2008-08-25

Influência do urubu no imaginário popular é mostrada em livro

A história natural dos urubus e condores do continente americano, a influência dessas aves nos diversos contextos sociais da América Latina, inclusive no imaginário de população e, até mesmo, o uso dessas aves como medicamento.

Estes são os principais enfoques do livro Los Limpiadores de los Cielos. Factos e Folclor de los Zopilotes, Aves Dueñas del Imaginário Latinoamericano, de autoria do professor Eraldo Medeiros da Costa Neto, da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), e do mestrando Mauricio Vargas Clavijo, da Universidade da Venezuela.

O trabalho, apresentado em junho no 11º Congresso Internacional de Etnobiologia, em Cuzco, no Peru, teve as pesquisas iniciadas na Bahia, ainda em 1995, pelo professor Eraldo Costa Neto.

No levantamento, a constatação de que, na região de Feira de Santana, é comum o uso medicinal de partes do urubu. “O pó do fígado, por exemplo, é facilmente encontrado no Centro de Abastecimento e usado contra a asma”, destacou.

Segundo Costa Neto, ainda não existe qualquer comprovação científica a respeito do uso do urubu como recurso medicinal. Mas, no imaginário popular a ave tem bastante utilidade.

“A pena e a banha do urubu são usadas para combater o alcoolismo, a carne cozida é muito utilizada no combate a tuberculose, entre outros”, pontuou o pesquisador.

Eraldo Costa Neto é lotado no Departamento de Biologia da Uefs, e Mauricio Vargas Clavijo é aluno do mestrado em Manejo de Fauna Silvestre, da Universidade Nacional Experimental dos Llanosoccidentales da Venezuela.

Eas/bs

Nenhum comentário:

Arquivo


Teste sua Memória