2008-03-29

Oportunidade de emprego - Seleção pública oferece 43 vagas na Agerba

A Universidade do Estado da Bahia (Uneb) está com inscrições abertas para o processo seletivo simplificado para preenchimento de vagas temporárias na Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba). As inscrições podem ser feitas somente pela internet (www.selecao.uneb.br/agerba) até o dia 7 de abril e o pagamento da taxa até o dia 8 de abril, às 16 horas.

No total, são oferecidas 43 vagas, sob o Regime Especial de Direito Administrativo (Reda), para os cargos de agente administrativo (16), agente de suporte de regulação (10), motorista (6) e técnico em atividade de regulação (11). Para esse último cargo, os candidatos podem optar pela atuação na fiscalização e mediação de serviços de eletricidade ou na regulação e fiscalização de serviços de gás canalizado e de transporte rodoviário e hidroviário de passageiros.

O cargo de técnico em atividade de regulação, que exige nível superior completo, oferece remuneração de R$ 1.686,32. Já os cargos de agente de suporte de regulação, agente administrativo e motorista, que exigem do candidato o nível médio, oferecem remunerações de R$ 562,10, R$ 384,32 e R$ 380, respectivamente. A jornada de trabalho é de 40 horas semanais.

Após preencher a ficha de inscrição na internet, os candidatos devem imprimir o boleto bancário e fazer o pagamento da taxa de inscrição, em qualquer agência bancária, em favor da Agerba. Os valores são de R$ 30, para candidatos de nível médio, e de R$ 45, para os de nível superior. O depósito será aceito até as 16h do dia 31 deste mês. Após 48 horas de realizado o pagamento, o candidato deve conferir no site a confirmação da inscrição e imprimir o comprovante.

A data e os locais das provas serão divulgados posteriormente pela Uneb no Diário Oficial do Estado, no endereço eletrônico do processo seletivo (www.selecao.ubeb.br/agerba) e no site da Agerba (www.agerba.ba.gov.br). As provas terão 50 questões -conhecimentos gerais e específicos. Detalhes sobre o conteúdo das prova e outras informações sobre a seleção podem ser conferidas no edital. Mais informações no site www.uneb.br.


kas/al

Uefs abre 80 vagas em curso de Pedagogia para professores

A Universidade Estadual de Feira de Santana abre inscrições, entre segunda e sexta-feira (31 a 4), para o processo seletivo da licenciatura em Pedagogia com habilitação nas séries iniciais do ensino fundamental. O curso, que dura três anos, é destinado a professores das redes pública e privada que ainda não possuem formação de nível superior, uma exigência à Lei de Diretrizes e Bases da Educação. São oferecidas 80 vagas.

O candidato deve estar atuando em, pelo menos, uma das séries iniciais do ensino fundamental. Os interessados devem se dirigir à sala de reuniões da Pró-reitoria de Pós-graduação, localizada no andar térreo do prédio da Administração Central, campus universitário, no horário das 8 às 11h30 e das 14 às 17h30.

No ato de inscrição, é necessária a apresentação da Carteira de Identidade (original), declaração em formulário fornecido pela Uefs de que possui vínculo empregatício e encontra-se em exercício da função e guia de pagamento da taxa de inscrição, que custa R$ 40.

As provas serão aplicadas em 15 de junho, em Feira de Santana. Serão 10 questões para cada uma das seguintes disciplinas: Língua Portuguesa, Matemática, Ciências, História e Geografia. Haverá, ainda, uma redação, com tema único. O edital pode ser consultado no portal www.uefs.br, seção Editais. Outras informações através do telefone (75) 3224-8030, da Coordenação de Seleção e Admissão.

Eas/al

Tecnologia alternativa da CERB transforma água salobra em potável

A Companhia de Engenharia Rural da Bahia (Cerb) está participando até amanhã (29), no Parque da Cidade, de uma programação especial para celebrar o Dia Mundial da Água, promovido pela Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) e Superintendência de Recursos Hídricos (SRH).

