2008-08-23

Abertas as inscrições para mestrado e doutorado em Genética e Biologia Molecular na Uesc

As inscrições para seleção de candidatos aos cursos de mestrado acadêmico e doutorado em Genética e Biologia Molecular, na Universidade Estadual de Santa Cruz (Ilhéus/Itabuna), serão realizadas de 1º de setembro até 31 de outubro deste ano.

As informações sobre o Programa de Pós-Graduação em Genética e Biologia Molecular estão disponibilizadas no site www.uesc.br/genetica ou no edital 093, publicado no site (www.uesc.br). As inscrições serão efetivadas no Protocolo Geral da universidade, no térreo do Pavilhão Adonias Filho, das 8 às 12h e das 13h30 às 16h. A seleção vai preencher até 25 vagas para mestrado e 15 vagas para o doutorado.

Serão oferecidas duas vagas institucionais para o mestrado e uma para o doutorado, aos docentes e funcionários do quadro efetivo da Uesc que se submeterão a todas as etapas do processo seletivo, porém serão classificados em lista específica, observados os limites de vagas.


eas/is

2008-08-22

Lançado pela Secult edital de R$ 7,8 milhões para desenvolvimento territorial da cultura

Os participantes do Seminário do Plano Nacional de Cultura - Bahia, que reúne aproximadamente 250 artistas, gestores e produtores de cultura de todo o estado, tiveram duas boas notícias na abertura do evento, na noite de quinta-feira (21) - o lançamento de um edital no valor de R$ 7,8 milhões, destinado ao desenvolvimento territorial da cultura, e o aumento de quase 20% na proposta de orçamento da Cultura para o próximo ano.

O anúncio foi feito pelo secretário de Cultura, Márcio Meirelles, que abriu o evento, no Hotel Fiesta, ao lado do ministro interino da Cultura, Juca Ferreira. "A secretaria tem investido na articulação dos municípios para o desenvolvimento da cultura, num processo iniciado em 2007, com a mobilização para a II Conferência Estadual de Cultura, e que, agora, começa a ter resultados práticos", disse Meirelles.

Ele destacou também a ampla participação dos municípios no edital que vai destinar, por meio de um convênio com o Ministério da Cultura, R$ 27 milhões para 150 novos pontos de Cultura em toda a Bahia, nos próximos três anos. O resultado final da seleção, que teve 390 inscritos, será divulgado no dia 28 deste mês, e a contrapartida do governo estadual é de R$9 milhões.

O seminário prossegue até este sábado (23), às 13h, com a realização de debates, em cinco grupos de trabalho, sobre as diretrizes do Plano Nacional de Cultura, oficinas e programação cultural paralela dedicada ao Hip-Hop. A Bahia é o sétimo estado do país a sediar um dos seminários do plano.

O ciclo de debates foi iniciado em junho, em Minas Gerais, e já passou pelo Ceará, Maranhão, Piauí, Paraná e Rio Grande do Norte. O encontro reúne gestores culturais da área governamental e da iniciativa privada, além de representantes da sociedade civil, para avaliação e aperfeiçoamento do texto que irá subsidiar a votação do Projeto de Lei do Plano no Congresso Nacional.

O edital

O Edital Território Cultural, com recursos do Fundo de Cultura, vai apoiar projetos estruturantes para o desenvolvimento territorial da cultura, será aberto no dia 1º de setembro e tem como objetivo promover o desenvolvimento cultural de forma descentralizada, em modelos que estimulem a sustentabilidade das ações de desenvolvimento nos Territórios de Identidade do Estado da Bahia.

Está prevista a seleção de 26 projetos, todos com prazo para conclusão de, no máximo, 12 meses e orçamento de até R$ 300 mil, que totalizam R$ 7,8 milhões. O edital, a relação dos territórios de identidade, os documentos necessários para a inscrição e outras informações estarão disponíveis no site www.cultura.ba.gov.br.

Os projetos podem contemplar as áreas de audiovisual e radiodifusão, culturas digitais, expressões artísticas, culturas populares, grupos étnico-culturais, patrimônio material, pensamento e memória, formação cultural, e cooperação e intercâmbio cultural. Além disso, podem envolver ações transversais com outras áreas como educação, turismo, meio ambiente, saúde e agricultura, entre outras.

Podem concorrer pessoas jurídicas de direito privado, sem fins lucrativos, que estejam estabelecidas na Bahia há mais de três anos e desenvolvam atividades culturais. Cada instituição poderá inscrever apenas um único projeto e cada território de identidade ser contemplado com apenas uma proposta, caso não não haja remanejamento de vagas pela não qualificação de projetos em outros territórios.


cas/is

Prorrogadas as inscrições para o XII Festival Nacional de Vídeo-Imagem em 5 Minutos

Dia 27 deste mês é o último prazo para a inscrição no XII Festival Nacional de Vídeo-Imagem em 5 Minutos, que a Diretoria de Audiovisual (Dimas), da Fundação Cultural do Estado da Bahia, realizará de 10 a 15 de novembro, com o objetivo de premiar vídeos de até cinco minutos de duração.

