2008-06-07

Prêmio para a Bahia no encerramento do 17 º Congresso de Apicultura em Minas Gerais

Um prêmio concedido pela Confederação Brasileira de Apicultura (CBA), marcou a participação da Secretaria de Agricultura, Irrigação e Reforma Agrária (Seagri), durante a cerimônia de encerramento do 17º Congresso de Apicultura, na quarta-feira (4), na Superagro 2008, em Belo Horizonte.

O prêmio foi entregue pela adesão e o nível de execução do Programa Nacional de Georreferenciamento (PNGEO) na Bahia executado pela Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola (EBDA).

O programa tem por objetivo garantir a rastreabilidade dos produtos apícolas oriundos da agricultura familiar, que são monitorados desde a produção até a comercialização. De acordo com coordenador do Programa de Geotecnologias da EBDA, Edvaldo Oliveira dos Santos, o georreferenciamento é importante para garantir a qualidade do produto a ser comercializado e o fortalecimento da cadeia produtiva do mel.

Participação

Além do estande onde estão sendo expostos e comercializados produtos de associações e cooperativas de pequenos agricultores, foram apresentados trabalhos sobre experiências realizadas na Bahia. Ao todo estão participando do evento cerca de 300 pessoas entre apicultores e técnicos da EBDA e Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab).

A Adab realiza ações de inspeção nas propriedades de produção apícola. Técnicos da agência realizam o cadastramento dessas propriedades, o que irá assegurar às casas de mel produtos de maior aceitação no mercado e aos consumidores mel de qualidade com Inspeção Estadual ou Federal, SIE e SIF respectivamente.




Potencial
A Bahia detém um grande potencial apícola em praticamente todo o seu território, desde as regiões litorânea e agreste até o semi-árido. Devido à elevada diversidade de plantas produtoras de néctar (nectaríferas), de pólen (poliníferas) e às condições climáticas favoráveis ao desenvolvimento e reprodução das abelhas, a produção de mel está presente em todo o estado.

Segundo o estudo da cadeia produtiva e dados do IBGE (2006), a Bahia é o oitavo produtor de mel do Brasil e o terceiro do Nordeste, conta com 5.800 apicultores, 185 mil colméias e uma produção média de 19 quilos/colméia por ano, sendo o município de Ribeira do Pombal, que sedia a Central de Cooperativas dos Apicultores (Cecoapi), cooperativa que reúne cerca de 2 mil apicultores, um dos principais produtores do país.

Ras/al

Inscrições abertas para bolsa de Iniciação Científica no Museu de Ciência & Tecnologia

Bolsas de iniciação científica da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb), no valor de R$ 350, serão oferecidas a estudantes da Universidade do Estado da Bahia (Uneb), por meio do Museu de Ciência & Tecnologia. Terão direito ao benefício, alunos dos cursos de Análise de Sistemas (uma), Química (duas), Museologia (uma) e Relações Públicas (duas), que estejam cursando a partir do terceiro semestre.

Interessados devem comparecer ao museu munidos do histórico escolar, comprovantes de matrícula do semestre, de residência e de conta bancária no Banco do Brasil (se possuir), cópias de RG e CPF, currículo atualizado na Plataforma Lattes, e indicativo de professor para orientação das atividades do bolsista no projeto a ser desenvolvido no museu.

De acordo com a diretoria do museu, qualquer estudante universitário pode se candidatar, mas o aluno da Uneb, em caso de empate no escore classificatório, será beneficiado. O contemplado não terá direito a nenhuma outra bolsa de iniciação, nem ter vínculo empregatício no período de um ano, enquanto durar a bolsa. Mais informações no site www.uneb.br.

eas/is

Quarenta Editais no valor de R$ 20 milhões lançados pela Secretaria da Cultura da Bahia

Recursos do Fundo de Cultura vão incentivar a produção artística em todo estado. Até final de agosto, serão lançados cerca de 40 editais - que somam R$ 20 milhões - realizados por meio de parceria entre as secretarias da Cultura (Secult) e a da Fazenda (Sefaz).

Os interessados já podem inscrever, até 21 de julho, seus projetos em cinco editais: Apoio à Curadoria e Montagem de Exposições, Edital 68+40, Apoio à Montagem de Espetáculos de Dança, Apoio à Produção de Conteúdo Digital em Música, Apoio à Montagem de Espetáculos de Teatro.

A partir do próximo dia 10 deste mês, mais nove editais estarão com inscrições abertas: Intercâmbio e Difusão Cultural, Residência Artística, Apoio a Editoras para Edição de Livros de Autores Baianos, Apoio à Edição de Livros de Poesia, Romance, Literatura Infanto-Juvenil e Contos, Apoio à Edição de Folhetos de Cordel (lançado diretamente pela Fundação Pedro Calmon), Apoio à produção de Longa-Mentragem, Apoio à produção de Curta-Metragem, Apoio à produção de Documentários e Apoio à produção de Conteúdo para TV. Ao todo, os 14 editais somam mais de R$6 milhões investidos na produção artística do estado.

Os 40 editais contemplam diversas áreas da cultura, em todas as suas dimensões - formação, pesquisa, produção, circulação, reflexão, memória. A expectativa é apoiar cerca de 400 projetos, impulsionando a produção cultural em diversos territórios de identidade da Bahia.

Com a abertura das inscrições, a Secult amplia um modelo testado, no ano passado, pela Fundação Cultural do Estado (Funceb), unidade da secretaria responsável por desenvolver e implementar políticas públicas para as linguagens artísticas.

Vantagens

Em 2007, a Funceb lançou 23 editais, que contemplaram 155 projetos, envolvendo cerca de R$2 milhões. A idéia, agora, é estender o uso desse instrumento de apoio para todas as áreas de atuação da Secult, dobrando o número de seleções públicas e aumentando em 10 vezes o volume de recursos investidos na cultura por meio de editais.

“Em vez de R$2 milhões, serão R$20 milhões para apoio à produção cultural realizando editais públicos para todas as áreas, o que envolve, além das linguagens artísticas, audiovisual e radiodifusão, literatura e memória, patrimônio e museus”, ressalta Carmen Lima, diretora do Fundo de Cultura.

Ela explica que uma das principais vantagens dos editais é o maior foco na hora de escolher os projetos. “Podemos analisar todas as propostas de perfis semelhantes juntas, além de contar com comissões de avaliação específicas para cada seleção”, observa.

Lançados agora pelo Fundo de Cultura, os editais para linguagens artísticas vão contemplar um número maior de projetos, e com valores mais altos, atendendo a uma das principais demandas dos produtores culturais. “O objetivo é atender desde as produções menores até as de maior porte”, destaca Gisele Nussbaumer, diretora da Fundação Cultural.

Projetos para montagem de espetáculos de teatro e dança, por exemplo, poderão contar com o apoio de até R$100 mil – antes, o máximo era R$50 mil para dança e R$60 mil para teatro. Uma outra mudança importante é que não haverá mais o desconto de 27,5% correspondente ao imposto retido na fonte, já que o apoio agora se caracteriza como um convênio e não mais como contrato de prestação de serviços.

Um segundo pacote de editais tem lançamento previsto para 26 de junho. Nesta data, deverão ser abertas seleções públicas para apoio a projetos nas seguintes áreas: Intervenções Urbanas, Cultura e Direitos Humanos, Artes Circenses, Projetos Artísticos e Educativos, Desenvolvimento Literário, Apoio a Ações de fomento à Leitura, Apoio a Bibliotecas Comunitárias, Projetos Especiais Territórios de Identidade, Apoio a iniciativas em Cultura Digital, Apoio a Museus, Elaboração de projeto de Patrimônio, Desenvolvimento de Roteiros, Programa radiofônico de poesia, Programa radiofônico infantil, Programa radiofônico de música independente.

As últimas seleções públicas serão abertas até o final de agosto. Entre eles, estão, Circulação de Espetáculos, Jogos Eletrônicos, Apoio a Concertos, Cultura Popular, Capoeira e Artes, Publicação de periódicos, Cultura e Juventude.

Democracia e transparência


O uso de editais como mecanismo de apoio direto à produção cultural é uma marca da atual gestão da cultura no Estado, já que se trata de um instrumento democrático e transparente, que possibilita processos menos burocráticos de seleção e maior foco no investimento dos recursos públicos, tendo em vista o desenvolvimento cultural.

No Brasil, nos últimos cinco anos, o volume de recursos públicos aplicados em cultura via edital aumentou em dez vezes, passando de R$22 milhões, em 2002, para R$216 milhões, em 2007, segundo dados do Observatório de Editais, do Ministério da Cultura.

O montante do investimento realizado em cultura, por meio de editais, tem sido crescente também na iniciativa privada. Segundo Alfredo Manevy, secretário de Políticas Culturais do Ministério da Cultura, nos últimos dois anos, as empresas privadas aumentaram em 36% o uso de editais em seus patrocínios.

