2008-06-14

Fábrica de farinha de mandioca será instalada em Buerarema e Ilhéus

Os cerca de 1.200 agricultores familiares do Bolsão do Maruin, área rural que engloba os municípios de Ilhéus, Buerarema, São José da Vitória e Una, associados à Cooperativa Mista dos Produtores Rurais do Sul da Bahia (Coomprus) passaram a contar, desde quarta-feira (11), com a primeira Unidade Produtiva de Farinha mecanizada. A solenidade de inauguração será às 9h, no quilômetro 13, da estrada Buararema-Aveci, na região do Santana, na divisa territorial do município com Ilhéus.

A casa de farinha foi construída pelo Conselho Regional Associativista de Buerarema e Adjacências (Crasba), com recursos de convênio com o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e apoio do Território da Cidadania Litoral Sul, Ceplac, Secretaria de Agricultura da Bahia, CAR, Sebrae, Banco do Nordeste, Banco do Brasil e Prefeitura de Buerarema. Por iniciativa dos cooperados, a unidade receberá a denominação de Paulo Cunha Ramos, sociólogo, economista e co-autor do projeto, recentemente falecido.

O presidente da Coomprus, Luís Carlos Gomes Santos, afirma que a inauguração da Unidade Produtiva Paulo Ramos significa avanço no projeto de mandiocultura e na agricultura familiar na região do Maruin. “Apostamos na mandiocultura e está dando certo, pois é um projeto social e econômico muito bom pelos empregos e renda que gera e que trouxe melhores condições de vida para a nossa gente”, enfatiza, mas sem esquecer a cooperação das instituições parceiras.

As famílias envolvidas na manipulação das raízes de mandioca na Unidade Produtiva passaram por cursos de capacitação do Sebrae, incluindo Boas Práticas de Fabricação, quando foram orientadas à utilização de toucas, luvas, jaleco, óculos e outros equipamentos de proteção individual.

Além disso, também receberam noções de higiene na preparação da farinha de acordo exigências da Vigilância Sanitária. Por conta disso, a casa de farinha aguarda certificação do Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Vegetal do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

O presidente da Coomprus explica que a cooperativa incentiva o desenvolvimento de novas tecnologias na mandiocultura, incluindo plantas de melhor qualidade genética. Também procura elevar a área plantada e a produtividade por hectare, que passou de oito toneladas, em 2006, para as atuais 25 toneladas. A cooperativa é reguladora de preço, agrega valor ao produto e trabalha margem de lucro melhor, algo em torno de 40%. “Antes, a receita familiar anual era de R$ 2 mil e, atualmente, varia entre R$ 2,8 mil a R$ 3,5 mil”, afirma Luis Carlos.


vas/is

Semana de Incentivo a Leitura promovida pelo Centro Educacional de Simões Filho

O Centro Educacional Santo Antônio (Cesa), em Simões Filho, unidade das Obras Sociais Irmã Dulce conveniada com a Secretaria Estadual da Educação (SEC) atingiu seu objetivo de envolver os alunos e a família no universo da leitura. O evento encerrou quinta-feira, dia 12.

A novidade do evento este ano é a presença do Homem-livro, o ex-ajudante de pedreiro Evando Santos, alfabetizado aos 18 anos, que contará como transformou sua vida a partir da leitura. A paixão pelos livros o levou a ter um acervo de 42 mil volumes em casa e a fundar 37 bibliotecas pelo país, além de estar entre os 100 brasileiros geniais eleitos pela revista Globe 2006 e premiado pela Academia Brasileira de Letras.

Hoje (10), durante todo o dia, Evando vai falar para os estudantes atendidos pelo Cesa, da 1ª à 8ª série, e amanhã o evento será aberto à comunidade local. No mesmo dia, à tarde, é o momento de levar a mensagem às famílias. Serão feitas visitas a algumas casas, com distribuição de cestas básicas com um livro, a fim de sensibilizar para a leitura não só o aluno, mas todo o núcleo familiar.

A conclusão das atividades acontece com um arrastão literário, no dia 12, às 16h, na Praça do Campo Grande, onde educadores e estudantes, junto com o Homem-livro, estarão declamando poesias e distribuindo panfletos de estímulo ao hábito da leitura.

eas/om

Sala walter da Silveira aprsenta filmes inéditos de Marion Cotillard

Dois sucessos de público do cinema francês e inéditos no Brasil. É o que oferece a Sala Walter da Silveira de 13 a 19 deste mês.

Com apoio da Cinemateca da Embaixada da França no Rio de Janeiro, chegam à capital baiana Minha Vida no Ar (França, 2005) e Você e eu (França, 2006), estrelados pela jovem atriz francesa Marion Cotillard.

Conhecida pela caracterização de Edith Piaf e premiada com o Oscar, Marion Cotillard é saudada como uma das maiores revelações do cinema europeu nos últimos anos. E agora, com a exibição desses dois trabalhos, o público de Salvador terá a oportunidade de conferir o seu talento cômico e toda a sua versatilidade.

cas/om

Governo da Bahia e empresas assumem compromisso de desenvolver software livre

“A humanidade não pode ficar refém de uma única ferramenta do conhecimento e do saber”, afirmou o governador Jaques Wagner, logo após assinar um documento no qual o Governo da Bahia, por meio da Cia. de Processamento de Dados da Bahia (Prodeb), e a Red Hat Brasil assumem o compromisso de desenvolver projetos direcionados à implantação de programas e atividades com base em plataforma de código aberto, ou seja, de software livre.

Além da cooperação mútua na área técnica e científica, o protocolo, assinado na semana passada, no salão de Atos da Governadoria, prevê a capacitação e o aperfeiçoamento dos gestores públicos de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC).

Isto significa que, a Red Hat Brasil e a Prodeb trabalharão em conjunto para estimular e expandir o avanço da tecnologia open source (código aberto) no âmbito do governo estadual.

“A Bahia está apostando num futuro com grande diferencial, ao adotar uma base tecnológica que pensa no aperfeiçoamento e na capacitação de seus recursos humanos”, disse Alejandro Chocolat, country manager da Red Hat no Brasil.

A assinatura do protocolo não quer dizer que a partir de amanhã os programas de computador utilizados pelas secretarias passarão a rodar em plataforma livre, mas que o processo de criação e desenvolvimento de novos softwares levará em conta as necessidades de cada órgão, de forma específica e independente, e com liberdade de escolha, já que será possível optar que programa usar, em quê e gastando quanto.

“Essa escolha pela tecnologia open source tem duas características importantes. Primeiro, a economia que será gerada sem a compra de licenças; e segundo, a incorporação do conhecimento pelo usuário, porque ele adquire soberania para criar a participar do processo de desenvolvimento”, explicou Chocolat.

Para o secretário de Administração, Manoel Vitório, a Prodeb dará uma contribuição significativa ao programa Compromisso Bahia (de redução de custos), ao adotar o software. “Os recursos economizados com TIC serão alocados em outros investimentos”, informou.

O secretário de Ciência e Tecnologia, Ildes Ferreira, acredita que essa é uma iniciativa progressista e informa que Salvador sediará, em breve, o Congresso Nordestino de Usuários de Software Livre.

Segundo o governador, mais importante que a economia gerada com a não obtenção de licenças são “as oportunidades de inclusão e desenvolvimento da população baiana, especialmente da nossa juventude”. Atualmente todos 364 Centros Digitais de Cidadania (CDCs) espalhados em mais de 300 municípios baianos utilizam software livre.


Gml/al

Ponto Cidadão será inaugurado sábado (14) em Central - Bahia

O primeiro Ponto Cidadão - unidade compacta de atendimento do posto SAC voltado para municípios de médio e pequeno portes, será inaugurado neste sábado (14), em Central, município localizado na microrregião de Irecê, no semi-árido baiano. O projeto inova o conceito de atendimento ao público, ao oferecer um pacote de serviços às populações de cidades não abrangidas pelos postos SAC, permitindo ampliar rapidamente a rede de atendimento ao cidadão, no interior, e reduzir o prazo de emissão de documentos básicos.

O Ponto Cidadão vai emitir documentos essenciais para o exercício da cidadania, como Carteira de Identidade, Carteira de Trabalho, Antecedentes Criminais e Cadastro de Pessoa Física (CPF). O Ponto Cidadão de Central funcionará de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h, na Praça Cantídio Pires Maciel, 37, Centro.

