2008-06-12

Últimos dias para ver a exposição O Traiado e o Urdido: Tecidos de Buriti dos Gerais da Bahia

A cidade de Cocos (BA) fica a quase mil quilômetros de Salvador. Na pequena localidade do oeste baiano predomina um tipo de vegetação: o buriti, matéria-prima das peças que estão em O Traiado e o Urdido: Tecidos de Buriti dos Gerais da Bahia, exposição que pode ser vista até domingo (15) no Instituto Mauá, Pelourinho. A mostra já passou pelo Rio de Janeiro, no início deste ano, no Museu de Folclore Edison Carneiro.

É a primeira vez que uma exposição da Sala do Artista Popular (SAP), projeto criado em 1983 com a bem-sucedida metodologia do Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular, do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), vem a Salvador.

Entre as peças mais tradicionais de Cocos, estão as redes feitas com a seda do buriti em teares verticais utilizados pelos índios. A mostra conta também com esteiras, tapetes, bolsas e jogos americanos, que ganham cores especiais a partir do tingimento com urucum, açafrão e ervas da região.

A exposição é fruto de uma parceria entre a Secretaria de Cultura (Assessoria de Culturas Populares/Fundação Cultural), Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, Instituto Mauá e Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular, ligado ao Ministério da Cultura (MinC).


cas/om

Nenhum comentário:

Arquivo


Ocorreu um erro neste gadget