Dentro das atividades integradas oferecidas pela Semarh e SRH, o público terá acesso às tecnologias alternativas como dessalinizador com chafariz eletrônico utilizado pela Cerb, no semi-árido baiano, destinado à melhoria da vida das comunidades rurais.

Os visitantes serão informados sobre o funcionamento do dessalinizador, que transforma água salobra em potável, acoplado ao chafariz eletrônico, e disponibiliza 20 litros dessa água a partir da colocação de uma ficha no valor de R$ 0,20. A inovação representa um incentivo ao não-desperdício da água.

O uso desses equipamentos permite a retirada do sal da água captada nos poços tubulares. O processo se dá por meio de osmose reversa, que torna a água salobra em potável. Os equipamentos são compostos de membranas especiais impermeáveis, permitindo reter 98% dos sais dissolvidos e microorganismos

De acordo com o presidente da Cerb, Cícero Monteiro, as soluções para a questão do abastecimento de água variam de acordo com cada região do estado. Em alguns casos, o uso de tecnologia alternativa foi o ponto de partida encontrado pela empresa para resolver o problema de muitas localidades, onde poços com água salobra inviabilizava o seu aproveitamento para o consumo humano e animal. Uma das alternativas foi a instalação de dessalinizadores.


mas/is

Distribuição de renda do governo federal vai influenciar nas eleições municipais

O cientista político Antônio Flávio Testa, da Universidade de Brasília (UnB) disse para a Agência Brasil que os ganhos da população mais carente com os programas de distribuição de renda do governo federal terão impacto direto nas eleições municipais deste ano.

“Principalmente porque, seguramente, as eleições serão, mais uma vez, decididas pelos setores mais carentes da população, que têm uma vinculação nem mais ideológica, mas econômica, com essa estratégia. Isso tem uma influência muito forte nos resultados da eleição”, afirmou Testa.

O levantamento suplementar da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad 2006) sobre Acesso a Transferências de Renda de Programas Sociais, divulgado hoje (28) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostra que o número de famílias atendidas por programas de transferência de renda cresceu, assim como seu consumo de bens duráveis.

Segundo o cientista político, esse aumento também deverá ter reflexos nas eleições porque, com os programas sociais, foram criados mais empregos sazonais, o que, segundo ele, será aproveitado pelos partidos dos atuais prefeitos.

“Uma vez que se consegue um emprego, ainda que sazonal, mas vem junto com ele a promessa de continuidade, desde que não haja mudança na política do ponto de vista estrutural, há um acordo tácito aí. Eu tenho a impressão de que esse é o aspecto mais contundente do ponto de vista da estratégia política eleitoral”, comentou Testa.

Para o cientista político, é importante que esse tipo de programa não se transforme em algo estrutural e que se possa diminuir seus custos em algumas décadas, transformando essa ação em investimento, em vez de despesa. Segundo ele, isso se dará quando o contingente de brasileiros que hoje precisam receber assistência do governo se tornarem agentes geradores de riquezas.

“É preciso que haja um investimento maciço na educação empreendedora no Brasil, na diversificação de micromercados, para que a população possa gerar novos negócios e ela mesma assuma a sua participação, gerando renda, emprego e assumindo o controle da sua vida mais autonomamente”, afirmou.

2008-03-28

Autoridades poderão adotar sistema de rodízio no trânsito de Salvador

O trânsito em capitais brasileiras como Salvador e Fortaleza está cada vez pior.

Em Salvador, por exemplo, as autoridades poderão adotar medidas drásticas, como o sistema de rodízio.