O projeto desenvolvido pela Secretaria da Administração (Saeb) como ferramenta de expansão do atendimento ao cidadão pelo interior do estado, deve abranger até o final de 2009 outros 16 municípios. Inhambupe e Valença são os próximos onde será implantado um Ponto Cidadão. A previsão é que cerca de 2 milhões de cidadãos baianos passem a usufruir das facilidades ofertadas pela nova unidade de atendimento ao cidadão.

De acordo com o Secretário da Administração, Manoel Vitório, o Ponto Cidadão vai oferecer atendimento mais acessível e eficaz para a obtenção de documentos, viabilizando a participação em programas de governo, assim como a busca por alternativas no mercado de trabalho e oportunidades de geração e renda. “O projeto inova ao propor um modelo capaz de ampliar o atendimento à população do interior e, ao mesmo tempo, ser compatível com a capacidade orçamentária do Estado“, resume Vitório.

Com a nova unidade de atendimento, o prazo para emissão de documentos básicos em municípios de pequeno porte será reduzido consideravelmente. A Carteira de Identidade nestas localidades, por exemplo, que demora entre 45 e 60 dias para chegar ao usuário, passará a ser entregue no prazo máximo de 15 dias.

Programa Você Cidadão

Paralelo à inauguração do Ponto Cidadão, acontece a realização da terceira edição do programa Você Cidadão, que leva uma caravana de serviços gratuitos às comunidades atendidas. O programa oferece um leque de atividades nas áreas de documentação, saúde, cidadania e lazer, das 8h às 15h, na Praça Cantídio Pires Maciel.

No setor de documentação, será disponibilizada 2a via de identidade e certidão de nascimento na carreta do SAC Móvel, além dos serviços prestados no Ponto Cidadão. No quesito saúde, a população terá acesso a exames de pressão arterial, glicemia, atividades educativas sobre tuberculose e hanseníase, DST, HIV, distribuição de preservativos, tipagem sanguínea, vacinação, consulta médica com clínico geral e fisioterapeuta.

Também serão prestados serviços de atendimento judiciário e ouvidoria, além da distribuição de 2 mil pratos de sopa pelo projeto Nossa Sopa, das Voluntárias Sociais da Bahia. Fazem parte, ainda, da programação limpeza de pele, corte de cabelo, manicure, exposição de animais, exposições de artesanato, biblioteca móvel e atrações culturais diversas. Os serviços são oferecidos numa parceria entre Governo do Estado e Prefeitura de Central.

Com população de cerca de 17 mil habitantes, o município de Central tem economia predominantemente voltada para a área de serviços, que concentra 72,27% da atividade econômica local. Segundo dados da Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia, agropecuária e indústria são responsáveis, respectivamente, por 17,25% e 10,48% do PIB municipal.

Aas/al

2008-06-13

Salvador e Porto Seguro são destino turístico de 180 operadoras

Salvador e Porto Seguro estão no roteiro de 180 operadores (divididos em 14 caravanas) turísticos de 31 países que visitarão 34 destinos de Norte a Sul do Brasil. As visitas começaram terça-feira (10) e vão até 17 de junho. Além das duas cidades baianas, os demais roteiros são: Estrada Real, Serras Gaúchas, Manaus e Floresta Amazônica, Belém e Marajó, Pantanal e Bonito, Foz do Iguaçu, São Paulo, Recife e Porto de Galinhas, Salvador e Praia do Forte, Natal e Pipa, Fortaleza e Jericoacoara, Búzios e Lençóis Maranhenses.

Da América do Sul virão 26 operadores de nove países. A maior delegação, com 33 operadores, é a dos Estados Unidos, atualmente o segundo maior país emissor de turistas para o Brasil. “Com grande poder aquisitivo, o turista norte-americano é um dos nossos principais focos. Nós formatamos o segmento de turismo étnico justamente para atender os afrodescendentes. Estamos negociando a implantação de um vôo direto dos Estados Unidos para Salvador, que poderá sair de Atlanta, Chicago ou New Orleans”, afirma o Secretário de Turismo Domingos Leonelli.

Segundo a presidente da Embratur, Jeanine Pires, a vinda periódica de operadores estrangeiros ao Brasil é essencial para o sucesso da divulgação dos destinos brasileiros no exterior. “As caravanas têm um papel fundamental na promoção da diversidade cultural e natural brasileira. Elas ajudam na divulgação e comercialização de novos destinos e produtos, além de fomentar a troca de informações e o estabelecimento de contatos comerciais entre o trade turístico”.

Quatro segmentos

Convidados pela Embratur, eles irão conhecer de perto o que o País tem a oferecer como destino turístico. As excursões culminam no Destination Brazil Show Case (DBS), evento que serve de vitrine turística internacional do Brasil e que acontece nos dias 16 e 17 de junho, no Rio de Janeiro. Para este ano, a Embratur organizou caravanas voltadas para os segmentos de sol e praia, ecoturismo, cultura e negócios e eventos. Os operadores foram escolhidos entre 439 inscritos de grandes empresas de turismo de todo o mundo. O objetivo é trazer ao país profissionais que, em sua maioria, nunca estiveram no Brasil ou nos destinos contemplados pelas caravanas.

Entre 2006 e 2007, foram realizadas 58 caravanas de operadores estrangeiros para o Brasil. Ao todo, durante este período, a Embratur trouxe 503 operadores, de 37 países, para visitar 252 destinos brasileiros. No ano passado, foram registrados 5.025.834 turistas em visita a terras brasileiras, quase um milhão de visitantes a mais que em 2003, batendo também o recorde histórico de entradas de divisas com uma receita de US$ 4,9 bilhões, quase o dobro da receita do ano de 2003.


Uas/al

Apoio da Sesab contribui para ampliação do Programa Célula-Mãe

Entidade sem fins lucrativos que desenvolve, desde 2003, um trabalho junto às comunidades carentes de Salvador e Região Metropolitana para a promoção do bem estar animal, o Programa Célula Mãe ganhou um importante aliado a partir da assinatura, este ano, de convênio com a Secretaria da Saúde do Estado. Por meio dessa parceria, a Sesab repassará recursos para a entidade destinados à compra de materiais cirúrgicos, transporte e serviço veterinário.

Segundo a coordenadora da Célula-Mãe, Janaina Rios, “essa é primeira vez que a entidade recebe o apoio da secretaria. Isso mostra preocupação com a saúde pública, por intermédio do combate eficaz e humanitário às zoonoses, conforme preconiza a Organização Mundial de Saúde (OMS), ou seja, esterilização e educação, ao invés do extermínio indiscriminado.”

A primeira ação da entidade será um mutirão de castrações, em parceria com a Sesab, no dia 19, a partir de 9h, no bairro de Vida Nova, em Lauro de Freitas – em frente ao Colégio Hermano Gouveia. A localidade foi escolhida porque registra uma das maiores ocorrências de cães errantes no perímetro de Salvador e RMS.

Utilizando também de parceria com diversas clínicas veterinárias, a entidade já esterilizou mais de 3 mil animais, contribuindo, segundo Janaína, para uma “melhora significativa da situação de animais errantes em bairros onde tem concentrado sua atuação, entre eles, Itinga, Cajazeiras, Cosme de Farias e Engenho Velho de Brotas”.

Ela explica que o convênio possibilitará ampliar a atuação. A expectativa é de sejam realizadas, em média, 200 cirurgias mensais, priorizando as comunidades pobres (invasões e favelas) e efetuando o cadastramento prévio e a coleta dos animais para as cirurgias nas datas programadas.

Janaina Rios esclarece ainda que o trabalho da entidade contempla cães de rua sem qualquer dono ou referência e os semi-domiciliados, aqueles que passam o dia na rua e que representam cerca de 90% dos animais encontrados, sendo os grandes reprodutores.



Abandono

Estudos mostram que nos grandes centros urbanos do Brasil, existe um cão para cada cinco habitantes e, aproximadamente, 10% deles em estado de abandono, expostos ao frio, fome, doenças, acidentes e outras crueldades. A atuação de entidades de proteção ambiental, a exemplo da Célula-Mãe, pode reverter esse quadro.

Para realizar seu trabalho, os voluntários que atuam na entidade entram nas comunidades carentes e buscam conquistar a confiança dos moradores que, em sua grande maioria, por falta de informação, não acredita na importância da castração como a melhor forma de reduzir o número de animais abandonados.

“A educação pode mudar o comportamento. Com dedicação e paciência conseguimos persuadir muitos cidadãos a esterilizar seu animal e contribuir para a redução de animais mal tratados e abandonados”, revela Janaina.