Com um orçamento, em 2008, de R$33 milhões, a expectativa é de que 60% dos recursos do Fundo de Cultura sejam aplicados na realização de editais e 25% do apoio a projetos enviados por demanda espontânea. Os outros 15% são destinados aos contratos de manutenção de instituições artísticas.

De acordo com Carmen Lima, desde 2007, o Fundo de Cultura vem passando por reformulações que visam democratizar o acesso aos recursos do Estado para fomento direto – sem necessidade de captação de patrocínio – à produção cultural. Até 2006, explica, o Fundo atendia apenas a 40 projetos, sendo a maior parte contratos de manutenção de algumas poucas instituições culturais e atividades propostas pela própria Secretaria, por meio de suas unidades.

“Reestruturamos as regras de apoio, os projetos da Secult foram incorporados ao orçamento e ampliamos a divulgação do Fundo de Cultura, que era quase desconhecido”, enumera, destacando que o objetivo é “utilizar esse mecanismo de fomento como uma alavanca para o desenvolvimento da cultura no Estado”. Os formulários de inscrição podem ser baixados no site da Secult (www.cultura.ba.gov.br), onde podem ser obtidas mais informações, ou no site do Irdeb (www.irdeb.ba.gov.br).

cas/is

Inscrições para Mestrado em História pela Uneb vão até o dia 10 de junho

O Programa de Pós-Graduação em História Regional e Local da Universidade do Estado da Bahia (Uneb) está com inscrições abertas, até dia 10 de junho, para o processo seletivo de Aluno Regular 2008.2.

O programa oferta 13 vagas para o mestrado. As inscrições têm taxa de R$ 90 e estão sendo efetuadas, nos dias úteis, das 14 às 17h, na secretaria do PPGHIS, que fica localizada no Campus V da Uneb, em Santo Antônio de Jesus.

O curso foi estruturado em duas linhas de pesquisa: Estudos Regionais: Campo e Cidade; e Estudos sobre Trajetórias de Populações Afro-brasileiras. O mestrado, que é gratuito e pode ser concluído em 24 meses, destina 40% das vagas para negros e 5% para índios, conforme resolução do Conselho Superior (Consu) da universidade.

O resultado do processo seletivo será conhecido no dia 31 de julho, no site do programa e na secretaria do curso. A matrícula será realizada no período de 4 a 8 de agosto, no mesmo local e horário das inscrições. Mais informações no site www.uneb.br


Eas/al

Leilão Público promovido pelo Governo da Bahia recebe visitação até o dia 12

Até o próximo dia 12, o Governo do Estado está com visitação aberta aos 59 lotes do segundo leilão a ser realizado neste ano. São móveis diversos, veículos e sucatas de veículos distribuídos por quatro municípios: Salvador, Paulo Afonso, Itaberaba e Irecê. A previsão inicial de arrecadação para o Tesouro Estadual é de cerca de R$ 69 mil. O leilão acontece no próximo dia 13, às 9h30, no Departamento de Apoio Logístico da Polícia Militar (antigo 5º Batalhão), localizado na 5ª Avenida, nº 590, Centro Administrativo da Bahia (CAB).

Os interessados podem conferir os bens das 9h às 17h, nos seguintes locais: no Almoxarifado Central do Estado, Rua Carlos Brandão da Silva, Mata Escura - Salvador; no 20º Batalhão da Polícia Militar, Rua da Providência, s/nº Perpétuo Socorro - Paulo Afonso; no 11º Batalhão da Polícia Militar, Av. Luis Viana Filho, s/nº, Caititu – Itaberaba; e no 7º Batalhão da Polícia Militar, Rua Fundação Bradesco, s/nº, Antigo CSU - Irecê.

O edital pode ser acessado no site www.comprasnet.ba.gov.br ou retirado no Sistema de Atendimento ao Fornecedor (SAF), no pavimento térreo da Secretaria da Administração (Saeb), no Centro Administrativo da Bahia (CAB), ou ainda através dos telefones (71) 3115-3191 e (71) 3306-3933. Para participar, os interessados devem entregar, antes do ato alienatório, cópias dos seguintes documentos: identidade, CPF e comprovante de residência, ou no caso de pessoa jurídica, o cartão do CNPJ.

O lote mais caro é uma camionete Ranger, 2004, avaliada em R$ 5 mil, que pode ser visitada no Almoxarifado Central. Já o mais barato, de R$ 300, é composto por diversos móveis e está disponível no 11º Batalhão da Polícia Militar, em Itaberaba. O primeiro leilão de 2008, realizado no mês de março, arrecadou um montante de R$ 1,5 milhão para os cofres estaduais com a venda de móveis, automóveis, material de informática e sucatas ferrosas e de veículos. Todos os 206 lotes colocados à disputa foram vendidos.


Aas/al

2008-06-06

Encontro Setorial de Dança e Música acontece em Paulo Afonso, na sexta-feira (6)

Nesta sexta-feira (6), a Fundação Cultural do Estado, vinculada à Secretaria de Cultura, promove um Encontro Setorial de Dança e Música em Paulo Afonso, Nordeste do estado. O evento, aberto ao público, acontece às 19h, na Casa da Cultura, com o propósito de reunir a classe artística local para debater a atual situação das duas linguagens no interior da Bahia.

Na pauta, a apresentação dos resultados das ações empreendidas pela Fundação em prol da Dança e da Música, bem como a discussão das perspectivas para este ano nestes segmentos. Os diretores destas duas linguagens estarão presentes para debater com o público, apresentar propostas e esclarecer dúvidas sobre editais.

A expectativa é promover um momento de interação entre a classe artística e a Fundação, através do diálogo, a fim de que sejam expostas questões, opiniões e sugestões para melhoria nas políticas para a Dança e a Música no Estado.


Cas/af

Salvador Bahia entra na disputa para sediar jogos da Copa 2014

A Bahia mantém-se na disputa para que Salvador seja uma das cidades subsedes da Copa do Mundo de 2014. E para isso o Governo do Estado vem trabalhando, seja em busca de uma nova concepção de uso para a Fonte Nova e área em seu entorno, ou pelo anúncio de grandes investimentos de infra-estrutura para a capital baiana, como a construção da Via Expressa Baía de Todos os Santos – que ligará a BR-324 ao Porto de Salvador –, implementação do Complexo Viário 2 de Julho, nas imediações do aeroporto internacional, além da conclusão das obras da primeira etapa do metrô.

A informação, do secretário estadual de Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, Nilton Vasconcelos, foi dada em audiência pública promovida pela Comissão de Infra-estrutura, Desenvolvimento Econômico e Turismo da Assembléia Legislativa, “A realização da Copa do Mundo 2014 no Brasil – Perspectivas da Fonte Nova”.

O secretário iniciou sua participação no debate lembrando aos deputados que a definição das cidades subsedes é de única responsabilidade do Comitê Organizador da Copa, ligado à Fifa, que tem até março de 2009 para fazer o anúncio das cidades brasileiras escolhidas para realizar os jogos. A observação do secretário foi em resposta a questionamento feito pelos parlamentares e também pelo Sindicato da Arquitetura e Engenharia da Bahia (Sinaenco) sobre o fato de Salvador não estar na relação das cidades brasileiras em que o Ministério do Turismo anunciou investimentos em mobilidade urbana.

Fonte Nova

Em relação ao futuro da Fonte Nova, o secretário disse que o governo aguarda o resultado do trabalho das sete empresas autorizadas pelo estado a desenvolver estudos preliminares que servirão de subsídios para o novo modelo institucional, regime de gestão e de operação para o equipamento esportivo e para a área circunvizinha. “No entanto, posso adiantar que a implantação da nova Fonte Nova relaciona-se diretamente com a realização da Copa 2014. Por isso, temos que levar em consideração todas as exigências feitas pela Fifa para equipamentos desse porte, onde o conforto e a segurança do torcedor são prioridades”, destacou Vasconcelos, observando que os principais legados para um país ou cidades que sediam jogos da Copa do Mundo é o incremento turístico e sua repercussão sobre a economia urbana.

A KPMG SF; Urplan Grupo de Planejamento, Urbanismo e Arquitetura LTDA; Tecnosolo S.A.; Setepla Tecnometal Engenharia LTDA; Ernst & Young Associados e a Ponto Z Arquitetura, Paisagismo e Consultoria e o Consórcio Plurisport foram as empresas autorizadas pelo Governo da Bahia, por meio de um processo público e aberto, a elaborarem uma proposta para o estádio e área em seu entorno. Elas têm um prazo de 45 dias úteis para realizarem os estudos, cujo período para entrega será de 26 de junho a 15 de julho, considerando-se as datas em que cada empresa teve a sua autorização publicada no Diário Oficial do estado.

Apoio às vítimas – Em relação às famílias vítimas da tragédia da Fonte Nova, ocorrida em novembro do ano passado e que levou à morte sete torcedores, o secretário informou que o Governo do Estado, por meio da Sudesb, da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) e Secretaria de Administração (Saeb) continuam a prestar toda solidariedade. As famílias têm recebido do estado cesta básica e apoio para identificar os beneficiários que têm direito à pensão – a documentação de quatro famílias para recebimento do benefício já está sendo analisada por órgãos estaduais.


