2008-07-26

Inscrições para a 4ª Mostra Baiana de Videoclipes prorrogadas até 1° de agosto

Por causa da greve dos Correios, o que impossibilitou o envio dos videoclipes de alguns interessados em participar, principalmente do interior do estado e de artistas baianos que não mais moram em Salvador, foi prorrogado para 1º de agosto o prazo das inscrições para a 4ª Mostra Baiana de Videoclipes.

As inscrições para o evento continuam a ser realizadas no Tom do Saber (Rua João Gomes, 249, Salvador, Bahia, CEP 41950-640, telefone 3334-5677), onde deve ser entregue o material. A ficha de inscrição e o regulamento estão disponíveis no site da mostra (www.myspace.com/mostrabaianadevideoclipes).

2008-07-25

Conservação do patrimônio arqueológico da Bahia em agenda integrada

As Secretarias do Meio Ambiente (Sema) e da Cultura (Secult) passaram a compor uma agenda integrada, voltada para a conservação do patrimônio arqueológico na Bahia.

O primeiro passo para criação de um sistema estadual de sítios arqueológicos foi dado com o lançamento do Museu a Céu Aberto do Complexo Arqueológico de Paulo Afonso, norte do Estado, no Departamento da Uneb, no município.

O museu vai preservar 100 sítios arqueológicos, datados de 9 mil anos, que estão ameaçados pela atividade de extração ilegal de pedras, o que resultou na perda de 67 locais, onde foram registradas artes rupestres.

A arqueóloga e coordenadora da Uneb, professora Cleonice Vergne, disse que “o museu vai trazer melhorias para a comunidade, o meio ambiente e a cultura, com a implantação de trilhas, permitindo experiências e visitação”.

O secretário do Meio Ambiente, Juliano Matos, presente às comemorações pelo Cinqüentenário de Paulo Afonso, defendeu o diálogo com as universidades, na perspectiva de inovar a gestão pública.

“Desenvolvimento na área ambiental se faz com alternativas, oferecendo caminhos para aperfeiçoar o desenvolvimento”, defendeu Matos, para quem “preservar a arte rupestre é garantir o direito à memória, permitindo ao cidadão ter conhecimento sobre aquilo que o constituiu, ao mesmo tempo em que são gerados emprego, renda e sustentabilidade”.

Geração de renda -Também ao participar do lançamento, o secretário da Cultura, Márcio Meireles, destacou os aspectos comuns à gestão da Sema, como desenvolvimento e diversidade, lembrando que o trabalho integrado vai colaborar para a preservação dos patrimônios cultural e ambiental baianos.

“Vamos transformar história em geração de renda e conservação”, propôs Meireles, anunciando a perspectiva de criar o projeto territorial da Secult para a região, com base na preservação de sítios arqueológicos.

Pesquisa e meio ambiente - A programação na Uneb de Paulo Afonso contou ainda com a assinatura do protocolo de intenção para a implantação do Centro de Pesquisa Agroambiental com as universidades estaduais da Bahia.

A Sema vai investir R$ 6,6 milhões em seis unidades, instaladas em parceria com a Uneb, Uefs, Uesc, Uesb e Secretaria de Ciência Tecnologia e Inovação para pesquisa sobre biomas (comunidades biológicas) baianos, com ênfase para a caatinga, cerrado e mata de cipó.

O superintendente de Políticas Florestais, Conservação e Biodiversidade, Marcos Ferreira, explicou que a solução para o desafio de fazer política de conservação é investir na parceria com os centros universitários, alocando recursos para o conhecimento, por meio da Fapesb.

“Temos a preocupação inequívoca com a produção científica direcionada aos biomas baianos, com foco na conservação, a partir dos conhecimentos gerados pelas populações tradicionais e comunidades locais”, afirmou Ferreira.

Uneb 25 anos - O encontro em Juazeiro marcou ainda as comemorações pelos 25 anos da Uneb, com a presença do reitor Lourisvaldo Valentim.