Como explica ainda, considerando a progressão geométrica com que se multiplicam os animais abandonados, com mil fêmeas caninas esterilizadas no período de um ano (contabilizando dois partos por ano, com uma média de seis descendentes por parto, sendo 50% fêmeas), deixarão de nascer 3 mil novos animais.


sas/is

Hoje é o último dia para exibição de ‘O Jardineiro Fiel’

O Centro de Estudos da Saúde do Trabalhador dará continuidade ao Projeto Sexta de Cinema no Cesat com a exibição, na sexta-feira (13), a partir das 14h, de O Jardineiro Fiel, dirigido por Fernando Meirelles.

Com a apresentação do filme, que mostra o funcionamento dos grandes laboratórios farmacêuticos e sua sede de faturar fortunas a qualquer preço (falsificações, adulterações de dados estatísticos, uso indevido de selo de aprovação), os organizadores do evento pretendem levar à reflexão sobre políticas públicas, processo de globalização e bioética.

O projeto do Cesat, que nesta edição terá como comentarista-mediador o odontólogo e sanitarista Renato Queiroz, professor da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), tem como objetivo introduzir novas práticas pedagógicas na saúde, “visando preparar o público-alvo para uma leitura crítica e consciente das mídias e da realidade na qual estamos inseridos”.

A sessão destina-se a profissionais das áreas de saúde, meio ambiente, artes e filosofia e demais interessados e acontece no auditório do Cesat, que fica na Rua Pedro Lessa, 23, Canela, em frente à Faculdade de Odontologia da Ufba.


sas/om

2008-06-12

Novas Diretrizes para o uso da água no oeste da Bahia divulgadas na Carta de Barreiras

Um dos resultados do Seminário “Governança Pública das Águas: tecnologias de irrigação para o uso sustentável”, promovido pela Superintendência de Recursos Hídricos (SRH), em Barreiras na semana do meio ambiente, foi a “Carta das Águas de Barreiras”, que será encaminhada para os órgãos governamentais municipais e estaduais, sociedade civil e imprensa.

O documento aborda questionamentos sobre o modelo de desenvolvimento do cerrado baiano e sobre a proteção dos rios e ecossistemas da região. Como exemplo de problemas existentes e discutidos no seminário, o documento cita a concentração do poder econômico e político por um número de pessoas cada vez menor, as ameaças contra a diversidade das culturas e, principalmente, a super exploração de recursos naturais nos últimos tempos.

Entre as propostas sugeridas para os órgãos públicos e para a sociedade, estão a adoção de medidas de controle mais rigoroso para a concessão de outorgas de águas subterrâneas e superficiais nas bacias dos rios Grande e Corrente, a exigência de utilização de novas tecnologias de uso e manejo eficiente (como condicionante de outorgas para irrigação), a promoção de estudos e procedimentos de monitoramento do aqüífero Urucuia e a ampliação da malha amostral das Bacias do Grande e Corrente, por meio do Programa Monitora, da SRH.

De acordo o diretor geral da SRH, Julio Rocha, o maior desafio na gestão dos recursos hídricos é fazer com que toda a sociedade entenda que a água é um bem fundamental, comum a todos os seres humanos e esgotável. Baseado nesses argumentos, ele reforça a necessidade de políticas de utilização racional e sustentável e universalização do direto ao acesso deste bem.

Os participantes do seminário, que reuniu as comunidades, os agricultores, os irrigantes, os produtores rurais, os industriários, os povos e comunidades tradicionais e do campo, pesquisadores, estudantes, membros de Comitês de Bacias Hidrográficas, a sociedade civil e o poder público, concluíram que há uma necessidade urgente de implementação de medidas no controle ambiental, para garantir o acesso dos recursos naturais a todos e às futuras gerações.

Participação e diálogo

O seminário conseguiu superar seu principal objetivo de promover um amplo debate entre as diversas esferas sociais, sobre o uso racional e sustentável da água no oeste baiano e a preservação dos recursos naturais. As considerações e propostas debatidas no seminário foram divulgadas por Julio Rocha, na Carta Ambiental de Barreiras “Governança Pública das Águas”, no encerramento do evento, na última quarta-feira (4).

Foram três dias, dez palestrantes, nove moderadores, 23 debatedores, 18 instituições públicas e não-governamentais, mais de 300 participantes e 10 representações de comunidades e povos tradicionais. Porém, o encontro que aconteceu no Centro Cultural da Cidade de Barreiras (entre os dias 2 e 4 de junho) e fez parte da programação da VII Semana do Meio Ambiente da cidade, não foi marcado apenas pelos significativos números.

“Além de um debate aberto e transparente entre sociedade e governo, criamos uma pauta de propostas de interesse de diversos setores da sociedade, com a presença de órgãos como Casa Civil, Seagri, Ufba, Uneb, Semarh, prefeituras, vereadores e secretários municipais. Isso é um processo de construção coletiva. Políticas públicas se constroem assim e não da noite para o dia”, explica Julio Rocha.

mas/is

Antonio Vieira é homenageado por cordelistas baianos

“Os nomes dos poetas populares deveriam estar na boca do povo”. Esse era o desejo do poeta e cordelista Antonio José dos Santos (1949 – 2007), conhecido como Antonio Vieira, falecido em 10 de junho do ano passado.

Ao evocar o Nordeste e suas peculiaridades em seus versos e estrofes, Vieira continua na memória de amigos, familiares e outros grandes poetas do Cordel. Nesta, nesta terça-feira (10), às 18h, no Quadrilátero da Biblioteca Pública (Barris), mais de vinte cordelistas de todo o estado vão prestar homenagem póstuma ao poeta.

Antônio Vieira e seu Cordel Remoçado serão relembrados por cordelistas, repentistas, xilogravuristas e outros poetas, homenageando, por meio de suas artes, o baiano natural de Santo Amaro da Purificação, conhecido em vários estados e outros países pelos seus diversos trabalhos como palestras, oficinas e entrevistas sobre poesia popular.

“Ele era um grande conhecedor das coisas do Recôncavo, região que valorizava com grande maestria, por intermédio de suas obras, trazendo os costumes e tradições populares da região. Esta homenagem é mais do que justa, pois Vieira sempre soube representar a Bahia, com responsabilidade e brilhantismo”, relembra Antonio Carlos Barreto, também cordelista e amigo de Vieira.

Tributo

Ao retratar com respeito e orgulho as raízes nordestinas, Vieira, em seus 150 livretos já publicados, homenageou diversos personagens esquecidos pela história oficial, muitos deles poetas de reconhecido talento. “Vieira é responsável por um legado que nos traz a cultura sertaneja de raiz, tendo levado-a também para dentro das universidades”, acrescenta o cordelista Paraíba da Viola, que também integrará o tributo.

“Com esta homenagem, acredito que será uma oportunidade de reunirmos os grandes amigos e aqueles que resistem neste gênero. É uma forma de mostrar que Vieira continua presente pelo seu trabalho educativo e as obras que nos deixou, além de revitalizar sua memória”, diz Coracy Vieira, viúva do cordelista.

Em abril de 2007, o autor foi o convidado do projeto Encontro com o Escritor, atividade que celebra a vida e obra de importantes autores baianos, como Vieira foi e sempre será lembrado. Um grande público pôde ouvir as palavras de sabedoria que contava em suas histórias, retratando a forma criativa e peculiar de viver do povo brasileiro, em especial o nordestino.

Dentre os cordelistas, repentistas e xilogravuristas que irão homenagear Antônio Vieira estão Bule-Bule, Caboquinho, João Ramos, Paraíba da Viola, Antonio Queiroz, Leandro Tranquilino, Antonio Alves, Franklin Maxado, Jotacê Freitas, Antonio Barreto, Carlos Neves, Zuzu Oliveira, Maysa Miranda, Carlos Joel, João Augusto, Sérgio Bahialista, Gutemberg Santana, Davi Nunes, Pardal, Souza Queiroz, Kitute, Zezão Castro, Creusa Meira, Gilmara Cláudia, Guegueu, Raninho, Maicon, Danilo, Zumar, Gabriel Arcanjo e Luiz

Cordel

Também popularmente conhecido como literatura de folhetos, o cordel surgiu na Europa medieval e se difundiu por todos os continentes. Chegou ao Brasil por meio dos povos ibéricos, ganhando contornos próprios no Nordeste. Hoje, o gênero é produzido em vários centros pelo país, mas ainda é na região nordestina (principalmente os estados do Piauí, Paraíba, Pernambuco e Ceará) que está fortalecido.


cas/is

Horto e núcleo ambiental serão criados em Serra do Ouro

As ações pela preservação da riqueza hídrica da região de Iguaí, no sudoeste baiano, onde há cerca de duas mil nascentes, terão reforço com a criação do horto florestal do município. A Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), em convênio com a prefeitura local, vai construir também a sede da Área de Proteção Ambiental (APA) Serra do Ouro.