Tas/af

Mobilizadores para eleições nos Comitês de Bacia são capacitados pela SRH

Mais de 20 pessoas estão participando de um curso de Formação dos Agentes Mobilizadores de Comitês de Bacias Hidrográficas (CBHs), promovido pela Superintendência de Recursos Hídricos (SRH), no Hotel Golden Park, em Salvador.

O evento vai qualificá-las para repassar informações sobre o processo de instalação dos quatro novos Comitês de Bacias Hidrográficas que estão sendo formados na Bahia: O CBH do Rio Corrente, o CBH do Rio Grande, o CBH do Rio das Contas e o Comitê da Bacia Hidrográfica dos Rios baianos do Entorno do Lago de Sobradinho.

Durante dois meses, os mobilizadores que moram nas bacias hidrográficas, onde os comitês estão sendo instalados e que têm vínculos com movimentos sociais, irão visitar representantes das três esferas do poder público, usuários da água (abastecimento humano, irrigação, energia elétrica, navegação, lazer e turismo e pesca) e sociedade civil.

A idéia é disseminar informações sobre o que é um comitê e sua importância para a gestão participativa dos recursos hídricos, estimulando a participação dos segmentos interessados em todos os processos de instalação dos quatro novos Comitês.

O curso começou segunda-feira (2) com uma dinâmica de integração, quando foi apresentado um vídeo sobre a “Carta da Terra” e palestras. O diretor de Ação Regional da SRH, José Augusto Tosato, falou sobre a “Gestão de Recursos Hídricos no Brasil e na Bahia”, e a coordenadora de Estratégia e Gestão da SRH, Milene Maia, esclareceu os “Conceitos, atribuições e funcionamento dos Comitês de Bacia Hidrográfica”.

A técnica da SRH, Ângela Damasceno explicou que a mobilização social representa o envolvimento ativo do cidadão, da organização social e da empresa nos rumos e acontecimentos na sociedade. “Essas mobilizações se traduzem em pequenas e grandes ações e podem ser desempenhadas de diferentes maneiras. De forma ampla, a participação da sociedade garante um maior controle das políticas públicas. Permite o acesso aos instrumentos disponíveis no Estado”, afirmou.

A presidente do Grupo de Jovem da Passagem Dantas, na Bacia do Corrente, Joselândia de Sá, estará, a partir da próxima semana, na comunidade onde mora e na região oeste, fazendo o trabalho de campo. Ela lembrou que a comunidade faz um trabalho de proteção dos mananciais, como limpeza de canais, plantio de mata ciliar e limpeza da nascente do Riacho de Passagem Dantas. E, pelo que depender dela, vai fazer muito mais. “Quero contribuir para que as pessoas tenham mais conhecimento sobre a importância da água e convidar todo mundo para participar do comitê”.

Nesta quarta-feira (4), o curso prossegue com a caracterização das bacias hidrográficas do Contas, Corrente, Grande e Entorno do Lago de Sobradinho. Também haverá uma discussão sobre normas e procedimentos eleitorais, preenchimento de fichas de inscrição e procedimentos técnicos e administrativos.

Os Comitês de bacias fazem parte da composição dos Sistemas Nacional e Estadual de Gerenciamento dos Recursos Hídricos. Suas principais atribuições são promover o debate e a articulação das entidades que intervêm na bacia hidrográfica, aprovar o Plano de Recursos Hídricos da Bacia e acompanhar sua execução, propor critérios de isenção da obrigatoriedade dos pedidos de outorga, sugerir valores a serem cobrados pelos recursos hídricos da bacia e estabelecer seu mecanismo de cobrança.


mas/is

São João da Bahia envolve mais de 400 municípios

A maior festa regional do Brasil se aproxima. Este ano, na Bahia, o período junino chega repleto de novidades, uma vez que o governo, por meio da Secretaria de Turismo e da Bahiatursa, resolveu transformar as comemorações em mais um atrativo turístico do estado, ampliando a festa que, a cada ano, atrai um maior número de visitantes a Salvador e às cidades do interior.

Grandes atrações vão tomar conta dos 417 municípios do estado, sem faltar a fogueira na porta das casas, o forró pé-de-serra e o licorzinho para esquentar as noites frias de junho. Em alguns deles, os festejos acontecem durante quase todo o mês, sendo, por isso, de grande importância para a economia do Estado. Nesta época, hotéis, pensões e restaurantes ficam lotados, o comércio vende mais e novos empregos diretos e indiretos são gerados.

Segundo o historiador e presidente da Fundação Pedro Calmon, Ubiratan Castro, 59 anos, o “São João é uma festa de toda a Bahia. Tem o lado religioso, do grande anunciador do nascimento de Cristo - daí a tradição das fogueiras que serviam como sinalização - e a influência do mundo agrário, pois é época de colher o milho que se plantou no Dia de São José (19 de março). Por isso, as comidas típicas da festa”.

Sobre a origem da festa, ele explica que Portugal tem uma forte influência porque foram os portugueses que a trouxeram para o Brasil. Da França, veio a dança marcada que influenciou as típicas quadrilhas, com o cavalheirismo de chamar a moça para dançar de joelhos, o anarriê (dar para trás em francês). “As bombas, são para não deixar São João dormir”, afirrma.

A idéia do Governo do Estado de transformar o São João em um produto turístico internacional é considerada muito interessante, na avaliação do historiador. Para ele, com “a iniciativa de puxar festa para o turismo em todos os municípios, vai ficar mais fácil resgatar as raízes das comemorações, além de dar mais opções para o público”. Todas as informações sobre o São João da Bahia estão no site www.saojoaobahia.com.br.

uas/is

Inscrições para cursos técnicos no Centro de Educação Tecnológica até dia 6

A Secretaria Estadual da Educação (SEC) inscreve, até esta sexta-feira (6), para novas turmas de cursos técnicos no Centro de Educação Tecnológica do Estado da Bahia (Ceteb) Áureo de Oliveira Filho, em Feira de Santana, e em mais quatro unidades avançadas nos municípios de Brumado, Livramento de Nossa Senhora, Santa Maria da Vitória e Mucugê.

As cinco unidades estão oferecendo 1.490 vagas, distribuídas em 12 cursos técnicos - agropecuária, hospedagem, meio ambiente, zootecnia, eletromecânica, operações administrativas, automação industrial, mecânica automotiva, processos administrativos, mecânica industrial, edificações e informática. As inscrições, gratuitas, serão realizadas pelo site www.sec.ba.gov.br.

Só este ano, a oferta de vagas em educação profissional aumentou de 4 mil para quase 15 mil. A previsão é que sejam ofertadas 70 mil vagas até 2011. Essa ampliação é fruto de um conjunto de ações que integram o Plano Estadual de Educação Profissional.

Desenvolvido pela secretaria, por meio Superintendência de Educação Profissional (Suprof), o plano prevê capacitação de professores, qualificação dos cursos profissionalizantes e a oferta de novas vagas na área. Além do desafio de ampliar a educação profissional para o interior do estado.

A Suprof tem buscado parcerias que possam contribuir para o investimento nesta modalidade de ensino. Uma delas, por intermédio do programa Brasil Profissionalizado, do governo federal, pelo qual se pretende captar cerca de R$ 90 milhões para equipar e adequar as escolas de educação profissional.


MUNICÍPIOS, CURSOS E VAGAS


Mucugê

Técnico em Agropecuária (80 vagas)
Técnico em Hospedagem (80)

Santa Maria da Vitória

Técnico em Eletrotécnica (70)
Técnico em Agropecuária (70)
Técnico em Processos Administrativos (70)


Brumado

Técnico em Eletromecânica (80)
Técnico em Eletrotécnica (80)

Livramento de Nossa Senhora

Técnico em Operações Administrativas (80)
Técnico em Agropecuária (80)

Feira de Santana

Técnico em Automação Industrial (80)
Técnico em Mecânica Automotiva (80)
Técnico em Mecânica Industrial (160)
Técnico em Eletrotécnica (160)
Técnico em Edificações (160)
Técnico em Informática (160)


eas/is

Combate a zoonoses é tema de discussão entre Adab e Ministério da Agricultura

As estratégias de prevenção das Encefalopatias Espongiformes Transmissíveis (EET), dentre elas destaca-se a EEB, mais conhecida como 'vaca louca', serão discutidas por representantes do Ministério da Agricultura (Mapa) e especialistas em fiscalização da Agência de Defesa Agropecuária (Adab), órgão vinculado à Secretaria da Agricultura (Seagri). A reunião começou quarta-feira (4) e vai até sexta-feira (6), na Superintendência Federal da Agricultura, em Salvador.

Política sanitária de prevenção da vaca louca e sua implicação no cenário internacional, identificação de áreas de risco da doença no país serão alguns dos temas abordados. Para o diretor geral da Adab, Altair Santana, a reunião servirá como parâmetro para consolidar as informações sobre as necessidades da implementação do Plano de Prevenção da Encefalopatia Espongiforme Bovina e Vigilância da Scrapie.

