2008-06-06

Fundação Pedro Calmon mantêm exposição "lixo sobre tela" até o dia 13 de junho

A exposição Renascer - pintura em papel: lixo sobre tela, com palestra da artista Gina Trindade Bello, será composta por cerca de 50 quadros e ficará aberta à visitação pública até 13 de junho, no horário das 8h30 às 17h. Trata-se de uma iniciativa da Fundação Pedro Calmon.

Baiana de Piatã, na Chapada Diamantina, Gina Trindade Bello é também poetisa e compositora, com poesias publicadas em alguns jornais da sua região. Seus trabalhos já foram mostrados pela TVE, inclusive com a artista pintando ao vivo, e no Programa da TV Bahia, “Na Carona”.

Seus quadros já foram expostos na Biblioteca Pública do Estado da Bahia, Galeria Pedro Archanjo (Pelourinho), Biblioteca Pública Thales de Azevedo, Biblioteca Infantil Monteiro Lobato e Teatro Módulo. Além de outras exposições em cidades do interior da Bahia.

A artista utiliza em sua obra uma matéria-prima inusitada: o lixo. Papéis amassados e pisoteados, sujos ou não, catados nas ruas, são transformados por Gina em flores, pessoas, bichos, casas, entre outros. A inspiração começou aos nove anos quando, olhando para cima “via, na formação das nuvens, imagens produzidas pela mente criativa de uma criança”.

Mais tarde, já adulta, começou a traduzir, com o material que colhia das ruas, o que seus olhos viam nas manchas das paredes e no chão, transformando suas impressões em obra de arte. Porém, por mais que mostrasse e explicasse às pessoas, poucas conseguiam ver o mesmo que ela. Por fim, por sugestão dos filhos, passou a pintar os papéis exatamente como ela os via, nascendo, assim, a obra intitulada Pintura em papel “lixo” sobre tela”.

Ela ressalta que este trabalho não é “modelagem”, e que “não sai por aí pegando qualquer papel amassado que encontra. Somente aqueles nos quais vê alguma coisa, que possuem alguma forma.

cas/is

Nenhum comentário:

Arquivo


Teste sua Memória