O festival, que integra o calendário anual de eventos de difusão audiovisual brasileiros, vai exibir não só os vídeos selecionados para competir aos prêmios no valor total de R$ 30 mil, mas também todas as obras inscritas.

Além das mostras de vídeos competitiva e não-competitiva, o realizará seminários, palestras, exposições e oficinas, com acesso gratuito, em diversos espaços de Salvador. A exibição será nas salas Walter da Silveira e Alexandre Robatto.

As inscrições poderão ser efetuadas, presencialmente, na Dimas, localizada à Rua General Labatut, nº 27, subsolo, Barris, prédio da Biblioteca Pública do Estado da Bahia, CEP 40070-100, de segunda a sexta-feira, das 13 às 17h, por Sedex ou sistema similar de entrega, com Aviso de Recebimento (AR) e comprovação de data de postagem até o término do prazo de inscrição.

O texto completo do edital e o formulário de inscrição (anexo I) estão disponíveis na Dimas/Funceb e nos sites www.dimas.ba.gov.br e www.funceb.ba.gov.br.

cas/is

2008-08-21

Seminário reúne artistas, produtores e gestores para discute Plano Nacional de Cultura

Ampliar a participação da cultura no desenvolvimento socioeconômico sustentável e fortalecer a ação do Estado no planejamento e execução das políticas culturais. Esses são alguns dos temas que serão discutidos no Seminário do Plano Nacional de Cultura - Bahia, que vai reunir artistas, pesquisadores, produtores e gestores de cultura de todo o estado, de quinta-feira a sábado (21 a 23), no Hotel Fiesta. O evento será aberto pelo ministro interino da Cultura, Juca Ferreira.

Os participantes dos cinco grupos de trabalho também vão debater a proteção e valorização da diversidade cultural brasileira, a universalização do acesso dos brasileiros à fruição e a produção cultural, e a consolidação dos sistemas de participação social na gestão das políticas públicas.

O evento contará ainda com oficinas de capacitação de agentes e gestores culturais, além de uma programação cultural paralela com foco na cultural hip-hop. A pluralidade cultural do estado estará representada nas discussões, que vai envolver 113 representantes de todos os 26 territórios de identidade da Bahia.

“Esta participação é conseqüência da mobilização e organização geradas pela II Conferência Estadual de Cultura, que deu destaque inédito às manifestações características do interior. Agora, estamos destacando as culturas urbanas”, explica Ângela Andrade, superintendente de Cultura.

A programação cultural paralela ao seminário - definida pela Diretoria de Música da Fundação Cultural do Estado, em parceria com os artistas - será centrada nos três pilares da cultura hip-hop: música, dança e grafite, o que sinaliza a aproximação e o diálogo que vem sendo aberto pela Secretaria de Cultura (Secult) com os mais variados grupos e formas de expressão cultural.

cas/is

Começa a tradicional exposição de caprinos e ovinos de Uauá

Com um plantel estimado em 350 mil caprinos, o município de Uauá, a 416 quilômetros de Salvador, popularmente conhecido como Terra do Bode, divulga e expande a sua principal atividade econômica. É que entre os dias 20 e 24 deste mês acontece a tradicional Exposição Especializada de Caprinos e Ovinos.

O evento, no parque de exposições da cidade, tem estimativa de público superior a 10 mil pessoas e conta com 2,5 mil animais.

Durante a exposição será divulgado o Programa Sertão Produtivo, desenvolvido pela Secretaria Estadual da Agricultura (Seagri), via Superintendência de Agricultura Familiar (Suaf), e que tem projetos voltados para a promoção do desenvolvimento do semi-árido, com ênfase na caprino-ovinocultura.


ras/om

2008-08-20

Mais duas doações de múltiplos órgãos são registradas na Bahia

Com o registro, na semana passada, de duas doações de múltiplos órgãos, a Bahia ampliou para 29 o número de doações desse tipo contabilizadas este ano. Na avaliação do coordenador do Sistema Estadual de Transplantes, o médico Eraldo Moura, o número representa um acréscimo em relação ao mesmo período do ano passado, mas ainda é insuficiente para atender a quantidade de pacientes que esperam na fila por um transplante e muito aquém do número considerado ideal, que seria em torno de 250 doações/ano.

Apesar de alguns obstáculos a serem vencidos, entre eles, o alto índice de negativa familiar – mais de 50% das famílias de potenciais doadores não autorizam a doação -, a Secretaria da Saúde do Estado, por meio do Sistema Estadual de Transplante, tem avançado bastante na área da doação e transplante de órgãos. A interiorização das atividades de transplantes, por exemplo, mostra resultados positivos e captações de órgãos já ocorreram em Barreiras, Feira de Santana e Vitória da Conquista.