A universidade, que está plantando 25 mil mudas de árvores no Estado, com o apoio da Sema, entregou certificados a 25 alunos concluintes do curso de Ecologia Humana e Gestão Sócio Ambiental do departamento.

mas/bs

Seminário para discutir crescente impacto do consumo e do tráfico de drogas

Organizações governamentais e não-governamentais, profissionais de diversas áreas, usuários de drogas e técnicos envolvidos com o tema se reúnem na sexta-feira (25) na Fundação Luís Eduardo Magalhães (Flem) para discutir o crescente impacto do consumo e do tráfico de drogas.

O V Seminário Estadual sobre Drogas é uma promoção da Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos (SJCDH), em parceria com o Conselho Estadual de Entorpecentes (Conen/BA).

No encontro, a SJCDH concede o Diploma de Mérito pela Valorização da Vida a personalidades e instituições que se destacaram em ações de redução ao uso de drogas. Os homenageados são indicados pelo Conen/BA e a diplomação foi instituída pela Secretaria Nacional Antidrogas (Senad) para fortalecer ações de implementação e fortalecimento da Política Nacional sobre Drogas.

jas/om

Produtores rurais de Ubaíra beneficiados com viveiro florestal

O município de Ubaíra, no recôncavo sul do estado, vai ganhar um viveiro florestal para produção de 100 mil mudas de espécies nativas e exóticas, visando atender ao Projeto de Recomposição das Matas Ciliares da Secretaria do Meio Ambiente (Sema). O objetivo é recompor 70 hectares na sub-bacia do rio Brejões, além da recuperação de seis nascentes dos riachos que abastecem as comunidades de Lagoa do Boi e Jenipapo.

A inauguração do viveiro acontecerá nesta quarta-feira (dia 23), na comunidade dos Oitis, e contará com a presença de representantes da Sema, além de membros da Rede de Desenvolvimento Social (Redes), Ministério Público de Ubaíra e produtores rurais. De acordo com o superintendente de Políticas Florestais, Conservação e Biodiversidade (SFC), Marcos Ferreira, a secretaria financiou a implantação, fez o estudo da área e elaborou o projeto técnico do viveiro.

Na oportunidade, também será lançado o projeto “Nosso Vale tem Aroeira que alimentam os sabiás”, que pretende fomentar o plantio da Aroeira (Schinus terebinthifolius), o manejo e comercialização das sementes, gerando emprego e renda para a região. “A previsão para este ano é a comercialização de oito toneladas de sementes, gerando uma renda de 25 a 30 mil reais”, afirmou Ferreira

Os projetos beneficiarão mais de três mil pessoas das comunidades de Lagoa do Boi, Jenipapo, Sapucaia, Cachoeiro, Comum da Carlota, Volta do Rio, Oitis, Palmeiras e Palmeirinha.


mas/is

2008-07-24

Irecê também receberá visita da ‘Expedição Brasil Melhor’

Competição, aventura e principalmente solidariedade. Este é o espírito da Expedição Brasil Melhor, que pelo terceiro ano reúne um grupo de empresários e executivos apaixonados por off road, com seus carros 4x4, para percorrer o Brasil conhecendo e ajudando sua gente.

Os aventureiros vão percorrer 3,5 mil quilômetros, do dia 25 deste mês a 1º de agosto, saindo de Palmas (TO). Na Bahia, nos dias 27, 28, 29 e 30, serão visitados os municípios de Barreiras, Irecê, Jacobina e Paulo Afonso, respectivamente.

Cestas básicas, brinquedos e materiais escolares fazem parte da lista de donativos. Voluntários prestam ainda serviços de prevenção odontológica e médica às comunidades carentes. As famílias atendidas pelo projeto na Bahia serão as beneficiárias do Programa Bolsa Família e outras pessoas em situação de vulnerabilidade social.