A principal forma de transmissão da vaca louca para os bovinos é a ingestão de alimentos elaborados com proteínas e gorduras oriundas de animais. No ano de 1996 o Mapa proibiu o uso da proteína e de farinha de carne e ossos provenientes de ruminantes na alimentação destes animais.


Ras/al

Fundação Pedro Calmon mantêm exposição "lixo sobre tela" até o dia 13 de junho

A exposição Renascer - pintura em papel: lixo sobre tela, com palestra da artista Gina Trindade Bello, será composta por cerca de 50 quadros e ficará aberta à visitação pública até 13 de junho, no horário das 8h30 às 17h. Trata-se de uma iniciativa da Fundação Pedro Calmon.

Baiana de Piatã, na Chapada Diamantina, Gina Trindade Bello é também poetisa e compositora, com poesias publicadas em alguns jornais da sua região. Seus trabalhos já foram mostrados pela TVE, inclusive com a artista pintando ao vivo, e no Programa da TV Bahia, “Na Carona”.

Seus quadros já foram expostos na Biblioteca Pública do Estado da Bahia, Galeria Pedro Archanjo (Pelourinho), Biblioteca Pública Thales de Azevedo, Biblioteca Infantil Monteiro Lobato e Teatro Módulo. Além de outras exposições em cidades do interior da Bahia.

A artista utiliza em sua obra uma matéria-prima inusitada: o lixo. Papéis amassados e pisoteados, sujos ou não, catados nas ruas, são transformados por Gina em flores, pessoas, bichos, casas, entre outros. A inspiração começou aos nove anos quando, olhando para cima “via, na formação das nuvens, imagens produzidas pela mente criativa de uma criança”.

Mais tarde, já adulta, começou a traduzir, com o material que colhia das ruas, o que seus olhos viam nas manchas das paredes e no chão, transformando suas impressões em obra de arte. Porém, por mais que mostrasse e explicasse às pessoas, poucas conseguiam ver o mesmo que ela. Por fim, por sugestão dos filhos, passou a pintar os papéis exatamente como ela os via, nascendo, assim, a obra intitulada Pintura em papel “lixo” sobre tela”.

Ela ressalta que este trabalho não é “modelagem”, e que “não sai por aí pegando qualquer papel amassado que encontra. Somente aqueles nos quais vê alguma coisa, que possuem alguma forma.

cas/is

2008-06-05

Primeiro encontro de Agroecologia mobiliza produtores do Vale do Jiquiriçá-Bahia

Mais de 600 agricultores familiares e 200 estudantes de escolas agrotécnicas da região de Amargosa estão participando, até esta quinta-feira (5), do 1º Encontro de Agroecologia do Vale do Jiquiriçá, na Escola Agrotécnica de Amargosa, localizada a três quilômetros da sede do município.

Voltado para a construção de processos produtivos ambientalmente sustentáveis, economicamente rentáveis, e que proporcionem a inclusão social e maior segurança alimentar aos agricultores familiares do Território de Identidade Cultural do Vale do Jiquiriçá, o evento é EBDA, vinculada à Secretaria da Agricultura, Irrigação e Reforma Agrária (Seagri), em parceria com a Prefeitura Municipal de Amargosa e com o Centro Sapucaia - entidade ambientalista da região Com 21 municípios, o território Vale do Jiquiriçá possui um grande contingente de agricultores familiares que trabalha com culturas extrativistas como o dendê, feijão e a mandioca. Hoje, com apoio de órgãos governamentais vem desenvolvendo outras atividades agrícolas visando à diversificação de culturas, com sustentabilidade, como opção de renda complementar e conseqüente melhoria de qualidade de vida.

Durante o encontro haverá 21 atividades diárias, entre oficinas e mini-cursos. A EBDA montou um estande, onde expõe os produtos regionais da agricultura familiar, como os utilizados na alimentação animal (silo, feno, sorgo, cana), promovendo demonstrações práticas e distribuindo publicações técnicas-científicas sobre as principais culturas exploradas na região.

No encerramento, dia 5, em comemoração ao Dia Internacional do Meio Ambiente, será realizado um ato público com todos os participantes, na sede do município, contando com o apoio do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) e dos sindicatos de trabalhadores da região.

ras/is

Primeira indústria de pólen do Nordeste será em Canavieiras-Bahia

A Bahia vai sediar a primeira indústria de pólen do Nordeste e segunda do Brasil. O projeto terá um investimento de R$ 72,38 mil e terá sede no município de Canavieiras, maior produtor do estado.

O anúncio da implantação da fábrica, resultado da parceira entre a Secretaria Agricultura (Seagri), por intermédio da Superintendência da Agricultura familiar da Seagri (Suaf), e a Associação Canavieirense de Apicultores (Acapi) foi feito segunda-feira (2) durante o 17º Congresso Brasileiro de Apicultura, que segue até o próximo sábado (8) na Expominas, em Belo Horizonte.

“A meta do Governo da Bahia é inserir 10 mil apicultores no estado e, para isso, estamos promovendo o cadastramento para estudo da cadeia produtiva do mel, apoiando projetos e iniciativas de incremento da produção”, declarou o superintendente da Agricultura Familiar, Ailton Florêncio.

No ranking nacional, a Bahia está em segundo lugar na produção de pólen, posicionando-se logo depois de Santa Catarina. O município de Canavieiras, além de ser o maior produtor e o pioneiro na produção, se destaca em relação à freqüência no período de fabricação que vai do mês de janeiro a dezembro, tendo como florada principal as palmáceas, inclusive a palmeira de dendê, camaçari e cajá.

O município, onde será instalada a fabrica, também alcançou recorde mensal de produção média de pólen por colméia, com a marca de 48 quilos. Uma variação significativa, quando comparada ao último número que pertencia ao Rio Grande do Sul, 900 gramas.

Atualmente a Bahia abastece o seu próprio território e exporta o pólen para São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, existindo demanda para os estados de Goiás, Rio Grande do Sul e Distrito Federal, com contrato de fornecimento contínuo tendo como exigência do Selo de Inspeção Federal (SIF).

Inserção

Para garantir a inserção desses apicultores no mercado brasileiro e internacional, além de planejar o desenvolvimento da cadeia apícola, a Seagri ainda desenvolve um trabalho pioneiro de cadastramento e inspeção dessas unidades de beneficiamento garantidos pela Agência de defesa Agropecuária da Bahia (Adab).

Para a especialista em apicultura da Seagri, Marivanda Eloy, que representou a Seagri no congresso, a indústria de pólen vai agregar valor ao produto e ampliar a renda dos pequenos produtores, que trabalham, quase sempre na clandestinidade. “Ao diminuir a informalidade, garantimos a esses apicultores um produto de maior qualidade e aceitação, com preço justo e incremento na renda”, declarou.

Marivanda também acrescentou que o preço do pólen varia nas diversas formas de comercialização. No atacado, o quilo do produto processado vai de R$ 25,00 a R$ 40,00. No varejo, é cotado entre R$ 30,00 e R$ 150,00. “Em Canavieiras, o pólen é comercializado no atacado por indisponibilidade de oferta no varejo, perdendo desta forma esta fatia do mercado”.

Congresso

É expressiva a participação da Bahia no 17º Congresso Brasileiro de Apicultura, que acontece em paralelo à 3ª Feira de Meliponicultura, em Belo Horizonte. Um total de 215 pessoas, entre apicultores e especialistas, seguiram em quatro caravanas e representaram 84 municípios do estado. Durante as duas últimas edições do evento, a Bahia foi premiada como melhor caravana e caravana mais animada, além de ganhar concursos importantes de mel, pólen e rótulo. A expectativa é que até o encerramento cerca de três mil pessoas visitam o congresso de apicultura.

Ras/al

Universidade de Feira de Santana extingue a taxa do diploma

A partir de agora, os formandos da graduação e pós-graduação da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) não pagarão qualquer taxa para o recebimento do diploma.

A resolução do Conselho de Administração da Instituição (Consad) foi assinada pelo reitor José Carlos Barreto e pelo presidente do Conselho, o secretário da Educação Adeum Hilário Sauer.

A decisão atende a reivindicações da comunidade e está alinhada a decisões judiciais adotadas em diversos estados brasileiros.


Eas/al

Alunos baianos premiados na área de negócios internacionais

A conquista do mercado internacional só é possível com a preparação técnica apropriada para superar os desafios que o comércio exterior impõe. É no que acredita o Promo - Centro Internacional de Negócios da Bahia, vinculado à Secretaria da Indústria, Comércio e Mineração, quando desenvolveu o Programa Campeonato de Negócios Internacionais.

O Promo entregará à equipe da Unifacs, quarta-feira (4), às 16h30, em sua sede (Av. Tancredo Neves, 776. Bloco A, 2º andar, Pituba), os prêmios dos vencedores - cinco computadores oferecidos pela Netgate e um estágio na empresa Logtrade.