Assista ao vídeo:

Pés de maconha são destruídos em Sento Sé

Operações realizadas ontem (26) por policiais da 14ª Coordenadoria Regional de Polícia (14ª Coorpin), com sede em Irecê, em conjunto com o 7º Batalhão da Polícia Militar (BPM), resultaram na apreensão e na destruição de aproximadamente 5 mil pés de maconha, nas localidades de Maravilha, Itaguaçu da Bahia e Lagoa da Jurema, no município de Sento Sé.

Segundo a polícia, a plantação pertencia ao traficante conhecido como Zé Pedro, da cidade de Xique-Xique. Ele não se encontrava no local no momento da apreensão e a Polícia intensifica ações na região para prendê-lo.

Nas/al

Irecê: Hospital Mário Dourado Sobrinho deverá ser reinaugurado em agosto

O Hospital Regional Mário Dourado Sobrinho, em Irecê, deverá ser reinaugurado em agosto. O total de investimentos é de mais de R$ 10 milhões, destinados à obra e de aproximadamente R$ 12 milhões para a compra de equipamentos. A unidade, que disporá de 120 leitos, sendo 10 de UTI adulta e 15 de semi-UTI neonatal, terá o perfil de hospital regional, atendendo principalmente urgência e emergência.

As obras para a reforma da unidade, orçadas em R$ 6,88 milhões, tiveram início em julho de 2005, mas foram paralisadas em outubro de 2006. Em fevereiro de 2007, quando o governador Jaques Wagner assumiu o governo, as obras foram retomadas e a unidade passou pelo processo de municipalização e recebeu mais recurso da nova gestão.

Hoje, a unidade funciona com 66 leitos, com serviços de pediatria, obstetrícia, clínica médica e geral, urgência e emergência, entre outros. Em função das obras, o atendimento no hospital está sendo prestado de forma descentralizada no Hospital Municipal de Irecê.

Sas/al

2008-03-27

Professores do Estado podem se licenciar para curso superior

Professores do Estado têm oportunidade de se licenciar

“Quando crescer, vou fazer uma faculdade, aprender mais sobre o mundo e ter um bom emprego”. O sonho do estudante do Colégio Anísio Teixeira (Aplicação), Ronald Oliveira, de apenas oito anos, agora está mais próximo. Graças ao Programa de Formação dos Professores da Rede Pública Estadual, lançado na semana passada pela Secretaria da Educação (SEC), 13 mil professores que atuam em salas de aula e não têm bacharelado ou que são pedagogos terão a oportunidade de ingressar em um curso superior ainda este ano, passando a oferecer uma educação de melhor qualidade aos seus alunos.

O edital abrange 174 municípios e está no site do Instituto Anísio Teixeira (http://www.sec.ba.gov.br/iat). As inscrições para seleção de preenchimento das primeiras 1.250 vagas podem ser feitas entre 7 de abril e 2 de maio, sendo que 10% delas estão reservadas para os pedagogos. As provas serão realizadas em 11 de maio e as aulas começam no dia 26 do mesmo mês. Mais informações podem ser obtidas nos sites das universidades onde os cursos serão ministrados - Universidade do Estado da Bahia (www.uneb.br) e Universidade Estadual de Feira de Santana (www.uefs.br).

A pedagoga Denise Nunes disse que a partir dessa formação vai ter a licenciatura que necessita, melhorando sua vida profissional e financeira. “Os alunos vão ganhar na qualidade do ensino, porque vamos estar mais preparados para exercer a função”, afirmou.

Para a professora de História, Elizete Sampaio, há 25 anos atuando em salas de aula, sua licenciatura, adquirida em dezembro do ano passado, foi fundamental. “O professor sente a diferença. Agora tenho mais segurança ao passar o conhecimento para os alunos”, disse.

Reivindicação histórica

O presidente da Associação dos Professores Licenciados da Bahia (APLB), Rui Oliveira, declarou que a formação é uma reivindicação histórica da entidade, porque no Estado há muitos professores não-licenciados. “Sempre lutamos por uma escola pública gratuita de qualidade. No entanto, o que temos visto são professores sem qualificação, principalmente no interior, ministrando aulas de Química, Física, Biologia, Matemática e outras disciplinas”, ressaltou.

