2008-04-07

Moradores do Rio se organizam para combater a dengue

Rio de Janeiro - Moradores de comunidades da região metropolitana do Rio de Janeiro aproveitaram o dia de hoje (6) para combater focos do mosquito transmissor da dengue. A iniciativa reuniu 2 mil pessoas em 72 comunidades e faz parte da estratégia do governo estadual para combater a epidemia.

Na comunidade de Curupati, no bairro de Jacarepaguá, zona oeste – com a maior incidência de dengue na capital – cerca de 30 voluntários vistoriaram casas, conversaram com moradores, tiraram lixo das ruas e tamparam caixas d’água.

“Recolhemos garrafas, copos, todo tipo de recipiente no qual o mosquito possa se proliferar”, contou Luiz Ventura, um dos moradores, ao exibir uma garrafa com várias larvas de mosquito.

A idéia da iniciativa é mobilizar as comunidades de forma permanente. “Conversamos com os líderes comunitários e disponibilizamos agentes para orientar o mutirão, pois os voluntários trabalharão no cotidiano”, explicou o subsecretário de governo, Rodrigo Bethlem.

O agente de saúde Marcelo Campos, que esteve em Curupati, falou dos focos encontrados durante a atividade, mas destacou a conscientização dos moradores. “O mosquito é basicamente caseiro. Sem essa mobilização fica difícil acabar com o problema”.

Durante a atividade, os moradores das diversas comunidades receberam camisetas com o telefone para denúncias de focos, que é 0800 60 00 424. Eles também distribuíram 5 mil telas para caixas d'água.

Isabela Vieira
Repórter da Agência Brasil

Nenhum comentário:

Arquivo


Ocorreu um erro neste gadget