Realizado entre os dias 22 e 25 de abril deste ano, o campeonato reuniu vinte estudantes de instituições de ensino superior dos cursos de comércio exterior, relações internacionais e negócios internacionais. O objetivo foi proporcionar aos estudantes a aplicação, de forma prática, dos conhecimentos adquiridos nas faculdades.

O campeonato foi realizado por meio do software Shadow Manager, desenvolvido na Université Paris 8. Os concorrentes desenvolveram ações necessárias para se concretizar uma operação de exportação. O professor francês, Fernando Acosta, conduziu a simulação, destacando a qualidade dos alunos baianos na área internacional.

O superintendente do Promo, Ricardo Saback, ressalta a qualidade dos alunos baianos, que surpreenderam o professor com respostas rápidas e inteligentes. Segundo Saback, a idéia do Promo é elaborar e colocar em prática ainda em 2008 um programa de capacitação utilizando o software.

ias/is

2008-06-04

Embalagens de agrotóxicos são recolhidas através de campanha em Sobradinho

O pequeno agricultor Aderino Rodrigues Lopes, 66 anos, percorreu 15 quilômetros de bicicleta da zona rural até o povoado de Malhadinha, distrito de Remanso, a 720 quilômetros de Salvador, para devolver as embalagens vazias de agrotóxicos, usados como defensivo agrícola na produção de mandioca, melancia e milho. Ele sabe dos riscos que as embalagens podem acarretar à saúde da sua família e resolveu não queimar ou jogar a céu aberto, um problema histórico na região.

Aderino e mais de 30 pequenos produtores ajudaram o Governo do Estado a recolher, na Semana do Meio Ambiente, duzentos quilos de recipientes vazios de agrotóxicos. “Eu já usei as embalagens do veneno pra várias coisas, só que minha neta começou a ficar doente e eu fiquei preocupado”, admitiu. Ele desconfiou que a menina poderia estar intoxicada. “Hoje eu coloco num saco e penduro lá em cima da árvore, no quintal de casa, pra ela não pegar”, contou.

A iniciativa do produtor ainda não está correta. Por isso, uma equipe de técnicos dos governos municipal, estadual e federal está percorrendo a zona rural da região, a fim de sensibilizar os pequenos agricultores sobre a importância da destinação correta dos recipientes.

A campanha itinerante integra as atividades da Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado nesta quinta-feira (5). A mesma atividade percorre a região de Casa Nova, nesta terça-feira (3), e Sobradinho, quarta (4).

As embalagens foram levadas ao posto de recolhimento de Remanso, construído pela Semarh e incorporado ao programa Campo Limpo, da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), que mantém sete centrais e quatro postos de recolhimento na Bahia, em parceria com o Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias (Inpev).

De acordo com a legislação federal 7.802 de 1989, compete ao fabricante de agrotóxico providenciar o recolhimento e dar a destinação final adequada às embalagens devolvidas às unidades de recebimento. O agricultor é responsável por transportar e devolver os recipientes vazios com tampa e rótulo à unidade de recebimento indicada na nota fiscal.

De acordo com a coordenadora do Programa de Desenvolvimento do Entorno do Lago do Sobradinho, Clélia Maria Vasconcelos, a campanha pretende conscientizar os pequenos produtores da região do Vale do São Francisco a reduzir o consumo de agrotóxico e que, após o uso, seja feita a tríplice lavagem e a entrega das embalagens nas centrais de recolhimento. “A iniciativa é mais uma ação do Estado para revitalizar o Rio São Francisco, já que muitas pessoas deixam os recipientes às margens do rio, contaminando a água e o solo”, justificou.

Segundo o coordenador do projeto Campo Limpo da Adab, Raimundo Ribeiro dos Santos, a dificuldade de locomoção, associada à distância, compromete a devolução das embalagens. ”Não temos problemas com a devolução dos recipientes dos médios e grandes produtores, porque estão mais acessíveis a meios de transporte”.

mas/is

Inscrições para Conferência de Comunicação já somam 600

As plenárias regionais que vão anteceder a 1ª Conferência de Comunicação Social da Bahia já contabilizam 600 pessoas inscritas em todo o estado. O número é expressivo, já que as inscrições foram abertas há menos de uma semana. “A boa resposta do público superou as nossas expectativas”, comenta Edson Valadares, coordenador de Relações Sociais da Assessoria Geral de Comunicação do Governo (Agecom), uma das entidades que integram o Grupo de Trabalho que organiza o evento.

A procura por inscrições tende a se acirrar ainda mais a partir de agora, com uma distribuição mais intensa do material de divulgação (folhetos explicativos e cartazes) e anúncios em emissoras de rádio. O público tem, sobretudo, acessado a internet para fazer a inscrição, no portal do Governo do Estado – www.comunicacao.ba.gov.br, onde está disponível toda a programação do evento e das plenárias.

As plenárias territoriais vão acontecer nas cidades pólo dos oito territórios de identidade do estado da Bahia – Eunápolis (07/06), Ilhéus/Itabuna (08/06), Vitória da Conquista (14/06), Barreiras (05/07), Irecê (12/07), Juazeiro (19/07), Salvador (26/07) e Feira de Santana (27/07). Ao se inscrever, o participante escolhe um dos quatro eixos temáticos de discussão: comunicação e desenvolvimento territorial, políticas públicas de comunicação, comunicação e educação ou cidadania e novas tecnologias.

Além da internet, as inscrições podem ser feitas nos locais onde ocorrerão as plenárias regionais: colégios Modelo de Eunápolis e Juazeiro, Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) em Ilhéus, Universidade do Sudoeste da Bahia (Uesb) em Vitória da Conquista, Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) em Feira, e nos campi da Universidade do Estado da Bahia (Uneb) em Barreiras, Irecê e Salvador.

Na conferência propriamente dita, que acontece entre os dias 14 e 16 de agosto em Salvador (Hotel Bahia Sol, Patamares), serão aprofundados os temas debatidos nas plenárias. Voltado para profissionais da área de comunicação, estudantes, professores, pesquisadores, comunicadores comunitários e assessores, o evento vai discutir a importância da formulação de políticas públicas para a formação da cidadania e o desenvolvimento local, além da comunicação como fator de inclusão social e do acesso às novas mídias, internet, televisão e rádios comunitárias.

Satélite e videoconferência

Um debate, com transmissão via satélite para todo o país e para 36 salas de videoconferência da Secretaria de Educação, em todo o estado, lança a 1ª Conferência de Comunicação Social da Bahia, nesta quarta-feira (4), no auditório do Irdeb, bairro da Federação, em Salvador. A programação começa às 9h e também poderá ser assistida no site www.conferencia.comunicacao.ba.gov.br.

Portadores de deficiência auditiva poderão acompanhar a transmissão. Uma intérprete vai traduzir as informações em forma de sinais de libras, linguagem utilizada para comunicação de quem tem surdez. A platéia e os internautas poderão fazer perguntas aos palestrantes.

No lançamento, o tema central é “O direito à comunicação” com debates entre o secretário executivo de Comunicação Social da Presidência da República, Ottoni Fernandes Júnior, a diretora do Coletivo Brasil de Comunicação social (Intervozes), Bia Barbosa, membro do Fórum pela Democratização da Comunicação, Berenice Mendes, e o presidente da Comissão de Ciência e Tecnologia da Câmara Federal, deputado Walter Pinheiro.

A 1ª Conferência de Comunicação Social da Bahia é promovida pela Assessoria Geral de Comunicação Social (Agecom) do Governo do Estado; Associação Baiana de Imprensa (ABI); Associação Brasileira de Rádios Comunitárias (Abraço); Cipó; CUT; Faculdade de Comunicação da Ufba; Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC); Irdeb; Intervozes; Sindicatos dos Jornalistas (Sinjorba), Radialistas e Publicitários (Sinterp), dos Estabelecimentos de Ensino Privado (Sinepe); e Uneb.

Vdf/af

I Conferência de Comunicação Social é uma iniciativa pioneira da Bahia

Um grande evento marca o lançamento da I Conferência de Comunicação Social da Bahia nesta quarta-feira(3), no auditório do Irdeb, bairro da Federação, em Salvador. A programação será iniciada às 9 horas da manhã, com transmissão via satélite(ver quadro abaixo) e para 36 salas de videoconferência da Secretaria de Educação, em todo o estado. O público poderá acompanhar também pelo site de comunicação do governo da Bahia: http://www.comunicacao.ba.gov.br, com direito a participação pelo telefones 0800-71-5250 e 71-3116-7433.

A Conferência, primeira do gênero em todo o país, será realizada nos dias 14, 15 e 16 de agosto, no Hotel Sol Bahia, em Paramares, Salvador. Antes, oito plenárias regionais, representando todos os territórios baianos, vão recolher as sugestões da sociedade, profissionais, pesquisadores, sindicalistas, empresários, integrantes de movimentos sociais e estudantes da área de comunicação para a formatação de políticas públicas no setor.