O secretário da Educação, Adeum Sauer, disse que em 2007 ficou registrado que um terço dos professores da rede estadual baiana não têm licenciatura. “Vamos atender 90% dos professores que não têm curso superior e 10% dos professores que têm licenciatura curta ou só têm formação em Pedagogia”, observou.

Segundo Sauer, todos sairão ganhando com a medida, pois os professores poderão vencer mais facilmente na sua carreira e os alunos receberão uma formação melhor. “Se não cuidarmos bem da formação hoje, no futuro, as pessoas terão poucas possibilidades de vencer na vida”, disse.

err/om

2008-03-26

Bahia promove seminário sobre racismo ambiental na Bahia

Vivenciado pelos povos e comunidades tradicionais na Bahia, o racismo ambiental será amplamente discutido no “I Seminário de Justiça Ambiental pelas Águas: As águas não têm cor”, promovido pela Superintendência de Recursos Hídricos (SRH), autarquia da Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), e pela Secretaria de Promoção da Igualdade (Sepromi).

O evento acontecerá, amanhã (27) e sexta-feira (28), no auditório do Ministério Público Estadual, em Nazaré, dentro da Programação do Dia Mundial da Água, e será transmitido em tempo real, por meio do site www.prodeb.ba.gov.br. Para participar é necessário se inscrever pelo e-mail cerimonial@srh.ba.gov.br ou telefone (71) 3116-3009.

O racismo ambiental é caracterizado pela negação do direito ambiental aos grupos étnicos-raciais (quilombolas, indígenas, pescadores e marisqueiras, comunidades de terreiro, fundo de pasto, ribeirinhos e outros), como, por exemplo, quando o acesso à água é impactado em função de contaminação dos mananciais ou as comunidades tradicionais perdem o direito à terra onde vivem e também viveram seus antepassados.

Esse tipo de racismo se consolida com a violação do artigo 255, da Constituição Brasileira, quando afirma que “todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder Público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações”.

Injustiça ambiental


Estudos acadêmicos realizados em várias partes do mundo mostram que a injustiça ambiental é praticada diretamente em territórios de concentração de grupos étnicos e raciais. A perspectiva do seminário é consolidar ações pela justiça das águas e a justiça pela eqüidade de raça, gênero e etnia no estado da Bahia.

“Isso significa que o Governo do Estado se propõe a desenvolver políticas públicas que garantam a esses povos e comunidades tradicionais, o reconhecimento da diversidade da população, dignidade e cidadania e a garantia do acesso à água às comunidades envolvidas nos conflitos ambientais”, ressalta o diretor-geral da SRH, Julio Rocha.

De acordo com Luiz Alberto Santos, secretário estadual de Promoção da Igualdade, “temos de provocar o Estado no sentido de pensar políticas públicas para superar essa realidade”. Ele afirma que essa conquista só pode ser efetivada por meio do debate constante instaurado sobre a temática do racismo, não somente o ambiental, mas todas as outras formas de racismo.

Programação

O enfrentamento do racismo ambiental envolverá uma série de discussões com movimentos sociais, de classe e étnicos-raciais e representações de comunidades de várias parte da Bahia, do Brasil e da Bolívia. O diretor de Educação Ambiental do Ministério do Meio Ambiente, Marcos Sorrentino, participará da roda de diálogo, amanhã, às 8h30, sobre Justiça Ambiental pelas Águas, tema que será exposto pelo diretor-geral da SRH, Julio Rocha.

Uma das lideranças indigenistas do Movimento da Guerra da Água, de Cochabamba, na Bolívia, Angel Hurtado, fará um relato de como os povos indígenas do seu país se organizaram contra a privatização da água na região onde moram. Esse movimento é uma referência pela luta da água como um bem universal para a humanidade.

mas/is

Vídeo mostra que a tuberculose é a quarta doença que mais mata no Brasil

Vídeo interessante mostra que a tuberculose é a quarta doença que mais mata no Brasil e a interrupção do tratamento é a maior dificuldade para o controle e a cura.