A iniciativa, que conta com apoio do Governo do Estado, via Secretaria de Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza (Sedes), vai contemplar 3,4 mil famílias.

das/om

Especialização em combustíveis pela UESC tem inscrições abertas só até sexta-feira

As inscrições para processo seletivo destinado a vagas na pós-graduação lato sensu - Especialização em combustíveis derivados da biomassa com ênfase em biodiesel e biogás da Universidade Estadual de Santa Cruz (Ilhéus-BA) – serão encerradas nesta sexta-feira (25).

Engenheiros, químicos, economistas, administradores, agrônomos e profissionais de áreas afins interessados devem se inscrever no Protocolo Geral da Uesc, por procuração registrada em cartório ou pelo serviço de encomendas rápidas (Sedex ou similar), com data máxima de postagem na sexta, com recebimento pela coordenação da documentação completa e de uma só vez, até o dia 31 deste mês.

Os coordenadores José Adolfo de Almeida Neto e a Rosenira Serpa da Cruz, explicam que o curso pretende oferecer subsídios para a formação adequada de pessoal, o que permitirá a inserção de um maior número de trabalhadores nesse novo mercado, podendo abranger desde a agricultura até a comercialização do produto final.

Além disso, garantir uma melhor distribuição das riquezas geradas com a inserção do biodiesel na matriz energética brasileira e agregar valor às matérias-primas utilizadas. A produção de biogás pode ser realizada sinergicamente com a cadeia de produção de biodiesel, agregando valor e melhorando o desempenho socioambiental deste combustível.

O curso é financiado pelo CNPq, com o apoio da Uesc, da Secretaria de Ciência Tecnologia e Inovação do Estado da Bahia (Secti), Petrobrás e da Tecbio - Tecnologias Energéticas.

eas/is

2008-07-23

Cursos de capacitação do Projeto de Manejo Ecológico do Fundo de Pasto

O Instituto do Meio Ambiente (IMA) assinou convênio com a Associação Regional da Escola Família Agrícola do Sertão (Arefase), no Centro Comunitário Flor de Mandacaru, em Monte Santo. O convênio prevê o apoio da Arefase na mobilização e acompanhamento dos agricultores das comunidades de fundo de pasto do município, que participarão dos cursos de capacitação do Projeto de Manejo Ecológico do Fundo de Pasto, promovido pelo IMA.

O curso vai ser aplicado por técnicos do IMA e associações envolvidas em projetos de desenvolvimento sustentável na região que vivenciam um modo de produção ecológico e valorizam o saber e a cultura local. As atividades serão realizadas na Escola Família Agrícola do Sertão (Efase), em Monte Santo. Criada por agricultores, a escola desenvolve projetos comunitários em 17 municípios, nas áreas de assessoria fundiária, geração de renda e educação ambiental, entre outras.

O curso segue os princípios da agroecologia, baseada no aproveitamento de recursos naturais renováveis e em questões sociais, como a fixação do homem no campo, a educação contextualizada e a reforma agrária, visando também a produção e comercialização dos alimentos por meio de cooperativas.

Depois de uma série de aulas teóricas e oficinas, os agricultores estarão capacitados em agroecologia, beneficiamento de frutas nativas e cooperativismo, além de saneamento ambiental, para fazer o zoneamento agroecológico das comunidades de fundo de pasto, favorecendo a organização social da região e o uso adequado dos recursos naturais.

Como parte do convênio, a Associação Regional da Escola Família Agrícola do Sertão, além de fornecer hospedagem e alimentação dos agricultores e técnicos que participam do curso, vai garantir que o aprendizado seja transmitido para outros moradores da comunidade. Deve também realizar capacitações no manejo sustentável das forragens nativas e do licurizeiro, árvore típica da caatinga.

Projeto de Manejo Ecológico do Fundo de Pasto

Criado pelo IMA em 2007, o projeto visa articular a construção participativa de modelos de manejo ecológico das áreas de fundo de pasto ao desenvolvimento de atividades econômicas que contribuam para o incremento da biodiversidade e a melhoria da qualidade de vida das comunidades.