As plenárias são resultado de um amplo debate entre o governo da Bahia e o área de comunicação no estado, bem como a sociedade e movimentos sociais que se interessam pelo tema. Mais informações e inscrições, no link: http://www.comunicacao.ba.gov.br/conteudo/paginas/conferencia. Os participantes receberão certificado.

Inclusão e interação

A transmissão vai garantir também que portadores de deficiência auditiva acompanhem toda a programação. Uma intérprete de libras será o recurso utilizado para traduzir todas as informações em forma de sinais da linguagem utilizada para comunicação de quem tem surdez.

O público da platéia e o internauta poderão fazer perguntas aos palestrantes. O encontro será mediado pelo jornalista e radialista Ernesto Marques, coordenador executivo da Agecom. No lançamento, o tema central é “O direito à comunicação” com debates entre o secretário executivo de Comunicação Social da Presidência da República, Ottoni Fernandes Júnior, a diretora do Coletivo Brasil de Comunicação Social(Intervozes), Bia Barbosa, membro do Fórum pela Democratização da Comunicação, Berenice Mendes, e o presidente da comissão de Ciência e Tecnologia da Câmara dos Deputados, deputado federal, Walter Pinheiro.

Calendário e outras informações


Territórios de Identidade (escolha a sede para se inscrever)

Extremo Sul
Eunapólis
7/06/08
Colégio Modelo

Litoral Sul, Baixo Sul e Médio Rio de Contas.
Ilhéus/Itabuna
8/06/08
UESC

Vitória da Conquista, Bacia de Paramirim, Sertão Produtivo, Itapetinga
Vitória da Conquista
14/06/08
UESB

Oeste Baiano, Bacia do Rio Corrente e Velho Chico
Barreiras
05/07/08
UNEB

Irecê, Chapada Diamantina e Piemonte da Diamantina
Irecê
12/07/08
UNEB

Sertão do São Francisco, Piemonte de Itapicuru, Itaparica e Semi-Árido Nordeste II
Juazeiro
19/07/08
Colégio Modelo

RMS e Recôncavo.
Salvador
26/07/08
UNEB

Portal do Sertão, Sisal, Bacia do Jacuipe, Piemonte Paraguaçu, Vale Jequiriça, Agreste de Alagoinhas e Litoral Norte
Feira de Santana
27/07/08
UEFS


As inscrições podem ser feitas no endereço eletrônico http://www.comunicacao.ba.gov.br/conteudo/paginas/fale-conosco ou nos locais onde ocorrerão as plenárias regionais da 1ª Conferência de Comunicação Social da Bahia.

Maiores informações pelo e-mail conferencia@agecom.ba.gov.br e fone 3115 – 6025.

Serviço

O que:
Debate de Lançamento da I Conferência Estadual de Comunicação Social
Local:
Auditório do IRDEB –- Federação , Salvador, BA
Dia:
04 de junho de 2008
Horário:
09:00 h às 11:00 h

Site: http://www.comunicacao.ba.gov.br
E-mail: faleconosco@agecom.ba.gov.br
Telefone: 0800-71-5250
Fax: 71-3116-7433

Transmissão via Satélite(*)

Satélite B1
transponder 6A2,
polarização horizontal,
freqüência: 3930 Mhz (banda C) digital
1220Mhz (banda L) na analógica

Ufba e Governo se juntam em defesa do meio ambiente

Com a intenção de disseminar o conceito de consumo consciente, para a consolidação de uma consciência ambiental na sociedade, a Universidade Federal da Bahia lançou, segunda-feira (2), no auditório da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb), o projeto Ufba Ecológica.

Após o lançamento, houve a assinatura do convênio de cooperação técnico-científica entre a Fundação France Libertés, Worldwatch Institute (WWI), Universidade Livre da Mata Atlântica (UMA) e Governo do Estado.

O projeto foi estruturado em duas vertentes, Ufba Consciente e Século 21. A primeira vai estimular todos os membros da comunidade universitária, para a racionalização do uso de recursos naturais e insumos em geral, além de promover técnicas de produção mais limpas.

Em paralelo, o Século 21 realizará ações de alcance da população, como promoção de cursos e seminários, para formação de uma visão crítica das questões ambientais atuais. Tais atividades deverão incentivar o conhecimento das técnicas de desenvolvimento sustentável e ecologia industrial.

O evento contou com a participação da presidente da fundação France Libertés e ex-primeira-dama da França, Danielle Mitterrand, do reitor da Ufba Naomar e do secretário do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Estado da Bahia, Juliano Matos, representando o governador.

Na ocasião, foram discutidas a situação ambiental na Bahia, a crise ecológica no mundo e as iniciativas do poder público e da sociedade civil organizada, para reverter o problema. “As madeiras oriundas de floresta nativa são a matriz energética dos micros e pequenos empresários. Por isso, temos que nos aproximar desta realidade, compreender os seus dramas e procurar trabalhar a preservação como desenvolvimento sustentável”, afirmou Matos.

mas/is

2008-06-03

Índice vacinal contra a aftosa atingiu 96,4% na Bahia

Nem mesmo a diversidade climática que atingiu a Bahia em março, com fortes chuvas na região do Vale do São Francisco e seca na maior parte do estado, fez com que o produtor perdesse o período da campanha de vacinação contra a febre aftosa. Nessa corrida, a Bahia atingiu a marca de 96,4% do índice vacinal, o que significa a permanência do status de zona livre da doença.

Mas a grande novidade foi a retomada da certificação dada pela Organização Internacional de Saúde Animal (OIE), o que representa a abertura do mercado internacional para a carne, material de multiplicação (sêmen e embrião), além do livre trânsito dos animais para todo o país.

Há 11 anos a Bahia é reconhecida como zona livre da febre aftosa com vacinação, sendo que em 2005 teve a suspensão do título pela OIE, a exemplo de outros nove estados, por causa do foco da doença registrado no Mato Grosso.

Segundo o secretário estadual da Agricultura, Geraldo Simões, esta conquista nada mais é do que a união de forças do governo e produtores num só objetivo: fortalecer a agropecuária baiana. “Esta é uma grande oportunidade de atrair novos investimentos, como a implantação de matadouros-frigoríficos habilitados para a exportação”, disse.

Dentre as próximas metas da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), da Secretaria da Agricultura, estão a redução em 10% da zona-tampão e a aquisição do status de zona livre sem vacinação, alcançado apenas por Santa Catarina.

Nos dias 5 e 6 de junho será discutida a união das datas no calendário de vacinação brasileiro, no Fórum Nacional dos Executores de Sanidade Agropecuária (Fonesa), a ser realizado em Belo Horizonte (MG).

ras/om

SEC da Bahia lança concurso de redação sobre Independência

Estudantes das escolas públicas municipais e estaduais de 5ª a 8ª séries, têm até o dia 4 de junho para se inscrever no concurso de redação lançado, no Diário Oficial, pela Secretaria da Educação do Estado (SEC), na quarta-feira (28), com o tema Independência da Bahia.

As inscrições podem ser realizadas nas próprias unidades escolares, por meio de ficha de inscrição, que deve ser posteriormente encaminhadas às Diretorias Regionais de Educação (Direc). As redações devem ser realizadas entre os dias 5 e 6 de junho nas escolas onde estudam.

As unidades vão selecionar a melhor redação e encaminhá-la, no dia 13 de julho, às Direc. Os critérios para avaliação e seleção das redações serão adequação lingüística, coesão e coerência textual, conteúdo adequado ao tema proposto, correção gramatical, criatividade, estilo, estrutura textual e vocabulário.

O primeiro colocado será premiado com um computador e os segundo e terceiro colocados receberão uma mochila literária personalizada. O objetivo do concurso é promover a reflexão sobre a Independência da Bahia entre os estudantes, reconhecendo a importância histórica deste período, que ocorreu entre 25 de junho de 1822 e 2 de julho de 1823. Mais informações pelo telefone: (71) 3115-9010.

eas/is

2008-06-02

Medicina na Bahia é tema do curso Conversando com Sua História

Desde dezembro de 2007, as Escolas Médicas de todo o país comemoram o Bicentenário dos Cursos Médicos no Brasil, por conta dos 200 anos da Escola de Medicina da Bahia, fundada em 18 de fevereiro de 1808 e localizada até hoje no Centro Histórico de Salvador.

Para resgatar a memória desta criação e sua importância para o desenvolvimento médico brasileiro, o curso Conversando com sua História, traz para a primeira palestra do mês, o presidente do Instituto Baiano de História da Medicina e Ciências afins, Professor Antônio Carlos Nogueira Britto, com o tema “200 anos da Faculdade de Medicina da Bahia”. O encontro acontece nesta terça-feira (3), às 17h, no Palácio Rio Branco. Inscrições podem ser feitas no local ou por telefone.

O curso Conversando com sua História é uma realização do Centro de Memória da FPC, que acontece sempre às terças–feiras às 17h. Na programação, iniciada há duas semanas e com término previsto para outubro, são abordados temas ligados à história, cultura e à evolução econômica e social da Bahia, através de depoimentos pessoais e apresentação de pesquisas acadêmicas.


