2008-06-18

Desenvolvimento e combate à pobreza rural pela CAR completa 25 anos

“Como é que no meio de uma caatinga dessa, onde não chove, ainda se consegue fazer um trabalho de seleção genética, de beneficiamento e manejo, com o uso de técnicas de ordenhamento e sanidade alimentar? Essa é a pergunta feita por milhares de pessoas que conhecem, hoje, o sucesso alcançado pelo Projeto da Usina de Beneficiamento de Leite do distrito de Quicé, no município de Senhor do Bonfim.

“Isso é fruto do associativismo e da ajuda de uma política pública bem operacionalizada, que é esse trabalho da CAR”, responde o representante da Associação de Pequenos Produtores de Leite de Quicé, Edvaldo Araújo, ao participar sexta-feira (13), junto com dezenas de membros de associações rurais vindas do interior, da programação que comemorou os 25 anos da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento e Integração Regional (Sedir).

A associação, fundada em 2005, possui hoje uma Unidade de Beneficiamento de Leite, financiada desde 2007 pela CAR. “Nossa comunidade é formada por pequenos produtores rurais extremamente carentes e que vivem numa região semi-árida muito difícil, do bioma da caatinga. A CAR nos apoiou viabilizando a construção de tanques de resfriamento de leite. Agora, somos 132 associados, trabalhando com conhecimento, tecnologia, orientação e garantia da entrega do leite. Estamos gerando 300 empregos diretos e uma renda em torno de R$ 300 mil por mês”, contou empolgado Araújo.

Já o representante da Associação dos Moradores e Produtores Rurais da região do Umbuzeiros, no município de Poções, Flávio Santos, disse que o trator financiado pela empresa tem trazido um grande benefício para a região. “Onde você plantava um hectare, que produzia dois sacos de feijão, hoje produz cinco. E o povo ficou muito feliz com esse projeto do governo, porque ele contribui para melhorar cada dia mais as associações e a vida dos moradores”.

O especialista em desenvolvimento rural e primeiro diretor executivo da CAR, Carlos Miranda, também presente ao encontro de reflexão sobre as práticas da empresa, disse que para quem viu a CAR se desenvolver e participou deste desenvolvimento durante sete anos, é muito gratificante ver que foi uma empresa que se sustentou durante 25 anos com capacitação. “ É muito importante o corpo técnico e a formação que foi dada para trabalharem uma nova visão do mundo e de como administrar políticas públicas de desenvolvimento. E essa missão de combate à pobreza rural tem que ser renovada em função do novo contexto nacional e internacional”, opinou.

Para o secretário de Desenvolvimento e Integração Regional, Edmon Lucas, há 25 anos a CAR vem trazendo benefícios inquestionáveis ao desenvolvimento da zona rural da Bahia. “Ela atua exatamente onde padecem os mais carentes, numa região onde a população mais pobre da Bahia vive. Ao longo do tempo, essa Companhia tem desenvolvido ações muito fortes, levando a essa população melhores condições de vida, trabalhando para que possam ter acesso à água e ao saneamento”.

O diretor executivo da CAR, Paulo Cezar Lisboa, destacou que a CAR tem uma história rica na Bahia, sobretudo, de ações junto às comunidades rurais, através de associações, contando com a participação do poder público.

“Este encontro é importante não só para lembrarmos do passado, mas porque precisamos também nos estruturar, projetar, planejar e pensar nas ações do presente e do futuro. Queremos refletir sobre a nova conjuntura, a necessidade de uma articulação maior com políticas públicas territoriais, novos tipos de projetos de caráter produtivo e novas formas de integração da agricultura familiar e da sociedade”, ressaltou Lisboa.

O superintendente da CAR, Emilson Piau, assinalou que a CAR foi criada para trabalhar com programas de desenvolvimento regional, surgindo numa época em que esses programas ainda eram incipientes no Brasil inteiro. “Hoje, com o governo Lula, com as mudanças da globalização e a internacionalização da economia, houve uma mudança significativa na própria dinâmica desses projetos. Isso faz com que a CAR reoriente sua ação, trabalhando com o desenvolvimento regional, mas, dentro de um novo enfoque, com novas potencialidades”, disse.

Ele destacou também que uma análise do cenário atual e a discussão com os parceiros e fundadores da empresa é fundamental para traçar novos planos de ação. “Com esse encontro, buscamos dinamizar, ainda mais, a intervenção no Território, levando desenvolvimento, crescimento e melhorando a qualidade de vida das pessoas”.

Durante o encontro, que contou com um ciclo de palestras, apresentação da Filarmônica do município de Irará, trabalhos em grupo, intercâmbio de experiências entre Conselhos Municipais, associações e técnicos da CAR, entre outras atividades. Os participantes do encontro também tiveram a oportunidade de apreciar e adquirir artigos trazidos pela Feira de Exposição de Produtos das Associações Comunitárias, que fez sucesso com peças em artesanato e cerâmica, mel, biscoitos, beijus e várias iguarias.

Pas/al

Nenhum comentário:

Arquivo


Ocorreu um erro neste gadget