Com o apoio de entidades da sociedade civil, vai beneficiar cerca de 450 famílias pertencentes a 15 comunidades de fundo de pasto do município de Monte Santo. Essas comunidades agem em conjunto com outras associações e por isso podem multiplicar os conceitos e as práticas ecológicas.

Fundos de pasto são comunidades tradicionais caracterizadas pela ocupação e uso da terra de forma coletiva, com um sistema produtivo baseado na criação extensiva de caprinos e ovinos, no extrativismo vegetal e na agricultura de subsistência. Essa característica remonta ao início da ocupação portuguesa no Nordeste do Brasil, derivada das capitanias hereditárias e posteriormente das sesmarias.

Na Bahia, mais de 13 mil famílias moram em fundos de pasto, distribuídas em cerca de 350 comunidades. Em Monte Santo, município do semi-árido, são mais de 1,5 mil famílias espalhadas por extensas áreas de caatinga, que, embora sofram processos de degradação, são reservas ecológicas de muita importância para a sobrevivência dessas comunidades.

mas/om

2008-07-22

Irecê sai e Ibipeba e Central decidem a Copa do Sertão 2008

A primeira partida pela final da Copa do Sertão de Futebol Sub-19, envolvendo as seleções de Ibipeba e Central, será realizada neste domingo (dia 27) em Ibipeba, a 508 quilômetros de Salvador.

Promovida pela Sudesb, com apoio da Federação Baiana de Futebol (FBF) e da Assessoria de Esportes do Território de Irecê (Aresi), a competição chega aos seus momentos decisivos no Campo de Futebol do Barretão, a partir das 15 horas do domingo.

As duas equipes se classificaram para as finais da competição na segunda rodada da semifinal realizada no último final de semana. No sábado, a seleção de Central derrotou a de Irecê por 1 a 0.

No domingo, foi a vez da equipe de Ibipeba perder para João Dourado, também por 1 a 0, mas garantir a vaga por ter vencido o adversário na primeira rodada das semifinais. A Copa do Sertão começou em 12 de abril, reunindo 16 seleções municipais da microrregião de Irecê.

A disputa teve a participação das seguintes equipes: Ibititá, Barra do Mendes, Barro Alto e Ibipeba (grupo 1); Canarana, América Dourada, Cafarnaum e João Dourado (grupo 2); São Gabriel, Jussara, Itaguaçu e Irecê (grupo 3); e Presidente Dutra, Xique-Xique, Central e Uibaí (grupo 4).


ascom/bs

Jogos Abertos do Interior - Cinco municípios são campeões do sudoeste baiano

Os municípios de Ilhéus, Iguaí, Itabuna, Jequié e Ipiaú foram os classificados da última etapa do zonal sudoeste dos Jogos Abertos do Interior, realizada em Jequié, no domingo (20). As disputas finais das modalidades de basquete, handebol, vôlei e futsal agitaram o Ginásio Aníbal Brito e a Universidade Estadual do Sudoeste Baiano (Uesb). Cerca de 315 atletas participaram do campeonato.

As cidades classificadas estão garantidas para a fase final da competição, que acontecerá entre 11 e 14 de setembro, em Feira de Santana, onde estarão reunidas as melhores equipes poliesportivas das nove regiões baianas participantes. As modalidades de natação, ginástica rítmica, judô e atletismo serão incluídas nessa fase do campeonato.

“Não esperava conquistar a medalha de ouro, apesar de ter uma boa equipe. O nível técnico desse zonal é muito alto, mas como superamos esse desafio, acredito na possibilidade de realizar o mesmo feito na final” disse a artilheira do futsal feminino de Iguaí, Suzane Santana, que fez dois gols na partida final e derrotou o time da casa por 4 a 2.