Com recursos repassados pelo Estado, serão construídos dois viveiros capazes de produzir até 200 mil mudas de espécies exóticas, nativas e frutíferas por ano. Segundo o secretário municipal de Meio Ambiente, Isaías Silva Júnior, as árvores serão utilizadas para recuperar, inicialmente, dois hectares degradados na APA.

Já a sede da APA vai contar ainda com um núcleo ambiental com auditório, onde serão ministrados cursos, um escritório para as atividades da Semarh e outro para a atuação da Secretaria de Meio Ambiente de Iguaí.

O aluno Darlan Carvalho, 18 anos, que quer estudar Biologia, já crê na possibilidade de desenvolver pesquisas sobre a biodiversidade e o potencial hídrico da APA. “Só assim o país vai poder preservar de verdade sua riqueza ambiental, cuidando principalmente de nossa água”, disse.




Turismo rural ecológico




O secretário estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Juliano Matos, acredita na importância do turismo rural ecológico, lembrando que a estruturação da APA é um incentivo à preservação da região. “Pode ser um contraponto ao turismo litorâneo de Ilhéus”, destacou.

Matos anunciou que o próximo passo é estruturar o conselho gestor, instituindo um plano de manejo “para garantir o desenvolvimento sustentável e dar segurança aos investidores”.

A APA Serra do Ouro tem 50.670 hectares, com remanescentes de mata atlântica. Conhecida por sua riqueza hídrica, Iguaí possui 180 cachoeiras, em 30 pequenos rios que formam a sub-bacia do Gongogi, pertencente à Bacia do Rio de Contas.

mas/om 09.06.08

Últimos dias para ver a exposição O Traiado e o Urdido: Tecidos de Buriti dos Gerais da Bahia

A cidade de Cocos (BA) fica a quase mil quilômetros de Salvador. Na pequena localidade do oeste baiano predomina um tipo de vegetação: o buriti, matéria-prima das peças que estão em O Traiado e o Urdido: Tecidos de Buriti dos Gerais da Bahia, exposição que pode ser vista até domingo (15) no Instituto Mauá, Pelourinho. A mostra já passou pelo Rio de Janeiro, no início deste ano, no Museu de Folclore Edison Carneiro.

É a primeira vez que uma exposição da Sala do Artista Popular (SAP), projeto criado em 1983 com a bem-sucedida metodologia do Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular, do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), vem a Salvador.

Entre as peças mais tradicionais de Cocos, estão as redes feitas com a seda do buriti em teares verticais utilizados pelos índios. A mostra conta também com esteiras, tapetes, bolsas e jogos americanos, que ganham cores especiais a partir do tingimento com urucum, açafrão e ervas da região.

A exposição é fruto de uma parceria entre a Secretaria de Cultura (Assessoria de Culturas Populares/Fundação Cultural), Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, Instituto Mauá e Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular, ligado ao Ministério da Cultura (MinC).


cas/om

Programação do São João da Bahia, o maior do Brasil

O Pelourinho será este ano o palco onde vão se apresentar as principais atrações, em Salvador, do São João da Bahia, organizado pela Secretaria Estadual de Turismo e Bahiatursa como a maior festa regional do Brasil, que acontece simultaneamente em todos os 417 municípios baianos. O palco principal, no Terreiro de Jesus, receberá grandes nomes da música baiana, a exemplo de Daniela Mercury, e do cenário nacional, como Daniel, Alceu Valença e Trio Nordestino.

Por lá também vão passar forrozeiros como Adelmário Coelho, Zelito Miranda e Targino Gondim e bandas como Estakazero, Limão com Mel, Cacau com Leite e Sarapatel com Pimenta, entre outras. Serão cerca de 30 atrações, 13 a 29 deste mês, e tudo isso de graça para os moradores de Salvador, baianos do interior e turistas nacionais e estrangeiros.

Os shows acontecerão em três finais de semana (de 13 a 15, de 20 a 24 e 28 e 29), sempre começando às 20h e com a média de três apresentações por noite. Já na Praça Municipal haverá a apresentação de quadrilhas juninas e de 30 atrações musicais, a exemplo de Zé Costa, Flor de Maracujá, Vulcão Aceso, Kurral Dance, Eugênio Cerqueira e muito mais.

Divulgação nacional

“O governo da Bahia está investindo R$ 10 milhões na infra-estrutura – segurança e melhorias no acesso rodoviário – e na promoção e divulgação na mídia regional e nacional do São João”, afirmou o secretário de Turismo, Domingos Leonelli.

Segundo ele, a estratégia do governo é a de incentivar a vinda de turistas, principalmente do Sul/Sudeste do país e da Argentina, para Salvador, Ilhéus e Porto Seguro, cidades com aeroportos de grande capacidade para receber vôos e que têm uma melhor infra-estrutura hoteleira.

Para tanto, explicou o secretário, o governo fez parceira com as agências CVC e Thesys, as maiores operadoras de viagens do Brasil e da Argentina. “Somente a CVC se comprometeu a enviar 20 mil turistas neste mês de junho, que tem a menor taxa média de ocupação dos hotéis (23%), devendo gerar uma renda de R$ 20 milhões”.

De dia, praia; de noite, forró

“Os turistas que virão a Salvador poderão desfrutar, durante o dia, do sol e das praias, além de visitar os pontos turísticos da cidade, e de noite curtir o São João no Pelourinho. Quem quiser poderá brincar o São João em cidades como Cachoeira, São Félix, Cruz das Almas e Amargosa e voltar a Salvador, onde ficam hospedados. É a chamada operação bate e volta”, afirmou a presidente da Bahiatursa, Emília Salvador Silva.

Leonelli destacou que Porto Seguro e Ilhéus também terão, além dos conjuntos locais, grandes atrações. Daniela Mercury cantará em Porto Seguro no domingo (22), às 20h, no palco montado na Passarela do Álcool, e Margareth Menezes, no dia seguinte. As duas também se apresentarão em Ilhéus, nos dias 23 e 24, respectivamente.

“Além de Salvador, Porto Seguro e Ilhéus, teremos festa nos demais 414 municípios baianos, o que caracteriza nosso São João como o maior do Brasil. É uma festa democrática, onde o povo participa, e que movimenta a economia do estado, já que nesse período se vende mais cerveja do que no Carnaval, além de aumentar a venda de roupas, calçados e alimentos”, informou o secretário.

Ele disse que o site www.saojoaobahia.com.br já é um sucesso, “registrando grande volume de acessos de internautas de todo o país e do exterior”.

Confira as atrações:

Salvador (Pelourinho)
Palco Terreiro de Jesus


Dia 14 (sábado)

20h – Trio Nordestino
22h – Zelito Miranda
0h – Cordel do Fogo Encantado


Dia 15 (domingo)

20h – Cacau com Leite
22h – Targino Gondim
0h – Falamansa


Dia 20 (sexta-feira)

20h – Virgílio
22h – Forrozão Du Karai
0h – Limão com Mel

Dia 21 (sábado)

21h – Daniela Mercury
23h – Gereba
0h – Del Feliz


Dia 22 (domingo)

20h – Alceu Valença
22h – Ladia Betânia
0h – Calango Aceso

Dia 23 (segunda-feira)

20 h – Carlos Pitta
22h – Afro Bossa Nova
0h – Daniel

Dia 24 (terça-feira)

20h – Lua Cheia
22h – Trio Nordestino
0h – Xangai

Dia 28 (sábado)

20h – Sarapatel com Pimenta
22h – João Sereno
0h – Estakazero

Dia 29 (domingo)

20h – Miguelão do Forró
22h – Colher de Pau

Porto Seguro


Dia 21 (sábado)

Afro Bossa Nova

Dia 22 (domingo)

Daniela Mercury


Dia 23 (segunda-feira)

Margareth Menezes

Ilhéus

Dia 22 (domingo)

Afro Bossa Nova

Dia 23 (segunda-feira)

Daniela Mercury

Dia 24 (terça-feira)
Margareth Menezes


uas/om

2008-06-11

Ipac começa em Feira de Santanaexposição itinerante comemorativa

No dia 13 de junho, o Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Ipac), autarquia da Secretaria de Cultura (Secult), inicia, em Feira de Santana, a exposição itinerante comemorativa a seus 40 anos de funcionamento.

