2008-05-29

Discussão na Bahia sobre embalagens de agrotóxicos em lugares inadequados

A fruticultura irrigada produzida na região do Lago do Sobradinho, que abrange os municípios de Remanso, Casa Nova, Sento Sé, Pilão Arcado e Sobradinho, ajuda a abastecer não só o norte da Bahia, mas outros estados do país e até o mercado internacional. A potencialidade do local é justificada pelo solo fértil e pelo acesso à água de boa qualidade. Uva, manga, melão, melancia, cebola, tomate e umbu são algumas riquezas produzidas na região do Vale do São Francisco.

Mas, ao plantar toda essa riqueza, muitos agricultores não sabem dar destino às embalagens vazias de agrotóxicos, que são utilizadas em grande quantidade para defensivos agrícolas. O descarte inadequado dessas embalagens acarreta diversos impactos, como a contaminação do solo, da água e dos alimentos, prejudicando a saúde dos homens, dos animais e do meio ambiente.

Os recipientes podem ser encontrados por toda parte, abandonados na lavoura ou na estrada, às margens do São Francisco, enterrados ou nos lixões a céu aberto, e até sendo reutilizados para transportar a água consumida pela população ribeirinha. Outros agricultores chegam até a guardar as embalagens para estocar alimentos, como arroz e feijão, ou para produzir sifão para regar a plantação.

Segundo o engenheiro agrônomo da Fundação Jorge Duprat de Segurança e Medicina do Trabalho (Fundacentro), Armando Barbosa Filho, o descarte inadequado da embalagem pode contaminar o lençol freático, ao ser enterrada, ou liberar substância tóxica, quando queimada. “O problema é que muitos conhecem os efeitos dos componentes químicos presentes nos agrotóxicos, mas não adotam práticas corretas”, disse.

O revendedor de produtos agrícolas de Casa Nova, Antônio Pereira de Souza, 67 anos, afirmou que o descarte inadequado é um problema histórico na região. “Não tínhamos essa preocupação com o meio ambiente, nem sabíamos como devolver as embalagens”, explicou Souza, que já produziu cebola, tomate e melancia durante quase 20 anos. “Quando o rio enche, as embalagens ficam boiando na água”, contou.

Postos de recebimento

Para mudar essa realidade, a Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) vai entregar à população da região quatro postos para recebimento de embalagens vazias de agrotóxicos, instalados em Remanso, Casa Nova, Sento Sé e Sobradinho. A iniciativa vai beneficiar cerca de 20 mil famílias de pequenos produtores, diretamente, e mais de 60 mil de forma indireta.

Os postos terão a função de inspecionar e classificar, emitir recibo confirmando a entrega, além de encaminhar as embalagens às centrais de recebimento, responsáveis pelo reaproveitamento. A construção das estações atende à Resolução 334 do Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama).

Uma vez recolhidas aos postos, as embalagens serão destinadas à Central de Coleta de Petrolina (PE). De lá, elas serão transportadas pelo Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias de Agrotóxicos (Inpev), responsável por gerir o processo de destinação final dos recipientes vazios.

Hoje, Antônio Pereira de Souza sabe a importância de devolver as embalagens. “A iniciativa vai ajudar a preservar a lagoa e a evitar doenças como o câncer”, destacou. Ele foi nomeado presidente da Associação dos Revendedores de Produtos Agrícolas.

Os postos construídos pela Semarh serão incorporados ao Programa Campo Limpo, da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), que mantém sete centrais e quatro postos de recolhimento em Vitória da Conquista, Barreiras, Irecê, Teixeira de Freitas, Ilhéus, Bom Jesus da Lapa, Conceição do Jacuípe, Barreiras e Palmas do Monte Alto.

Treinamento

Na Semana do Meio Ambiente, mesas-redondas e sessão de vídeo vão estimular os pequenos produtores do município de Sobradinho a adotar procedimentos corretos quanto à destinação das embalagens vazias de agrotóxicos. O treinamento acontece na sexta-feira (30), das 9 às 13h, no Colégio Estadual Jorge Khoury. No ano passado, os pequenos produtores da região de Casa Nova e Remanso foram beneficiados com a capacitação.

Um seminário vai discutir temas como os riscos ocupacionais existentes no meio rural, para prevenção de acidentes, e doenças relacionadas ao manejo de herbicidas e às práticas de cultivo com biofertilizantes. Serão também abordadas as ações do Estado para minimizar os impactos ambientais causados pelo uso de agrotóxicos e a convivência com o semi-árido.

Entrega dos postos

Uma campanha itinerante de recolhimento de embalagens descartadas na região será realizada em Sobradinho (dia 2 de junho), Casa Nova (dia 3) e Remanso (dia 4) para marcar a entrega dos quatros postos de recolhimento.

O evento terá a participação dos pequenos produtores da região e a iniciativa integra o conjunto de ações do Estado para revitalizar a Bacia do Velho Chico.

mas/om

Nenhum comentário:

Arquivo


Teste sua Memória