2008-06-27

Bennefício da Uesc chega a 3 mil idosos na Universidade Aberta da Terceira Idade

Há dez anos, a Universidade Aberta a Terceira Idade (Unati), da Pró-Reitoria de Extensão da Universidade Estadual de Santa Cruz (Ilhéus\Ba), já atendeu a aproximadamente de três mil pessoas, com mais de 50 anos, oriundas de mais de uma dezena de municípios do sul da Bahia.

Trata-se de um projeto de extensão permanente, com o objetivo de oferecer oportunidades de construção e aquisição de conhecimentos, atualização cultural como um direito do cidadão, além de oportunizar melhoria da qualidade de vida, por meio dos recursos educacionais e sócio-culturais existentes na Uesc.

Além disso, estimular e articular o exercício intelectual e reflexivo com diferentes atividades artísticas, corporais, criativas e expressivas como elementos geradores e facilitadores de emoção e prazer de viver positivamente a velhice.

A Unati promove atividades relacionadas com o desenvolvimento humano, realçando aquelas que enriqueçam o auto-conhecimento, promoção da auto-estima, a sociabilidade, a integração e a troca de experiências. Cria também um espaço de convivência intergeracional, buscando diminuir a segregação entre jovens e idosos, e promove o desenvolvimento e ampliação do conhecimento gerontológico, em bases educativas.

De acordo com a coordenadora Cândida Alves, atualmente são 300 idosos freqüentando as aulas de francês, espanhol, inglês, informática, ciclos de palestras, educação afetiva, canto coral, teoria musical, danças caribenhas, Uesc em movimento e patchwork. Ainda atividades de lazer, caminhada para a vida, terapias corporais na maturidade, contação de histórias em escolas e asilos, história da arte, introdução à Filosofia, trabalhos voluntários nas comunidades, flores em emborrachado, pedraria, bordados macramé entre outras.

A criação da Unati está amparada na Política Nacional do Idoso, cuja lei atribui incumbências ao poder público, de forma especial, na área da Educação. Prevê a adequação de currículos escolares com conteúdos voltados para o processo de envelhecimento, de forma a eliminar preconceitos.

Estabelece ainda, a inserção da Gerontologia e da Geriatria como disciplinas curriculares nos cursos superiores, criação de programas de ensino destinado aos idosos e o apoio à criação de universidades aberta à terceira idade.


eas/is

Nenhum comentário:

Arquivo


Ocorreu um erro neste gadget