A mostra, que ficará no Salão Nobre do Paço Municipal Maria Quitéria - um dos quinze bens tombados no município – é uma recapitulação das atividades que marcaram a trajetória da instituição no processo de salvaguarda do patrimônio material e imaterial do estado da Bahia.

“Ipac 40 anos” segue temática histórica, abordando desde a criação da Cidade do Salvador, no século XVI, ao início do XXI. São trinta painéis ressaltando o caráter didático da exposição e a busca pelo que há de mais representativo nas coleções.

A exposição vai levar ao público informações importantes sobre as atividades desenvolvidas, esclarecendo a relação entre patrimônio material e imaterial, mostrando não apenas um trabalho com as peças dos acervos museológicos, mas a preocupação com o trabalho educativo da comunidade e das escolas que fazem visitas guiadas.

Durante o período do evento, até 6 de julho, serão realizadas ações de educação patrimonial, visitas monitoradas, exibição de vídeos, encontros, debates e mesa-redonda relativos ao tema “Salvaguarda do Patrimônio”.

Depois de Feira de Santana, a exposição será montada em Caetité, Cachoeira, Lencóis e retorna a Salvador, em setembro, para as comemorações de 41 anos de atividade da instituição

cas/is

2008-06-10

Vão implantar uma fábrica de canoas de fibra de vidro no Cefet em Valença

A Secretaria Especial de Aqüicultura e Pesca (Seap), juntamente com a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza (Sedes) e o Centro Federal de Educação Tecnológica da Bahia (Cefet/BA), assumiu, por meio de seus representantes, o compromisso de implantar uma fábrica de canoas de fibra de vidro nas instalações do Cefet em Valença, no Baixo Sul baiano.

O protocolo de intenções foi assinado durante o I Encontro para Implantação do Núcleo de Pesca e Aqüicultura Familiar Nordeste I: Bahia e Sergipe, que aconteceu em Valença, até o dia 7 de junho.

A medida visa estimular os pescadores e marisqueiras artesanais da região a construírem suas próprias canoas de fibra para substituir as de madeira, que hoje são largamente utilizadas no trabalho para o sustento familiar. Para participar do curso prático de sete dias, que será desenvolvido nas instalações do Cefet, em função de já haver no local de área costeira estrutura e equipamentos apropriados, os profissionais da pesca autônomos ou vinculados a associações, cooperativas e colônias precisam obedecer aos critérios dos beneficiários do programa federal Bolsa Família.

Além de ecologicamente correto, porque vai incentivar a substituição da frota pesqueira preservando as árvores, o ato prevê a capacitação de estudantes no Curso de Iniciação Profissional em Trabalhos Náuticos, destinado a alunos da rede pública com idades entre 16 e 24 anos e que estejam sendo apoiados pela política pública de inclusão social, seja por meio de programas federais ou estaduais.

Cursos profissionalizante e prático

A superintendente de Inclusão e Assistência Alimentar da Sedes, Ana Torquato, afirmou que o Projeto Construindo e Aprendendo a Navegar vai tramitar dentro do prazo para que a execução da proposta se dê ainda no segundo semestre deste ano, “isto é, o início do curso”.

“Numa primeira ação, 15 jovens farão o curso profissionalizante em três meses. Nesse mesmo período, 120 pescadores serão capacitados no curso prático, sendo 10 pescadores treinados por semana”, explicou Ana Torquato.

O material do curso será custeado pela Seap e pela Sedes. Os professores e instrutores são do Cefet/BA e do Sebrae. Também são parceiros na iniciativa a Cooperativa dos Pescadores da Baía de Todos os Santos (Coopesbas), a Associação Beneficente dos Pescadores do Baixo Sul (Abpesca) e prefeituras de municípios com potencialidades para a pesca artesanal.

“Com essa parceria, a idéia é promover a emancipação dos que vivem abaixo da linha de pobreza e dependem do Bolsa Família”, disse a superintendente da Sedes.

dmm/om

Bahia está presente na Feira Agro Expo 2008, em Kiev, na Ucrânia

A Bahia estará presente entre os dias 10 e 13 deste mês na Feira Agro Expo 2008, em Kiev, na Ucrânia. O objetivo é iniciar as ações do Projeto Sisal-Apex nos países do Leste Europeu, prospectar novos clientes e aumentar o valor exportado para aquela região. Na feira, o Projeto Sisal-Apex representará 16 empresas baianas do segmento em um estande exclusivo para promoção e vendas dos produtos de sisal do Brasil.

O projeto é uma realização do Sindicato das Indústrias de Fibras Vegetais do Estado da Bahia (Sindifibras), com suporte técnico do Promo – Centro Internacional de Negócios da Bahia, vinculado à Secretaria Estadual da Indústria, Comércio e Mineração, e em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

Este ano, são esperados 1,5 mil expositores na feira e mais de 220 mil visitantes durante os quatro dias de exibição. O evento é destinado aos produtores de gado e comerciantes de produtos agrícolas, dentre eles, baler twine (fio agrícola de sisal), ração e maquinários.

ias/om

Governo Federal já canalisou a TV digital para Salvador Bahia, diz ministro

O ministro das Comunicações, Hélio Costa, anunciou que o governo federal já concluiu a canalização da TV digital para Salvador e, que, para o sistema entrar em operação basta que as empresas encaminhem o pedido de autorização. A declaração foi feita na noite do dia 4, em Costa do Sauípe, durante a abertura do 52º Painel Telebrasil.

Outra novidade anunciada para os baianos é que, até 2010, deve ser oferecida internet banda larga em todos os municípios do estado. O ministro também fez elogios às iniciativas de inclusão sociodigital desenvolvidas na Bahia. “Onde chegamos, procuramos adaptar o programa federal ao trabalho desenvolvido e a parceria com o governo baiano tem sido muito eficiente”, disse.

O secretário estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, Ildes Ferreira, citou que é importante que a banda larga seja universalizada com agilidade, para permitir uma maior democratização da informação e do conhecimento. “A Bahia hoje possui cerca de 30 municípios com internet banda larga. Acesso este que não atinge todos os bairros das cidades, apenas as áreas centrais. Portanto, temos pressa em avançar”, completou.

Em relação à inclusão digital, Ildes Ferreira citou ser esta uma prioridade da sua pasta, anunciando que está ampliando a rede de Centros Digitais de Cidadania, com mais de 500 unidades ainda este ano.

Com o tema Conteúdo Multimídia e Serviços Digitais para o Brasil Digital, o 52º Painel Telebrasil prossegue até sábado (7), no Hotel Costa do Sauípe Connventions. Estão reunidos mais de 600 executivos das maiores empresas de telecomunicação do país, além de políticos e especialistas.

O setor, que agrega empresas de produção, organização e distribuição de conteúdo audiovisual e cinema, estará representado pelas entidades e executivos de grandes empresas nacionais e internacionais.

xas/is

Setor público do Estado da Bahia vai adotar o software livre

A política pública na área de tecnologias de informação, buscando economia de recursos a partir da utilização de código aberto (softwares livres), foi reforçada no dia 6, com a assinatura de um protocolo de intenções entre o Governo do Estado e a Redhat, empresa norte-americana líder mundial em soluções Open Source (código aberto) para o mercado corporativo. A intenção é reduzir em até 50% os custos com licenciamentos de programas utilizados no setor público, a exemplo do que já vem sendo registrado em outros estados .

O acordo prevê a cooperação e intercâmbio técnico-científico direcionado à implantação de programas, projetos e atividades com base em plataformas software livre, assim como a capacitação e aperfeiçoamento de recursos humanos.

Já se encontra em andamento um projeto do Governo da Bahia para estimular iniciativas em tecnologia que fazem uso de software livre. O projeto, demandado pelo Fórum dos Gestores Estaduais de TIC (Fortic) - vinculado à Casa Civil - é capitaneado pela Prodeb e objetiva propor diretrizes para a adoção do uso destes softwares na gestão pública estadual.

A ação proporá um modelo de gestão que inclui a criação de núcleos para a capacitação e treinamento, suporte técnico, distribuição e disseminação dos produtos nos diversos órgãos e entidades governamentais.