Assista ai vídeo:

Logística para produção e comercialização do biodiesel é discutida pelo Governo

O grande desafio da logística para a produção e comercialização do biodiesel é inserir a agricultura familiar na cadeia de produção de forma a tornar economicamente viável sua inserção. Essa foi a conclusão dos debates que aconteceram durante a 4ª Rodada de Discussão sobre biocombustíveis, na terça-feira (25), na Fundação Luis Eduardo Magalhães (Flem), promovida pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia da Secretaria do Planejamento (Seplan).

De acordo com o estudo realizado pelo Instituto de Pós-graduação e Pesquisa em Administração da Universidade Federal do Rio de Janeiro (Coppead/UFRJ), em parceria com o Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (IBP) e apresentado pelo professor Marcos Benzecry, a melhor forma de baixar o preço da produção de biodiesel é a verticalização, onde uma mesma empresa controla todas as fases da cadeia de produção.

Contudo, somente nas usinas com a produção de, no mínimo, 100 mil toneladas/ano, a verticalização é economicamente viável. Benzecry explica que “o grande desafio é inserir a agricultura familiar nesse processo e uma das formas para isso é o incentivo à formação de cooperativas para a venda de grãos”.

Em contrapartida, o coordenador da Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis em Brasília (ANP), Manoel de Castro Neto, acredita que a visão empresarial da cadeia de produção do biodiesel está correta. “O governo entra no processo para auxiliar a inclusão social. Uma forma é a criação do Selo Combustível Social, concedido pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) aos produtores de biodiesel que promovem a inclusão social e o desenvolvimento regional por meio de geração de emprego e renda para os agricultores familiares”, afirma. Ele explica que embora o Brasil possua um potencial ilimitado para a produção de biodiesel, isso não é interessante para o país.

Cadeia Produtiva

Ainda de acordo com a pesquisa do IBP, foram analisadas seis culturas para a produção de biodiesel no Brasil - soja, algodão, girassol, amendoim, mamona e dendê. Dessas, as três primeiras são economicamente viáveis para a produção de biodiesel. No caso das culturas de mamona, amendoim e dendê o ideal é a produção de óleo vegetal por conta da competitividade dos produtos no mercado.

A Bahia detém 5% da produção de óleo de soja do país, e 79% da produção de mamona. Entretanto, no Brasil 91% da produção de óleo vegetal, matéria para o biodiesel, é de soja. Marcos Bencrezy acredita que “o Governo do Estado não deve incentivar somente a agricultura familiar de mamona e dendê, com o intuito de produzir biodiesel”. Segundo o estudo apresentado pelo professor, até mesmo a produção de biodiesel, por meio do sebo animal, é mais competitivo que o de mamona.

Atualmente, existem 52 empresas autorizadas a produzir biodiesel no país, com um potencial de 41,5 bilhões de litros de diesel/ano, sendo que 7,49% dessa produção encontra-se no estado. “A Bahia possui um grande potencial, com uma capacidade enorme situada no oeste do estado, mas precisa melhorar a logística de distribuição, pois a maioria das distribuidoras está localizada no litoral”, afirma Castro Neto.

Experiência privada

A 4ª Rodada de Discussão contou ainda com a experiência da empresa Comanche, representada pelo coordenador logístico, Derneval Rodrigues. Ele explicou que a usina localizada em Simões Filho tem menos de um ano de produção e possui uma visão de possível exportação de Biodiesel.