A população de Jequié lotou os ginásios durante as finais, porém o município foi campeão apenas no vôlei masculino. As meninas de Ipiaú ficaram com o ouro no vôlei feminino. No handebol, as equipes de Itabuna demonstraram a força do esporte local e se classificaram nas duas categorias. Apesar dos bons resultados, o dono da festa foi o futsal de Iguaí, que levantou o ginásio Aníbal Brito, após classificar o feminino e o masculino para a fase final.

No basquete, o time de Ilhéus foi o melhor e ficou com o primeiro lugar no masculino. O time feminino também disputará a final do basquete, em Feira, pois foi a única equipe inscrita na modalidade durante o zonal.

“Participar desse campeonato é sempre uma honra, não só pelo fato de representar o município de Iguaí, mas pela oportunidade de rever os amigos, grande diferencial dos Jogos Abertos, única competição direcionada ao esporte amador que consegue reunir os municípios da nossa região” explicou a atleta Suzane.

Cerca de 150 municípios estão participando da competição, dividida em nove etapas regionais. Os próximos a sediar os Jogos serão Camaçari (25 a 27 deste mês), Valente (8 a 10 de agosto), Barra (15 a 17 de agosto) e Santo Antônio de Jesus (15 a 17 de agosto).

A com petição é promovida pelo Governo do Estado, por meio da Sudesb, com o objetivo de interiorizar o esporte no estado, revelar talentos e gerar inclusão social. “Este ano dobramos o número das etapas classificatórias. A tendência é expandir cada vez mais a competição e atingir todos os municipios baianos” ressaltou o diretor de Fomento, Reginaldo Sacramento.

tas/is

2008-07-21

Derba já adquiriu os bafômetros para atuar nas estradas baianas

Antes mesmo da Lei 11.705, de 19 de junho de 2008, a chamada lei seca, entrar em vigor em todo país, o Departamento de Infra-estrutura de Transportes da Bahia (Derba), autarquia vinculada à Secretaria Estadual de Infra-estrutura (Seinfra) saiu na frente e adquiriu, em maio do ano passado, 25 bafômetros. A iniciativa tinha como objetivo coibir os acidentes ocasionados pela combinação perigosa do álcool e direção.

Com a finalidade de se adequar às exigências da lei seca, o órgão enviou os aparelhos ao Instituto Baiano de Metrologia e Qualidade (Ibametro), para serem recalibrados, já tendo recebido de volta 18 e os sete restantes serão incorporados ao patrimônio da autarquia na próxima semana.

De acordo com o diretor de Logística do órgão, José Carlos Rodrigues, os equipamentos aferidos foram destinados ao 1º Batalhão de PRE, em Águas Claras, e os demais serão doados para Companhia Independente da Polícia Militar de Itabuna. “Assim estaremos aptos a fiscalizar toda malha rodoviária do estado e contribuir para a redução no número de acidentes de trânsito”, disse.

Os equipamentos, que custaram ao Estado R$ 367,3 mil, já vinham sendo utilizados em blitzen esporádicas realizadas pelo Derba, em parceria com a Polícia Rodoviária Estadual (PRE) há mais de um ano. Agora, o órgão vai ampliar as fiscalizações, conforme ocorre nos demais estados.

Com isso, os bafômetros terão uma margem de tolerância de 0,2 mg de álcool por litro de ar expelido, ou seja, o equivalente a um copo de chope. Em caso de margem superior a esta, o motorista é penalizado com multa de R$ 955 e suspensão de habilitação. Em alguns casos, o condutor poderá também responder criminalmente.

Os equipamentos são submetidos a testes previstos e regulamentados pela portaria 006, de janeiro de 2002, do Inmetro. A verificação tem validade de um ano. Terminado o prazo, o instrumento precisa ser submetido à nova verificação metrológica, que deve ser repetida anualmente ou sempre que tiver sofrido algum reparo. Cabe ao detentor do etilômetro (Polícia Rodoviária, prefeituras ou empresas privadas que precisam controlar seus motoristas) encaminhar os aparelhos ao Ibametro.

kas/is

2008-07-20

Irecê incluída nos projetos de pesquisa para o estado sob avaliação da EBDA

Discutir a programação de pesquisa 2008/2009 para o estado é o objetivo da reunião que a Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola (EBDA), da Secretaria da Agricultura (Seagri), realizou até sexta-feira (18) no seu centro de treinamento, em Itapuã.