A Prodeb tem feito investimentos internos na área de desenvolvimento para a utilização do software livre. Foram desencadeados dois projetos: o Sistema Integrado de Gestão Empresarial (Sige), a ser disponibilizado integralmente em 2009; e o Ambiente Colaborativo Expresso.BA. A empresa também elegeu o Xoops (software livre) como ferramenta prioritária no desenvolvimento e gerenciamento de sites e portais.

Além dos fatores econômicos associados ao não-pagamento de licenças, o uso, a customização e o desenvolvimento de soluções em programas livres possibilitam o compartilhamento dessas ferramentas em todos os níveis do governo e a valorização dos profissionais da área de tecnologia da informação.


Aas/al

2008-06-09

Centro de tecnologia fluvial será implantado pelo Governo da Bahia

O São Francisco pode ganhar um importante aliado nos próximos anos, com a implantação de um centro de tecnologia fluvial destinado à formação de técnicos que devem atuar em projetos de revitalização do rio e de desenvolvimento dos territórios sob sua influência.

A proposta foi discutida no dia 5, na Secretaria Estadual do Planejamento (Seplan), em reunião do secretário Ronald Lobato com técnicos da secretaria e o consultor em Projetos Hidroviários, Carlos Riva, que fez uma apresentação do programa BioRio – Bioengenharia e Pró-desenvolvimento da Infra-estrutura Fluvial e Socioeconômica do São Francisco.

As possibilidades de formação de uma parceria para viabilizar o funcionamento do estaleiro da Ilha do Fogo e da embarcação Velho Théo por um ano também foram analisadas na reunião. Lançada em 2005, a embarcação é utilizada em mapeamentos e na realização de levantamentos físicos e estudos voltados à recuperação do São Francisco.

A embarcação foi construída pelo governo da Bahia e pela Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf) e vinha sendo operacionalizada com recursos da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) e da Chesf.

Foco do BioRio

Coordenado pelo Ministério da Integração Nacional, o BioRio tem como foco a recuperação das margens, estabilização do leito, dragagem, navegação fluvial e o desenvolvimento regional da Bacia do São Francisco.

Entre os projetos de cunho social do BioRio está o que visa a humanização da Vila do Louro, no município de Barra, a partir da substituição de 15 casas de taipa por construções em alvenaria, implantação de um centro de convivência, uma enfermaria, um sistema de saneamento básico e de energia solar, além da recuperação de 50 metros de mata ciliar.

O programa conta com a parceria do ministério com a Codevasf e a Fundação de Estudos e Pesquisas Aquáticas (Fundespa).

pas/om

EBDA realiza seminário sobre agricultura e meio ambiente, segunda-feira (9)

O incentivo à produção familiar é prioridade do governo da Bahia e para apresentar as políticas públicas e alternativas de incremento ao segmento, a Secretaria da Agricultura (Seagri) realiza uma ampla discussão, nesta segunda-feira (9) em Itaju do Colônia, município localizado na região Baixo-Sul do Estado. O evento, que tem como tema Agricultura e Meio Ambiente, é uma iniciativa da Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola (EBDA), órgão vinculado à Seagri e deve reunir mais de 300 pessoas, entre agricultores familiares, estudantes e técnicos da empresa.

O seminário vai contar com quatro palestras, são elas: O Meio Ambiente, O Papel da EBDA na Agricultura Baiana, Agricultura Familiar e Políticas Públicas dos Governos Federal e Estadual e Linhas de Crédito.

Caracterizada por grandes latifúndios, porém, com um número expressivo de agricultores familiares que vivem nas periferias da cidade e em povoados do município, o município de Itaju necessita de uma atenção especial quanto a serviço de assistência técnica e execução de projetos. É o que confirma o diretor da EBDA, Hugo Pereira. “Temos que suprir essa carência criando projetos comunitários produtivos, dentro de uma visão onde o meio ambiente seja priorizado. Dessa maneira, contribuímos para a ocupação de mão-de-obra e geração de renda para essas famílias”, comentou o diretor.

No seminário, a EBDA ainda pretende mostrar o potencial da região e as atividades da empresa, ressaltando a importância dos projetos comunitários em uma área indígena da região, que beneficiam 40 famílias, e no povoado de Palmira, onde se encontram mais de 150 famílias de agricultores familiares. O potencial na piscicultura também será apresentado.

Ras/al

Inscrições abertas para eleição de membros de Comitês de Bacias Hidrográficas

A Superintendência de Recursos Hídricos (SRH) abriu inscrições para os editais destinados a eleição dos membros efetivos dos quatro novos Comitês de Bacias Hidrográficas (CBHs) que estão em processo de instalação na Bahia - CBH do Contas, CBH do Rio Grande, CBH do Rio Corrente e o CBH do Entorno do Lago de Sobradinho. Os eleitos vão representar o poder público (municípios), a sociedade civil organizada e usuários.

Eles estarão habilitados legalmente para discutir a situação dos mananciais e os problemas ambientais na bacia, definir prioridades na aplicação de recursos, mediar conflitos pelo uso da água e, dentre outras coisas, aprovar e acompanhar a execução do Plano de Recursos Hídricos da Bacia.

“O Comitê é o fórum legítimo para a efetiva participação da sociedade na busca de soluções concretas aos problemas socioambientais das regiões. O importante é que as soluções partam da própria comunidade, que é detentora do conhecimento, do saber do problema que vivencia. É neste fórum que essa participação, de fato, acontece”, afirma a coordenadora de Estratégia e Gestão da SRH, Milene Maia.

Das vagas destinadas à sociedade civil, serão contempladas as comunidades tradicionais, a exemplo de quilombolas, indígenas e fundo de pasto. A SRH é, por disposição legal, secretária-executiva dos comitês e já tem uma das vagas destinadas em cada “parlamento das águas” do segmento poder público estadual. Cabe a autarquia, vinculada à Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), fomentar e dar todo o apoio para a instalação e funcionamento dos comitês. Para ocupar as outras vagas do poder público estadual, serão convidados representantes de instituições como a Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícula (EBDA) e da Semarh.

No caso do poder público federal, os convidados serão órgãos como o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais (Ibama) e da Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco (Codevasf). As vagas atribuídas à administração pública municipal serão preenchidas mediante eleição entre os municípios integrantes da bacia.

Procedimentos

Os interessados devem preencher e enviar formulário de inscrição disponível no site www.srh.ba.gov.br. As inscrições para o CBH do Corrente serão realizadas de 30 deste mês a 21 de julho. Do CBH do Entorno do Lago de Sobradinho, de 7 a 18 de julho. Do CBH do Grande, de 4 a 18 de julho, e as inscrições do Rio das Contas, de 30 deste mês a 4 de agosto.

Antes das eleições, serão realizados encontros regionais com o objetivo de divulgar e tratar de temas relacionados à política de recursos hídricos e da bacia hidrográfica. Também, socializar junto aos moradores da bacia, informações relativas ao comitê. Conforme os editais, as eleições serão realizadas durante as plenárias setoriais por segmentos e categorias.

Calendário eleitoral

Os encontros regionais do CBH do Rio Grande serão em Luiz Eduardo Magalhães (25/6), São José (29/6), Barra (1/7), São Desidério (3/7), Jupaguá (6/7), Formosa do Rio Preto (8/7), Roda Velha (14/7) e Barreiras (17/7). As plenárias eleitorais estão marcadas para Barreiras (1/9, sociedade civil), São Desidério (3/9, usuários) e Barra (6/9, poder público).

No CBH do Entorno do Lago de Sobradinho, os encontros estão programados para Sobradinho (13/6) e Remanso (4/7). Em Casa Nova serão 12 de setembro, usuários), Sento Sé (19/9, sociedade civil) e Remanso (5/9, poder público).

No CBH do Contas acontecerão em Jussiape (7/7), Brumado (10/7), Jequié (16/7), Ipiaú (19/7), Itacaré (22/7), Anagé (24/7) e Rio do Antônio (29/7). As plenárias eleitorais do CBH do Contas serão em Jequié (25/8, para usuários), Brumado (1/9, para poder público) e Ipiaú (8/9, para sociedade civil).

Os encontros no CBH do Rio Corrente, serão em Bom Jesus da Lapa (1/7), Cocos (3/7), Rosário - distrito de Correntina (7/7), Correntina (9/7), Santa Maria da Vitória (11/7) e Santana (15/7). As plenárias eleitorais para esse Comitê serão em Correntina (25/8, poder público), Santa Maria da Vitória (29/8, usuários) e Santana (5/9, sociedade civil).

mas/is

Secretaria de Saúde da Bahia abre seleção na área da assistência farmacêutica

A Secretaria da Saúde do Estado abriu seleção de candidatos para prestação de consultoria individual, com o objetivo de capacitar os farmacêuticos vinculados à diretoria da Assistência Farmacêutica.

