2007-03-10

Jacques Wagner quer democratizar a Cultura na Bahia

Encontro em Irecê discute os
preparativos para o Plano de Cultura do Governo
(foto: jrubem)


No dia 10 de março, no Auditório da UFBA em Irecê, a secretária de educação Soraya Dourado, a Diretora da Uneb Deisy, o professor Paulo Emanoel, da secretaria de Educação de Lapão, os editores dos jornais Cultura e Realidade, Correio do Sertão e O Brasileirinho e artistas de todas as áreas, estiveram presentes para ouvir o palestrante Hirton Fernandes, Diretor de Integração Regional – Secretaria de Cultura da Bahia.

Hirton, que está fazendo um cansativo, mas prazeroso roteiro de viagem por diversas cidades pólo da Bahia, explicou que é intenção do Governo do Estado democratizar a cultura, atingindo a maior parte dos 417 municípios baianos, pois “compreendendo os aspectos culturais de um povo, compreendemos sua identidade, sua existência” – disse ele.

Os primeiros passos para traçar a política democrática para a Cultura é o encontro do Diretor de Integração Regional da Secretaria de Cultura com os diversos segmentos culturais das cidades pólo, como o que aconteceu hoje (10), em Irecê. No final do mês de março, haverá um encontro regional com todos os produtores de cultura e segmentos afins dos diferentes municípios das microrregiões. E por fim, haverá a Conferência Estadual de Cultura com a presença de 600 representantes da cultura do Estado e mais 200 personalidades convidadas. O evento acontecerá do dia 31 de maio a 2 de junho.

É a partir disso tudo que o Governo traçará uma política de cultura para todo o estado da Bahia. A diferença é que, enquanto seus antecessores traçavam a política de cultura nos gabinetes, o governo do PT, pretende traçar sua política ouvindo os personagens principais ligados ao tema.
Para o Secretário de Cultura Marcos Meireles, que veio do teatro, e conhece bem o tema, a questão da cultura é uma questão suprapartidária. E deve refletir a diversidade cultural do Estado.

Hirton Fernandes - Diretor de Integração
Regional da Secretaria de Cultura da Bahia.
Foto: jrubem)

Na qualidade de escritor e editor do Jornal O Brasileirinho, parabenizo ao governador Jacques Wagner por sua visão de vanguarda, acerca do tema cultura.

2007-03-09

Prefeitos pedindo esmolas

É de fazer dó a situação de penúria em que se encontra as prefeituras da microrregião de Irecê. São dezenove municípios, somados a dois outros, que juntos fazem parte da UNIPI - União dos Prefeitos do Platô de Irecê, sob a presidência do prefeito Hermenilson Carvalho.

Nesta sexta-feira, dia 9 de março, prefeitos da região estiveram unidos, dispostos a brigarem por repasse de verbas. Pagam transporte escolar, obrigação do estado e não recebem nada de volta. Pagam combustível para as delegacias, em alguns casos, e nada recebem de volta.

Da verba que vem para suas prefeituras, quando menos esperam, grande parte é sequestrada. O que sobra não dá para cumprir com as obrigações. Um exemplo disso é a prefeitura de Ibipeba. Segundo o prefeito Ney Amorim, dos R$ 109.000,00 (cento e nove mil reais) que entrou na conta nesta data, o INSS deixou apenas R$ 9.000.

Assim também não dá!

Arquivo


Teste sua Memória