Cas/al

Uma reunião história entre índios e governo no Fórum Indígena a partir do dia 3

A política pública educacional para os povos indígenas e o exercício da gestão participativa serão temas do Fórum Estadual de Educação Indígena, que será realizado pela Secretaria Estadual da Educação (SEC), nos dias 3 e 4 de junho deste ano, no município de Banzaê.

O evento contará com as participações do governador Jaques Wagner e dos secretários estaduais da Educação, Adeum Sauer, do Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza, Valmir Assunção, e da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, Marília Muricy.

Considerado como a instância prioritária de interlocução, entre os povos indígenas e a SEC, na construção coletiva da política pública para as 12 etnias que existem na Bahia, o fórum abrirá discussão e vai deliberar sobre assuntos como formação continuada de professores, sistema de cotas, criação da categoria professor indígena, entre outros.

As lutas travadas pelas comunidades indígenas pela garantia de direitos são muitas, entretanto, pelo menos no que tange a educação, elas obtiveram conquistas significativas nessa gestão. Uma das mais expressivas foi a nomeação de uma índia para a coordenação da Educação Indígena. Para completar a iniciativa inédita, outros oito índios foram nomeados para as coordenações indígenas regionais nas Direc que possuem escolas desta modalidade de ensino.

As conquistas são somadas ainda com parecer favorável, dado pela Procuradoria Geral do Estado (PGE), ao projeto de lei que cria a carreira de professor indígena. Na Bahia, a população indígena é composta de 22.186 habitantes pertencentes a 14 povos, distribuídos em 36 aldeias em 22 municípios. São 57 escolas indígenas com 308 professores que atendem a 6.127 alunos.

eas/is

Bahia quer tazer turistas afrodescendentes para conhecer seus encantos

Salvador é o terceiro destino mais procurado pelos turistas afrodescendentes norte-americanos, logo após o Rio de Janeiro e São Paulo, e na frente de Foz do Iguaçu e Manaus. E justamente por isso, Rio de Janeiro e Bahia foram os Estados escolhidos como destaques pela Embratur para a primeira campanha publicitária do Ministério do Turismo dirigida ao público afro-americano.

Com lançamento previsto para a segunda quinzena de junho, a campanha deve se estender até setembro e terá investimento total de R$ 3,48 milhões para atingir revistas nacionais, sites voltados para o turismo e inserções na CNN, além de campanha de rua em Nova York, Miami e Los Angeles.

A Embratur aposta no público afrodescendente norte-americano, para quem foram produzidas peças exclusivas para a mídia especializada, como a revista Giant e a rede TV One, que têm programação abordando estilo de vida, entretenimento e turismo. Por serem os principais destinos de turismo étnico no Brasil, Rio e Bahia serão destaques nas peças de mídia.

“O lançamento de publicidade com alvo nesse público reforça as ações que o Ministério realiza desde o ano passado com objetivo de atrair os afrodescendentes, que nos Estados Unidos são um segmento organizado e de alto poder de consumo. Turistas negros americanos já visitam o Brasil em busca do resgate de suas raízes e encontram aqui muitos traços da cultura africana, especialmente nas tradições e festas populares. Com essas novas ações temos tudo para crescer neste segmento”, afirmou a ministra Marta Suplicy.

Pioneirismo

A Bahia, cuja capital, Salvador ,tem quase 80% da população afrodescendente, foi o primeiro estado brasileiro a estruturar o segmento do turismo étnico. A informação foi dada pela Ministra Marta Suplicy quando participou no dia 15 de maio de audiência pública promovida pela Comissão de Turismo e Desporto.

Segundo o secretário de Turismo da Bahia, Domingos Leonelli, o projeto de turismo étnico foi apresentado no ano passado ao Ministério do Turismo por iniciativa do Governador Jaques Wagner e da Secretaria de Turismo. “Nossa intenção é tornar o estado mais atraente para os turistas afrodescendentes norte-americanos, um público interessado em reatar suas raízes com a África", disse.

Premiado

O coordenador de Turismo Étnico da Secretaria de Turismo da Bahia, Billy Arquimimo, recebeu dia 25 de maio no Four Plus Hotels de São Paulo o III Prêmio África Brasil 2008, em comemoração ao Dia da Libertação da África, festejado em 25 de maio, instituído pela ONU em 1972.

Iniciativa do Centro Cultural Africano, o prêmio visa reconhecer e divulgar projetos, além de ações significativas que beneficiem diretamente a comunidade afro-brasileira, em várias áreas de atuação, como educação, artes e cultura, esporte, políticas públicas, poder público, relações exteriores e religião.

Alto poder de compra

Segundo pesquisa realizada em 2004 pelo Census and National Center for Educational Statistic Educational, a população afro-americana cresceu 35% desde 1990, enquanto seu poder de consumo aumentou 222% - dados que foram acompanhados por uma significativa evolução da escolaridade e ocupação de cargos de gerência.

Os turistas norte-americanos são, depois dos argentinos, os que mais visitam o Brasil (foram 700 mil em 2007). De acordo com o Estudo da Demanda Turística Internacional, realizado em 2006, 34,3% dos turistas americanos visitaram o Brasil para fazer negócios ou participar de congressos e convenções; 34,8% vieram encontrar familiares e amigos e 26,7% vieram a lazer. O gasto médio diário do turista americano é de US$ 138,84.

Uas/al

Festejos juninos acontecerão nas ruas e becos do Centro Antigo de Salvador Bahia

As ruas e becos do Centro Antigo de Salvador serão os principais roteiros dos festejos juninos da capital, este ano. As secretarias estaduais da Cultura e do Turismo vão garantir, por meio de parceria, uma intensa programação a partir de domingo, 1º de junho, como a Trezena do Santo Antônio. As ações da Secult prevêem investimentos de R$ 950 mil.

Na programação estão quadrilhas, quermesses, apresentações de grupos culturais, trios nordestinos e de bandas que fazem parte dos cenários local e nacional. Os principais palcos do São João 2008 serão montados no Largo do Pelourinho, Terreiro de Jesus e no Cruzeiro de São Francisco, na Praça Municipal.

Para o secretário da Cultura, Márcio Meirelles, o objetivo é envolver a comunidade do Pelourinho e dos bairros que compõem o Centro Antigo na valorização das tradições e diversidades. “Queremos resgatar os valores familiares que sempre fizeram parte das festas juninas”, afirma.

O primeiro evento da programação especial de São João é a Trezena de Santo Antônio, que reunirá antigas rezadeiras da comunidade para homenagear o Santo Casamenteiro. O ponto alto será no dia 13 de junho, data em que se comemora o dia de Santo Antônio, quando devotos, moradores do bairro e turistas, participam da reza na casa de número 12, localizada no Pelourinho.

Outro símbolo que será resgatado durante os festejos é o Samba Junino, com a reunião de grupos de Salvador e municípios do Recôncavo e Região Metropolitana. As apresentações vão ocorrer sempre no Largo do Pelô.

A partir do dia 13, as atrações contratadas pela Bahiatursa também passam a animar as noites no Terreiro de Jesus. Grupos e bandas dos forrós eletrônico, como Limão com Mel, e pé de serra, como Adelmário Coelho e Targino Gondim, vão fazer a alegria de baianos e turistas.

Há também atrações como Gereba, Alceu Valença, Carlos Pita, o cantor sertanejo Daniel e Daniela Mercury. O último dia de festa no Centro Antigo será 29 de junho com forró até a madrugada do dia 30.

Programação Terreiro de Jesus


13/06 (sex) Cicinho De Assis, Falamansa, Adelmário Coelho

14/06 (sab) Trio Nordestino, Zelito Miranda, Cordel do Fogo Encantado

15/06 (dom) Cacau Com Leite, Targino Gondim, Cavalo Doido

20/06 (sex) Virgilio, Forrozão Du Karai, Limão Com Mel

21/06 (sab) Gereba, Ladia Betânia, Daniela Mercury

22/06 (dom) Alceu Valença, Del Feliz, Calango Acesso

23/06 (seg) Carlos Pita, Afro Bossa Nova, Daniel

24/06 (ter) Lua Cheia, Trio Nordestino, Xangai

28/06 (sab) Sarapatel com Pimenta, Estakazero

29/06 (dom) Miguelão do Forró, Colher de Pau

cgc/al

Abertas as inscrições para I Encontro Baiano de Estatística

Na próxima terça-feira (3) acontece o I Encontro Baiano de Estatística, que aborda o tema Estatística e Gestão Pública.

O encontro será realizado das 13 às 18h40, no auditório do PAF I, no campus de Ondina da Universidade Federal da Bahia (Avenida Ademar de Barros).

As inscrições são gratuitas e estão sendo feitas pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), órgão da Secretaria Estadual do Planejamento (Seplan), por meio do e-mail inscricoes@sei.ba.gov.br.