O objetivo é fortalecer a assessoria prestado pelo Estado aos municípios na área e promover o acesso e o uso racional de medicamentos na Atenção Básica na Bahia.

Os candidatos devem ter o perfil de profissional farmacêutico/médico/odonto/enfermagem, com no mínimo cinco anos de graduado e três anos em docência de nível superior e disponibilidade para trabalhar no final de semana.

Também está aberta a seleção de candidatos para a prestação de serviços de consultoria individual, com a finalidade de coordenar a capacitação de médicos, cirurgiões dentistas e farmacêuticos do Sistema Único de Saúde-Bahia, que atuam na Atenção Básica dos municípios participantes do Projeto Saúde Bahia. Eles serão multiplicadores na promoção do Uso Racional de Medicamentos.

O candidato precisa ser profissional farmacêutico, médico ou dentista, com experiência mínima de dois anos de ensino na área de terapêutica e farmacologia, ter participação em cursos para o Uso Racional de Medicamentos, utilizando a metodologia adotada pelos docentes do Departamento de Farmacologia Clínica da Faculdade de Ciências Médicas de Gröningen (Holanda), cujos elementos essenciais estão descritos no “Guia da Boa Prescrição Médica”, produzido pela Organização Mundial de Saúde, e ter experiência na coordenação de cursos para a Promoção Racional de Medicamentos.

Os currículos, nos dois casos, deverão ser entregues até dia 12 deste mês, na Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Diretoria da Assistência Farmacêutica, 2º andar, sala 208, CAB, aos cuidados de Franciane Guedes). Mais informações pelos telefones para contato são: 3115-4191 ou 3115-4376.

sas/is

Preocupa o consumo diário de 11 bilhões de litros de água na irrigação no Oeste

Na região oeste, as demandas pelo uso da água das bacias hidrográficas dos Rios Grande e Corrente, e do aqüífero Urucuia, chegam a números de grande monta. O principal uso é o da agricultura, o que levou a Superintendência de Recursos Hídricos (SRH) a sensibilizar agricultores, irrigantes, produtores rurais, industriários, povos e comunidades tradicionais e do campo, pesquisadores, estudantes, membros de Comitês de Bacias Hidrográficas, sociedade civil e o poder público a utilizarem a água de forma racional e sustentável.

As duas bacias têm áreas totais irrigadas de 145.701 hectares e demandas máximas outorgadas (autorizadas) de 11.370.240 metros cúbicos de água por dia (o equivalente a 11 bilhões, 370 milhões e 240 mil litros) ou 131,6 metros cúbicos por segundo. Na bacia do Rio Grande foram concedidas, até segunda-feira (2), 300 outorgas para águas superficiais destinadas aos usuários, sendo 267 para irrigação. Na do Corrente, das 151 outorgas, 133 também destinam-se à irrigação.

Os pedidos de outorga de águas subterrâneas para irrigação são maioria absoluta. Na bacia do Rio Grande, foram 122 solicitações – 73 destinadas a irrigação- e na Rio Corrente foram concedidas 60 outorgas para o mesmo fim.

Os números foram divulgados no Seminário “Governança Pública das Águas: Tecnologias de Irrigação para o Uso Sustentável da Água”, promovido pelo SRH, autarquia da Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Estado (Semarh), e encerrado quarta-feira (4), em Barreiras, dentro da programação da Semana do Meio Ambiente, e foi considerado um marco histórico para a política pública de recursos hídricos do Estado da Bahia.

O representante da Agência Nacional das Águas (ANA), Wilde Gontijo, disse que a divulgação dos dados foi um ato de transparência. “Estamos em um momento muito especial na construção da democracia e na relação entre os governos estadual e federal”, enfatizou.

O diretor-geral da SRH, Julio Rocha, classificou a divulgação como um importante instrumento para garantir o acesso à informação pública, prevista na Lei 10.650/03, que garante a participação da sociedade no controle social. “Esses dados são importantes para toda a sociedade, em especial, os Comitês de Bacias Hidrográficas das duas Regiões de Planejamento e Gestão das Águas (RPGAs), que estão em fase final de formação”.

O secretário de Meio Ambiente, Juliano Matos, elogiou o comprometimento da autarquia com a gestão participativa dos recursos hídricos. “A agenda da água está presente em todas as pautas do governo e a discussão sobre ela é muito ampla, vai além de um recurso e diz respeito a diversas atividades sociais e humanas. Neste sentido, a disponibilidade dos dados de uma forma ampla e transparente é um grande avanço em matéria de políticas públicas”, afirmou.

Na bacia do Rio Grande, os demais pedidos de outorgas foram 18, para abastecimento humano, oito, abastecimento industrial, três, lançamentos de efluentes, uma, dessedentação animal e três, pequenas centrais hidrelétricas para geração de energia de até 30 megawatts (PCHs). Já na bacia do Corrente, foram 12 para abastecimento humano, uma, abastecimento industrial, uma, lançamentos de efluentes, uma, dessedentação animal e duas para PCHs.

Das 122 solicitações pedidos de outorga de águas subterrâneas na bacia do Rio Grande, 14 foram para abastecimento humano, 21, abastecimento industrial e 14, dessedentação animal. Para a do Rio Corrente, oito foram para abastecimento humano, três, abastecimento industrial e uma para dessedentação animal, perfazendo um total de 72 solicitações.

mas/is

DOCTV oferece R$ 660 mil em prêmios e abre inscrições só até 11 de julho

Fruto da parceria do Ministério da Cultura com as TV’s públicas de todo o país, o Programa de Fomento à Produção e Teledifusão do Documentário Brasileiro (DOCTV) chega à sua quarta edição, com a distribuição, na Bahia, de seis prêmios individuais de R$ 110 mil. Os recursos são destinados à realização de documentários de 50 minutos que serão exibidos em rede nacional de televisão. As inscrições vão até 11 de julho.

A iniciativa conta com o apoio da Associação Brasileira de Documentaristas e Curta-Metragistas (ABD) e de patrocinadores que viabilizaram o aumento da premiação no estado. O lançamento do concurso baiano do DOCTV IV foi realizado no dia 27 de maio deste ano, no Palacete das Artes Rodin Bahia, em Salvador, e contou com a presença de cineastas, produtores, diretores de TV, gestores públicos, além de representantes das entidades que apóiam o projeto, como a Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb).

Élson Rosário, diretor do documentário "Mário Gusmão: o Anjo Negro na Bahia", realizado com os recursos do DOCTV II, chamou a atenção para a carência de apoio destinado à realização de filmes e documentários que não disputam o circuito comercial. "Nunca teria feito um trabalho como esse por conta da inviabilidade financeira se não fosse este projeto. Hoje, nosso documentário é solicitado frequentemente por ONGs e escolas", orgulha-se o diretor do filme que conta a história de Mário Gusmão, ator e militante do movimento negro.

O diretor do Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia (Irdeb), Pola Ribeiro, salientou que trata-se “do programa de integração nacional mais forte que a gente tem. O DOCTV, como mecânica, ficou tão funcional e diplomático que já existe o DOCTV Ibero- Americano, um case de relações internacionais do Brasil com países da América Latina, Portugal e Espanha".

O Irdeb é o responsável pela coordenação do DOCTV na Bahia e, além do apoio da Associação Baiana de Cinema e Vídeo (ABCV), conta com o patrocínio da Fieb, Assembléia Legislativa do Estado da Bahia, Câmara Municipal de Vereadores e Banco do Nordeste do Brasil (BNB). Graças à presença desses parceiros, o número de prêmios saltou de dois para seis. Nas edições anteriores, apenas dois projetos por concurso foram selecionados.

"No DOCTV, o conteúdo das TVs públicas é fomentado pela produção independente, então nós aderimos completamente ao programa. O ministério dá dois filmes com contrapartida do BNB, a Secretaria de Cultura dá mais um e o Irdeb articulou outros com a Câmara de Vereadores, Assembléia e Fieb”, afirma o secretário estadual da Cultura, Márcio Meirelles. “São três entidades que tradicionalmente não investem no audiovisual e estão investindo agora”, comentou.

As inscrições para o DOCTV IV devem seguir a estrutura indicada no regulamento do concurso, disponível no site www.irdeb.ba.gov.br/doctv. Os projetos que não atenderem às condições previstas no regulamento serão automaticamente desclassificados.

