2008-05-01

Declaração de “baixo QI dos baianos” irrita Jacques Wagner

O governador Jaques Wagner considerou como um "surto de imbecilidade" as declarações do coordenador de medicina da Universidade Federal da Bahia (Ufba), Antonio Dantas. O coordenador disse que o mau desempenho dos alunos numa avaliação do ministério da Educação reflete o "baixo QI dos baianos". Wagner, está que em Maceió, em Alagoas, e participa de mais uma reunião com outros governadores do Nordeste e com o presidente Luis Inácio Lula da Silva.

“Ele teve um surto de imbecilidade. A declaração é de uma imbecilidade ímpar, condenável sob todos os aspectos. Utiliza um conceito ultrapassado, o de QI, e traduz um preconceito profundo contra o povo baiano, que é a terra de Ruy Barbosa, Castro Alves, Caetano Veloso, Glauber Rocha, Gilberto Gil...”, frisou Wagner.

O governador falou ainda que Antonio Dantas deveria ter assumido com naturalidade o resultado negativo e não fazer uma declaração dessa forma. Jaques Wagner conversou com o reitor da UFBA, Naomar Almeida Filho, sobre as declarações do coordenador. Naomar solicitou à faculdade o afastamento de Dantas, o que depende do colegiado da Instituição. O governador afirmou que se solidariza com essa atitude.

A Universidade Federal da Bahia obteve nota 2 (numa escala que vai de 1 a 5) no Exame Nacional de de Desempenho dos Estudantes (Enade), avaliação feita pelo ministério da Educação. O curso de medicina da faculdade tem 200 anos e está entre quatro de instituições públicas que serão supervisionados pelo MEC pelo baixo desempenho.

Nenhum comentário:

Arquivo


Teste sua Memória