2008-06-06

Salvador Bahia entra na disputa para sediar jogos da Copa 2014

A Bahia mantém-se na disputa para que Salvador seja uma das cidades subsedes da Copa do Mundo de 2014. E para isso o Governo do Estado vem trabalhando, seja em busca de uma nova concepção de uso para a Fonte Nova e área em seu entorno, ou pelo anúncio de grandes investimentos de infra-estrutura para a capital baiana, como a construção da Via Expressa Baía de Todos os Santos – que ligará a BR-324 ao Porto de Salvador –, implementação do Complexo Viário 2 de Julho, nas imediações do aeroporto internacional, além da conclusão das obras da primeira etapa do metrô.

A informação, do secretário estadual de Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, Nilton Vasconcelos, foi dada em audiência pública promovida pela Comissão de Infra-estrutura, Desenvolvimento Econômico e Turismo da Assembléia Legislativa, “A realização da Copa do Mundo 2014 no Brasil – Perspectivas da Fonte Nova”.

O secretário iniciou sua participação no debate lembrando aos deputados que a definição das cidades subsedes é de única responsabilidade do Comitê Organizador da Copa, ligado à Fifa, que tem até março de 2009 para fazer o anúncio das cidades brasileiras escolhidas para realizar os jogos. A observação do secretário foi em resposta a questionamento feito pelos parlamentares e também pelo Sindicato da Arquitetura e Engenharia da Bahia (Sinaenco) sobre o fato de Salvador não estar na relação das cidades brasileiras em que o Ministério do Turismo anunciou investimentos em mobilidade urbana.

Fonte Nova

Em relação ao futuro da Fonte Nova, o secretário disse que o governo aguarda o resultado do trabalho das sete empresas autorizadas pelo estado a desenvolver estudos preliminares que servirão de subsídios para o novo modelo institucional, regime de gestão e de operação para o equipamento esportivo e para a área circunvizinha. “No entanto, posso adiantar que a implantação da nova Fonte Nova relaciona-se diretamente com a realização da Copa 2014. Por isso, temos que levar em consideração todas as exigências feitas pela Fifa para equipamentos desse porte, onde o conforto e a segurança do torcedor são prioridades”, destacou Vasconcelos, observando que os principais legados para um país ou cidades que sediam jogos da Copa do Mundo é o incremento turístico e sua repercussão sobre a economia urbana.

A KPMG SF; Urplan Grupo de Planejamento, Urbanismo e Arquitetura LTDA; Tecnosolo S.A.; Setepla Tecnometal Engenharia LTDA; Ernst & Young Associados e a Ponto Z Arquitetura, Paisagismo e Consultoria e o Consórcio Plurisport foram as empresas autorizadas pelo Governo da Bahia, por meio de um processo público e aberto, a elaborarem uma proposta para o estádio e área em seu entorno. Elas têm um prazo de 45 dias úteis para realizarem os estudos, cujo período para entrega será de 26 de junho a 15 de julho, considerando-se as datas em que cada empresa teve a sua autorização publicada no Diário Oficial do estado.

Apoio às vítimas – Em relação às famílias vítimas da tragédia da Fonte Nova, ocorrida em novembro do ano passado e que levou à morte sete torcedores, o secretário informou que o Governo do Estado, por meio da Sudesb, da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) e Secretaria de Administração (Saeb) continuam a prestar toda solidariedade. As famílias têm recebido do estado cesta básica e apoio para identificar os beneficiários que têm direito à pensão – a documentação de quatro famílias para recebimento do benefício já está sendo analisada por órgãos estaduais.


Tas/af

Nenhum comentário:

Arquivo


Teste sua Memória