As inscrições deverão ser enviadas para Concurso DOCTV IV TVE Bahia / Irdeb, rua Pedro Gama, 413-e, Alto do Sobradinho-Federação, Salvador, Bahia, CEP: 40230-000 (valendo a data do carimbo dos Correios) ou entregues pessoalmente no mesmo endereço, de segunda a sexta-feira, das 8 às 12h e das 14 às 17h. O resultado do concurso será anunciado no dia 15 de agosto de 2008 e a estréia em rede nacional, com veiculação simultânea pelas TVs públicas de todo o Brasil dos filmes vencedores da quarta edição do concurso, está prevista para de maio de 2009.

Histórico

O Programa de Fomento e Teledifusão do Documentário Brasileiro – DOCTV nasceu em 2003 como uma política da Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura para a estruturação do setor de produção de documentários e TV Pública. O DOCTV atua em toda a cadeia produtiva do documentário (da formação, produção e difusão, até a comercialização), fomentando cada etapa e agindo de maneira a criar mercados e formar profissionais.

Números

O DOCTV teve, até hoje, 2.380 projetos de documentário inscritos em 74 concursos estaduais, tendo co-produzido 115 filmes e gerado mais de três mil horas de programação para a Rede Pública de Televisão.

Nesses três anos, foram realizadas 44 Oficinas para Formatação de Projetos com a participação de 1.333 realizadores de todo Brasil, e duas Oficinas para Desenvolvimento de Projetos, reunindo os 70 autores selecionados com expoentes do documentário brasileiro para a discussão detalhada de cada projeto.

Nas edições anteriores, as oficinas tiveram como orientadores, os cineastas Geraldo Sarno, Eduardo Coutinho, Eduardo Escorel, Maurice Capovilla, Jorge Bodanzky, Giba Assis Brasil, Cristiana Grumbach, Ruy Guerra e Joel Pizzini.

Festivais

Os filmes do DOCTV participaram de diversos festivais dedicados ao documentário no Brasil e exterior como o É Tudo Verdade (o filme Elevado 3.5 venceu a competição nacional na edição 2007), Locarno (com as produções Handerson e as Horas e Acidente), Biarritz (com Do Lado de Fora), Sundance (com Acidente), Edoc, (com Violência S.A.).

Em 2006, os 61 documentários das Séries DOCTV I e II foram lançados em DVD Home Video, em ação pioneira desenvolvida pela TV Cultura, por meio da Cultura Marcas e Log On Editora Multimídia, e coordenação executiva do DOCTV.

cas/is

Estado da Bahia paga dívidas acumuladas em 30 anos

O governo da Bahia vai pagar suas dívidas dos últimos 30 anos. A renegociação desses débitos foi possível graças a um acordo de conciliação assinado dia 5, no auditório do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ/BA), pelo governador Jaques Wagner, pela presidente do TJ/BA, desembargadora Sílvia Zarif, e pelo procurador-geral do Estado, Rui Moraes Cruz.

O acordo vai permitir que mais de 500 credores recebam o dinheiro devido pelo Estado, que deve pagar em três anos dívidas que alcançaram R$ 37 milhões.

Para a renegociação, quase 3 mil cálculos foram revisados pela PGE, o que permitiu a redução dos débitos em 20%. O acordo vai beneficiar também ex-funcionários públicos do Estado, aposentados e pensionistas que ganharam na Justiça ações referentes a salários, proventos e aposentadorias.

gdf/om

2008-06-08

Urgências toxicológicas é tema de seminário

Para divulgar e padronizar as condutas adequadas para assistência às intoxicações exógenas, o Centro de Informações Antiveneno (Ciave), unidade da Secretaria Estadual da Saúde (Sesab), desenvolve um projeto de descentralização das ações de toxicologia que inclui a capacitação de profissionais de nível superior e médio para prevenção, diagnóstico e tratamento dos agentes toxicológicos.

Dando continuidade ao projeto, o Ciave promove na próxima terça-feira (10), no auditório do Hospital Geral Roberto Santos, o Seminário de Urgências Toxicológicas, voltado para médicos e enfermeiros das emergências geral e pediátrica e das UTIs dos hospitais Roberto Santos, Geral do Estado e Menandro de Farias e do Samu.

O seminário será instalado às 8h30, com palestra da diretora do Ciave, Dayse Schwab Rodrigues, que falará sobre Introdução à Toxicologia. Ela disse que estão sendo oferecidas 50 vagas para o evento e que as inscrições podem ser feitas pelo telefone 3387-4343 ou pelo e-mail ciave.diretoria@saude.ba.gov.br. Nas inscrições por e-mail devem constar nome, profissão, unidade de lotação e telefone para contato.

sas/om

Sala Alexandre Robatto resgata celebra centenário de Bette Davis

Ícone de Hollywood pelo seu talento, carisma e versatilidade, Bette Davis completaria 100 anos no último mês de abril.

Para não deixar a data passar em branco, a Sala Alexandre Robatto resgata, do dia (6) a 12 deste mês, três pérolas dos anos 30 estreladas pela então iniciante Davis.

O Ciclo Centenário de Bette Davis exibe Servidão Humana (1934), A Floresta Petrificada, de 1936, e Mulher Marcada, do ano seguinte.

Esta é uma oportunidade para reverenciar a arte de interpretação dessa grande atriz norte-americana.

cas/om

Projeto Segundas Intenções - lançamento no Solar Boa vista

O Cine-teatro Solar Boa Vista lança na próxima segunda-feira (9), às 19h, o Projeto Segundas Intenções com a exibição do videodocumentário Batatinha e o Samba Oculto da Bahia, de Pedro Abib.

Para complementar a programação, será realizado um bate-papo com Abib e os produtores J. Velloso e Paquito, sobre a vida e a obra de Batatinha, seguido de uma roda de samba com a participação de Ana Paula Albuquerque e Claudete Macedo.

O Cine-teatro Solar Boa Vista é ligado à Fundação Cultural do Estado.

cas/om

Conferência de Comunicação Social da Bahia será sediada pela Uefs

A Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) sedia em 27 de julho a última plenária da 1ª Conferência de Comunicação Social da Bahia.

É esperada a participação de milhares de pessoas nas oito plenárias que antecedem a conferência final, prevista para 14 a 16 de agosto, no Hotel Sol Bahia, em Patamares, Salvador.

Lançada no dia 4 deste mês, em Salvador, a conferência é a primeira do gênero em todo o país. Com ela, busca-se intensificar o debate entre o governo da Bahia e o setor de comunicação no estado, a sociedade e movimentos sociais que se interessam pelo tema. Mais informações e inscrições no portal www.comunicacao.ba.gov.br ou www.agecom.ba.gov.br.


eas/om

Parceria entre Coelba e Telemar resultam em R$ 33 milhões para Fundo de Cultura

Um termo de acordo e compromisso das empresas Telemar e Coelba com o Fundo de Cultura será formalizado, quinta-feira (5), às 15h30, na Governadoria. O acordo formaliza o repasse de ICMS recolhido pelas empresas, que resultará no aporte de R$ 25 milhões dos R$ 33 milhões previstos para aplicação em Cultura pelo Fundo, neste ano.

Estarão presentes ao ato de assinatura, o governador Jaques Wagner, os secretários estaduais da Fazenda, Carlos Martins, da Cultura, Márcio Meirelles, o presidente da Telemar, Luiz Eduardo Falco Pires Correia, e o presidente da Coelba, Moisés Afonso Sales Filho. O Fundo de Cultura foi criado em 2005 com o objetivo de apoiar as manifestações culturais, com base no pluralismo e na diversidade de expressão, numa parceria entre a Sefaz e a Secult.

Parte dos recursos já está disponível para atender a projetos de demanda espontânea e, a partir de agora, serão utilizados também no financiamento dos 40 editais previstos para este ano. A expectativa do Fundo é apoiar cerca de 400 projetos, por meio das seleções públicas, impulsionando a produção cultural em diversos territórios de identidade da Bahia.

“Vamos intensificar o uso desse mecanismo de apoio a projetos culturais, dobrando o número de seleções públicas e aumentando em 10 vezes o volume de recursos investido por esse meio”, explica Carmen Lima, diretora do Fundo de Cultura, que espera investir cerca de R$20 milhões no apoio direto – sem necessidade de captação de patrocínio - à produção cultural do Estado, por meio de editais.


cas/is

Arquivo


Ocorreu um erro neste gadget