A Comanche está produzindo pesquisas na área de produção de biodiesel a partir de pinhão-manso e girassol no interior do estado. Na sua opinião,“é preciso ratificar que, por enquanto, as pesquisas são puramente com uma visão no futuro, como forma de redução de custos na produção. No momento, o biodiesel da usina é feito a partir de soja, gordura residual e sebo animal”.

pas/is

MIC/BA oferece curso gratuito de tecnologia da informação

O Microsoft Innovation Center Bahia (MIC/BA), em parceria com a Universidade do Estado da Bahia (Uneb), promove a segunda edição do programa Students to Business (S2B).

As inscrições podem ser feitas até o dia 4 de abril, no site www.centrodeinovacao.org.br. O candidato deve responder um questionário com dados pessoais e profissionais para participar da primeira etapa do programa.

O Students to Business é gratuito e visa capacitar jovens estudantes dos ensinos médio, técnico e universitário interessados em tecnologia da informação (TI) para o mercado de trabalho.

O programa acontece em 12 estados do Brasil (Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Pará, Paraná, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Santa Catarina e São Paulo – além do Distrito Federal) e tem como meta capacitar os alunos participantes no uso da tecnologia Microsoft nas áreas de desenvolvimento e infra-estrutura.

As aulas acontecerão nas faculdades Jorge Amado e Ruy Barbosa, Universidade Salvador (Unifacs) e Faculdades Integradas da Bahia (FIB), parceiras e apoiadoras do MIC/BA, que fica no campus I da Uneb, no bairro do Cabula, em Salvador.

Mais informações no site www.uneb.br.

eas/om

2008-03-25

Primeiro leilão do ano pode arrecadar R$ 354 mil para o Tesouro Estadual

O Governo do Estado promove, nesta sexta-feira (28), a partir das 9h30, o primeiro leilão do ano, com previsão inicial de arrecadar R$ 354 mil para o Tesouro Estadual. São 206 lotes de móveis diversos, veículos, sucatas de veículos, sucata ferrosa e material de informática.

Os lances poderão ser feitos no Departamento de Apoio Logístico da Polícia Militar (antigo 5º Batalhão), localizado na 5ª Avenida, nº 590, Centro Administrativo da Bahia (CAB). Os bens ainda podem ser visitados até quinta-feira (27), das 9 às 17h, em três municípios - Salvador, Feira de Santana e Itabuna.

Na capital, os interessados podem conferir os bens no Almoxarifado Central do Estado, em Mata Escura (Rua Carlos Brandão da Silva), e na Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola -EBDA, em Itapuã (Avenida Dorival Caymmi).

Em Feira de Santana, no 1º Batalhão da Polícia Militar (Br 116 Norte, km 03, Conjunto Feira VI), e em Itabuna, na Residência do Derba (Avenida José Soares Pinheiro, nº 705- centro).

O edital está disponível no site www.comprasnet.ba.gov.br e também pode ser retirado no Sistema de Atendimento ao Fornecedor - SAF, no pavimento térreo da Secretaria da Administração, no Centro Administrativo, ou ainda pelos telefones (71) 3115-3191 e (71) 3306-3933.

Para participar, os interessados devem entregar, antes do ato alienatório, cópias dos seguintes documentos: identidade, CPF e comprovante de residência, ou no caso de pessoa jurídica, o cartão do CNPJ.

Entre os bens que vão à leilão, o lote mais caro é uma camionete S10, 1997, avaliada em R$ 6.500, que pode ser conferida no Almoxarifado Central. Já o mais barato, de R$ 130, é composto por diversos móveis em madeira, e está disponível na EBDA, em Itapuã. Cerca de 57% dos lotes é composto por veículos. A arrecadação será rateada entre a Secretaria da Administração (Saeb), Derb e EBDA.

aas/is

2008-03-23

Todo cuidado é pouco com a dengue

Moradores do Rio reclamam do atendimento nos hospitais públicos para pacientes com suspeita de dengue. Enfermagens estão lotadas e filas de espera são longas.

Assistam ao vídeo:

Arquivo


Ocorreu um erro neste gadget