Mais Informações no telefone (71) 3115-4728.

pas/om

Inscrições para graduação a distância na Uneb vão até dia 6 de junho

A Coordenação Central de Educação a Distância (Cead) da Universidade do Estado da Bahia (Uneb) abre inscrições para o processo seletivo de professores, tutores especialistas e pesquisadores para o curso de graduação a distância em Administração.

Segundo o edital de seleção, podem se candidatar professores do quadro efetivo da Uneb e de outras instituições, habilitados para lecionar as disciplinas Estatística Aplicada, Sistemas de Informação, Matemática Financeira, Administração Pública e Antropologia.

As inscrições devem ser realizadas exclusivamente por e-mail, enviando currículo na Plataforma Lattes para o endereço admead@listas.uneb.br, até 6 de junho.

eas/om

Realização de programa de TV na Bahia dá liderança de audiência na Argentina

A Bahia esteve em primeiro lugar por seis domingos no canal público argentino 7, das 20 às 21h, com o programa MP3 – Música para el Tercer Milênio, visto por pelo menos 4 milhões de pessoas, segundo os índices de audiência daquele país (rating).

Além da liderança na TV, o jornal de maior circulação da Argentina, El Clarín, destacou na sua coluna Espectáculo o programa de conteúdo baiano como a melhor programação do último mês.

A gravação do programa no estado, realizada de 25 de março a 3 de abril, teve o apoio da Bahiatursa e da Secretaria de Turismo, que contribuíram com pautas, articularam entrevistas e procuraram mostrar o que a Bahia tem de melhor.

Participaram da gravação Daniela Mercury, Bel Marques, Olodum, Psirico, Netinho, Terra Samba, Márcio Melo, Motumbá, Estakazero, Luiz Caldas e a antropóloga Goli Guerreiro. O Carnaval, o Pelourinho, as praias, o Forte de Santo Antônio da Barra e o Forte de São Marcelo também foram destaques.

uas/om

2008-06-01

Transplante de órgãos avançam no interior da Bahia

O projeto de interiorização das atividades de captação e transplantes de órgãos deverá registrar, brevemente, importantes avanços nas 6ª e 7ª Diretorias Regionais de Saúde (Dires), com sede, respectivamente, nos municípios de Ilhéus e Itabuna. A diretoria da 6ª Dires, após entendimentos com o coordenado do Sistema Estadual de Transplante, disponibilizou a enfermeira Ana Aragão para atuar como coordenadora regional do Programa Estadual de Transplante. Ainda em Ilhéus, foi definida a ativação das Comissões Intra-Hospitalares de Transplantes dos hospitais Geral Luis Viana Filho e São José, que de início atuarão na captação de córneas.

Em Itabuna, sede da 7ª Dires, será implantada a Comissão Intra-Hospitalar de Transplante do Hospital de Base, enquanto o Hospital de Olhos Rui Cunha está em fase de credenciamento para realizar transplante de córnea.

Os contatos mantidos pelo coordenador do Sistema Estadual de Transplante, Eraldo Moura, resultaram também na programação, para o próximo mês de julho, de diversas atividades relacionadas à questão. No dia 8, acontecerá o primeiro módulo de transplante para estudantes de enfermagem da Faculdade de Tecnologia e Ciência (FTC), e no dia 9, profissionais das equipes de Saúde da Família e agentes comunitários de saúde terão um curso sobre transplantes.

No dia 10 julho, coordenadores das Comissões Intra-Hospitalares de Transplantes dos hospitais de Ilhéus e de Itabuna participam de uma capacitação, em Ilhéus, onde também será realizado, em parceria com o Conselho Regional de Medicina, no dia 11, o 6º Curso de Morte Encefálica, voltado para médicos intensivistas, neurologistas e emergencistas das unidades hospitalares da região.

Sas/al

Nova barragem no Rio de Contas vai beneficiar Brumado-Bahia

A população do sudoeste do estado vai ganhar uma nova barragem, a de Cristalândia, localizada no Rio de Contas, no município de Brumado. Também serão beneficiados mais quatro municípios da região, totalizando 67.619 pessoas.

O contrato entre a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) e a Gemec Engenharia e Construções Ltda, vencedora da licitação, foi assinado, nesta quinta-feira (29), pelo governador Jaques Wagner, o vice-governador Edmundo Pereira e por representantes da empresa, na Governadoria.

O empreendimento vai garantir, definitivamente, a regularidade no abastecimento de água na cidade e em seus distritos, situados no semi-árido e vitimados por longos períodos de estiagem. O investimento vai acabar com os transtornos causados pelas freqüentes secas na região como a de 1998, que atingiu a Barragem do Rio do Antônio.

O investimento total do projeto é de R$13 milhões, incluindo a construção da barragem e as obras de desapropriação. O prazo para a conclusão é de 180 dias. Na primeira etapa, a barragem terá capacidade de vazão de aproximadamente 13 milhões de metros cúbicos. Na segunda, a previsão é que essa vazão passe para 30 milhões metros cúbicos.

O vice-governador Edmundo Pereira afirmou que a barragem, apropriada para a irrigação de mais de dois mil hectares de terra, resolverá o problema de falta d´água na região, beneficiando muitos municípios como Tanhaçu, Ituaçu, Aracatu e Malhada de Pedras.

zcm/is

Bahia recebe visita de embaixadores africanos nas comemorações do Dia da África

Os embaixadores da Nigéria, Kayorde Garrick, do Congo, Baudowin e de Angola, Leovigildo da Costa e Silva estão na Bahia em visita de cortesia pelo Dia da África, comemorado no último dia 25 de maio. As autoridades africanas foram recebidas pelo governador Jaques Wagner na Governadoria. Uma das homenagens preparadas pelo governo baiano foi uma sessão especial realizada na quinta-feira (29), na Assembléia Legislativa da Bahia.

Em Salvador já existem órgãos ligados a alguns países da África como a Casa do Benin, a Casa de Angola, da Nigéria e agora, segundo o secretário de Promoção da Igualdade, Luiz Alberto Silva dos Santos, já está em andamento uma discussão entre representantes do Congo e do Centro Internacional de Negócios da Bahia (Promo), ligado à Secretaria de Indústria e Comércio, para proporcionar importantes trocas comerciais e culturais com a Bahia. “Esse encontro com a comitiva africana foi importante para estabelecer novos processos de relação da Bahia com esses países”, disse o secretário.

Segundo o governador Jaques Wagner, a Bahia como o estado brasileiro mais próximo geográfica e culturalmente da África, está cumprindo seu papel no esforço de aproximação cultural, de negócios e de comércio com os países africanos. “Eu já tenho viagens programadas à África para buscar aproximar os povos e também promover bons intercâmbios comerciais”, assegurou Wagner.

Para o embaixador do Congo, Kayorde Garrick, “é uma alegria pra nós estar mais uma vez na Bahia, nós temos ligações familiares com o povo baiano”. Segundo ele, o comércio entre o Brasil e a África tem aumentado cada dia mais, cerca de 20% desde 2004. “A previsão é que esse ritmo vai continuar e a relação de comércio entre o Brasil e a África via crescer”, afirmou.

História

No dia 25 de maio de 1963, 32 chefes de Estado africanos se reuniam contra a colonização e subordinação a que todo um continente repetidamente foi submetido durante séculos. Colonialismo, neocolonialismo, 'partilha da África'.

Na reunião de 1963, em Adis Abeba, capital da Etiópia, esses líderes criaram a Organização da Unidade Africana (OUA), hoje a União Africana.

Dada a importância daquele momento, o 25 de maio foi instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 1972, Dia da Libertação da África. Diversos eventos serão realizados esta semana para marcar a data.

Gcm/al

Inscrições abertas para curso primeira habilitação na Escola Pública de Trânsito

Já estão abertas as inscrições para o curso teórico para a primeira habilitação, promovido pela Escola Pública de Trânsito do Detran (EPTran), que devem ser feitas pelo site www.escolapublica.detran.ba.gov.br.

As vagas são limitadas e o candidato deve preencher os pré-requisitos necessários, como ser maior de 18 anos, ter o primeiro grau completo, ser estudante ou oriundo de escola pública estadual ou municipal, estar desempregado ou ter renda igual ou inferior a um salário mínimo.

O investimento para a abertura dos serviços é de R$ 61,50, incluindo exames médico e psicológico, que serão realizados no Detran. Após a inscrição via internet, o candidato deve acompanhar o resultado da lista dos aprovados para a efetivação da matrícula, que será divulgada no mesmo site.

aas/om

Seminário para discutir o uso sustentável da água no oeste da Bahia

A crescente demanda pelo uso da água no oeste baiano, principalmente devido às atividades produtivas e à necessidade de universalização do direito à água e da promoção do desenvolvimento sustentável, motivou a Superintendência de Recursos Hídricos (SRH), autarquia da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) a realizar seminário.

O objetivo do evento é discutir tecnologias de irrigação para o uso sustentável da água no seminário Governança Pública das Águas, que acontece entre os dias 2 e 4 de junho, em Barreiras.

mas/om

Arquivo


Ocorreu um erro neste gadget