Na sexta-feira (15), a Central de Notificação, Captação e Distribuição de Órgãos contabilizou duas doações – uma, no Hospital da Cidade, e a outra, no Hospital Regional de Vitória da Conquista, também conhecido como Hospital de Base. No segundo caso, a Sesab voltou a contar com o empenho do Governo do Estado, que disponibilizou a aeronave da Governadoria para agilizar o transporte dos órgãos captados.

No domingo anterior (10), a aeronave já havia sido cedida pelo Governo do Estado para o transporte de um fígado captado em Aracaju, beneficiando um paciente baiano.

Ações no interior


O projeto de interiorização das atividades de captação e transplante de órgãos terá mais uma importante ação a partir desta terça-feira (19), quando serão iniciadas capacitações para profissionais dos municípios de Ilhéus e Itabuna. O coordenador e técnicos do Sistema Estadual de Transplantes terão um encontro, nesta terça, com equipes de Saúde da Família, para apresentação de serviços sobre o tema “Processo doação-transplante no PSF”. Com os agentes comunitários de saúde, o tema será “A importância do ACS no processo doação-transplante”.

Também em Itabuna acontecerá uma reunião com coordenadores de enfermagem dos serviços de saúde (hospitais e Samu) para discutir “como implantar o serviço de busca ativa e captação de órgãos nas instituições de saúde”. A mesma programação será repetida na quarta-feira (20), no município de Ilhéus, onde será realizado também um encontro sobre transplantes com estudantes das universidades locais.

Na quinta-feira (21), profissionais da assistência hospitalar dos dois municípios vão participar de um mini-curso de capacitação, no Hospital de Base de Itabuna, que abordará questões como a situação do transplante no Brasil e na Bahia, legislação em transplantes, morte encefálica - como e por que diagnosticar - cuidados de enfermagem com o potencial doador, entrevista familiar, transplante e captação de córneas e transplante renal.

sas/is

2008-08-18

Jazida com os mais altos teores de vanádio do mundo encontra-se em Maracás-Bahia

A jazida de vanádio localizada em Maracás, a 365 quilômetros de Salvador, no sudoeste baiano, apresenta um volume estimado em 17,3 milhões de toneladas e uma riqueza que a destaca entre outras no mundo.

Descoberta nos anos 80 pela Companhia Baiana de Pesquisa Mineral (CBPM), empresa vinculada à Secretaria da Indústria, Comércio e Mineração (Sicm), a jazida, única do país, só começou a ser explorada neste governo.

Segundo os técnicos da CBPM, são os mais altos teores de vanádio que se tem notícia (1,44% de V2O5), superando os verificados nas minas da África do Sul, até então conhecidas como as de maior pureza. A liga produzida pela unidade minerária a partir de 2010, quando ela deve entrar em operação, será composta por 80% de vanádio e o restante de ferro. Sua capacidade de produção é de cerca de 5 mil toneladas/ano de ferro-vanádio.

O empreendimento ainda está em fase de pesquisas, realizadas pela empresa Vanádio de Maracás Ltda, do grupo canadense Largo Resources, vencedora de concorrência pública realizada pela CBPM em 2007. “Ocorreu um redirecionamento da política minerária do Governo da Bahia nesta gestão. Na atualidade, a promoção e o incentivo ao setor estão sendo efetuados com mais agressividade, aproveitando o presente momento de crescimento do segmento no mundo”, disse Nilton Silva Filho, diretor presidente da CBPM.

Royalties e commodity

A perspectiva da população é grande. O antigo sonho de ver a jazida explorada economicamente vira realidade agora. Até a entrada em operação, estima-se que mais de 1.500 empregos diretos e indiretos serão gerados.

O alcance social da atividade de mineração é incalculável, graças à sua capacidade geradora de postos de trabalho. Regiões com desenvolvimento econômico ainda restrito, como o semi-árido baiano, podem florescer em poucos anos, com a exploração do potencial minerário do estado, um dos maiores do Brasil.

O investimento para a instalação da mina e da unidade de beneficiamento e metalurgia está orçado em R$ 216 milhões. Se estivesse em operação hoje, o empreendimento renderia à CBPM, aproximadamente R$ 7,2 milhões em royalties por ano pela extração do minério. Além disso, a empresa detém cotas de participação na empresa de mineração.

O ferro-vanádio é o principal insumo para a fabricação de aços especiais de alta resistência, utilizados na fabricação de estruturas de aviões de grande porte, ferramentas, tubos de oleodutos, gasodutos e indústria farmacêutica. O mineral encontrado na Bahia permite obter concentrados magnéticos dentro das especificações para processamento hidrometalúrgico, sem necessidade de usar moagem extremamente fina. Essa característica faz do minério de Maracás uma commodity de alta aceitação no mercado mundial.


ias/is

Arquivo


Teste sua Memória