2008-06-06

Combate a zoonoses é tema de discussão entre Adab e Ministério da Agricultura

As estratégias de prevenção das Encefalopatias Espongiformes Transmissíveis (EET), dentre elas destaca-se a EEB, mais conhecida como 'vaca louca', serão discutidas por representantes do Ministério da Agricultura (Mapa) e especialistas em fiscalização da Agência de Defesa Agropecuária (Adab), órgão vinculado à Secretaria da Agricultura (Seagri). A reunião começou quarta-feira (4) e vai até sexta-feira (6), na Superintendência Federal da Agricultura, em Salvador.

Política sanitária de prevenção da vaca louca e sua implicação no cenário internacional, identificação de áreas de risco da doença no país serão alguns dos temas abordados. Para o diretor geral da Adab, Altair Santana, a reunião servirá como parâmetro para consolidar as informações sobre as necessidades da implementação do Plano de Prevenção da Encefalopatia Espongiforme Bovina e Vigilância da Scrapie.

A principal forma de transmissão da vaca louca para os bovinos é a ingestão de alimentos elaborados com proteínas e gorduras oriundas de animais. No ano de 1996 o Mapa proibiu o uso da proteína e de farinha de carne e ossos provenientes de ruminantes na alimentação destes animais.


Ras/al

Nenhum comentário:

Arquivo


Ocorreu um erro neste gadget