O evento envolveu 65 pesquisadores de 14 gerências regionais, da sede da empresa e da Central de Laboratórios da Agropecuária (CLA), em Salvador.

As gerências de Feira de Santana, Jacobina, Vitória da Conquista, Teixeira de Freitas, Ribeira do Pombal, Irecê, Caetité, Itaberaba, Itabuna, Barreiras, Jequié, Cruz das Almas, Alagoinhas e Juazeiro foram selecionadas, por terem trabalhos de pesquisa implantados ou por terem potencial para a execução de novos projetos nas áreas de agroecologia, energia renovável, desenvolvimento sustentável e sistemas de produção.

ras/om

Sítios arqueológicos em Paulo Afonso viram museu a céu aberto

Mais de 100 sítios arqueológicos da região do cânion do São Francisco, em Paulo Afonso, com pinturas rupestres datadas de 9 mil anos, vão ser protegidos pelo Museu a Céu Aberto de Artes Rupestres, criado em parceria pela Secretaria do Meio Ambiente (Sema) e Universidade do Estado da Bahia (Uneb).

O projeto do museu vai ser apresentado à comunidade e autoridades quinta-feira (17), às 15h, na Uneb, em Paulo Afonso, durante o evento em comemoração pelo cinqüentenário do município.

As artes rupestres, sinais e figuras pintados pelos homens primitivos em rochas e paredes de cavernas, estão gravadas em rochedos graníticos do sertão baiano. “Desde 1950, são alvo da ação da população, que quebrava o granito para a produção e venda de paralelepípedo e brita, destruindo nossa memória, sem nem ao menos conhecê-la”, disse o diretor do Departamento de Educação do Campus VIII da Uneb, Juracy Marques.

Além de barrar a destruição do acervo, a iniciativa visa implantar atividades turísticas no local, garantindo renda para a comunidade, que antes sobrevivia da extração do minério. A proposta é instalar, inicialmente, 10 passarelas em diferentes áreas-piloto, a fim de que visitantes e pesquisadores tenham acesso aos sítios, preservando as gravuras.

As passarelas serão de madeira certificada, um padrão exigido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). “Aos visitantes será cobrada uma pequena taxa para garantir renda à comunidade”, explicou Marques. Ele disse ainda que a extração de granito está paralisada devido a uma ação do Ministério Público Federal.

Memória cultural

Grafismos puros, que lembram sinais geométricos como círculos, semicírculos, linhas paralelas e entrecruzadas, representam a relevância histórica dos sítios, segundo Cleonice Vergne, arqueóloga do Centro de Arqueologia e Antropologia de Paulo Afonso (Caapa/Uneb). “Na região, não há incidência de figuras reconhecíveis em uma área ampla. O próximo passo é descobrir por que nesse espaço há a preferência apenas pelo grafismo puro”, disse.

Para ela, a construção do museu permitirá também o acesso das pessoas a um pouco da história tradicional do Nordeste. “Nossa proposta é dar à sociedade um retorno, para que ela se aproprie do seu patrimônio”, afirmou. Haverá ações educativas para crianças, jovens e adultos da região, sobre a herança de negros quilombolas, homens pré-históricos do Baixo São Francisco e de comunidades de fundo de pasto.

“Estas são provas documentais da presença humana pré-colonial que permitem estudar a identidade brasileira dos que viveram em nosso território há pelo menos 9 mil anos”, destacou Marques. Ainda segundo ele, cerca de 50 sítios foram completamente destruídos. As principais localidades de ocorrência são os povoados de Rio do Sal, Lagoas das Pedras, Mão Direita e Malhada Grande.


mas/om

Arquivo


Teste sua Memória