu bairro, no seu logradouro. Esta é a força contra a dengue”, disse.

O governador destacou ainda que o papel do Estado é de organizar a mobilização, incentivar, promover os faxinaços, “mas a população também tem que agir para impedir que a Bahia viva uma epidemia, como está acontecendo em outros estados do país”.

A campanha atraiu diversos artistas, como Carlinhos Brown, que aderiu à mobilização através do jingle de mobilização, e Margareth Menezes, que se propôs a participar da iniciativa. “Gosto de participar, porque sei o papel que o artista tem na sociedade. Com a nossa música poderemos atingir muito mais pessoas, pois é melhor prevenir do que remediar”, ressaltou.


gcs/om

Nenhum comentário:

Arquivo


Ocorreu um erro neste gadget